segunda-feira, 12 de agosto de 2019

Música: Pentagon





"Amas quem eh PentagonnNM"

Senhoras e senhores, o meu grande dia chegou. 

Eu sei, eu sei que da última vez que eu disse isso neste blog para tratar de k-pop eu quebrei a cara em mil pedaços. Mas desta vez, vai ser diferente. O motivo, claro, porque estou um pouco longe de k-pop e portanto o meu Toque de Merdas está dormente, espero. Senhoras e senhores, o meu segundo grupo ultimate vai vir para o Brasil! E com ele a minha vergonha por todas as vezes em que fiz spam de "Come to Brazil, seus corno" nas VLives dos meus tagonnies ´ A ` ; ; ; ; ; ...

Pentagon - ou, para os íntimos, PTG - ou, para os menos íntimos, "aqueles meninos que cantam Shine" ou aquele grupo de que participava o namorado da Hyunah e tal... - é um grupo de k-pop formado em um reality show promovido pela empresa Cube (de BTOB, CLC e gidle, que um dia foi de BEAST/Highlight e G.NA ...) em parceria com a rede de televisão Mnet, casa de reality shows desde Produce 101 de Wanna One, passando por No.Mercy de Monsta X [comentários] até o queridinho dos rappers Show Me The Money. O reality em questão, Pentagon Maker, deveria ser um survival que selecionaria 5 dentre 10 trainees da Cube para estrear em seu mais novo boygroup... ao menos declaradamente. Até que - spoilers, spoilers! - muitas águas e chororô rolaram e os dez estrearam no grupo, risos.Não acredito que tenha sido tudo atuação, porque se não todos os 10 são também atores dignos de Oscar. Mas duvido muito que não fosse para realmente debutar os 10 juntos, pessoalmente... Muito sobrevivencialista, mas quem faria mal para...? :

Bebês.

Resumindo, pentanjinhos.

Mas o negócio é que desde aquele momento Pentagon mostrou a que veio. Os garotos são brilhantes em variety shows, e já no Pentagon Maker a graça transparecia. O que dizer de momentos que nem Jinho fazendo alarme para Hongseok, Wooseok e Yanan atuando dorama ou o tutorial de maquiagem do Kino? Brilhância total. A partir daí, o pessoal foi se cativando por estes rapazes e em troca via o progresso deles no aperfeiçoamento de habilidades artísticas. Tem trainee que fez a audição como rapper e virou vocalista, outros fizeram para vocalista e viraram rapper e outros ainda fizeram para pianista e viraram via visual e alívio cômico, então estamos aí. (Adoro os 3.)

Então os 10 estrearam em um grupo, eba! E por desgraça divina o grupo nunca foi muito bem nos rankings. Nenhum motivo mesmo. Membros que são lindos, simpáticos e talentosíssimos, tem. Veteranos ótimos também. Tem membro chinês, japonês, inglês, tipo o Quints e o menos poliglota ali fala coreano e várias bosta. Músicas legais? É só bop. Eu não tenho uma explicação que não minha simpatia instantânea por eles, e com ela, #ToquedeMerdas. Os clipes são absolutamente sensacionais e tem 2 membros que tem 1,90m e além de serem fofos e shippáveis são maravilhosos de lin...         


Caham, onde estávamos? Pentagon. Volta, volta. Já falei que adoro todos? -sigh- Ok.

A música de debut deles é bem, que?. Gorilla é sobre, uh, amar uma garota que nem um gorila, aparentemente. Eu juro que não sei o que passa na cabeça desses produtores. Gorilla não é a música que mais me atrai no mundo, e o album de estreia é igualmente "meh" na minha opinião, porém uma das minhas side-Bs favoritas é do álbum e, pasmem, é uma das músicas que contou com a participação dos membros nas letras. O mini de estreia tinha 2 músicas compostas pelos membros, o que não é tão comum para um grupo idol, mas estamos falando de Pentagon... cujo líder compôs o bop chamado Energetic e quase ninguém sabe. Being Hui is suffering. O segundo album, Five Senses, é o meu favorito e tem a música título mais legal - Can You Feel It - e a segunda música também é excelente, Pretty Pretty, com um clipe de garotos colegiais muito fofinho ... e aí as outras Bs são músicas sobre trepar e eu queria estar de brincadeira, mas é sério. Wtf, Cube? Em observação, eles participaram menos destas composições. Resumindo, pau mandado. (Não era... um trocadilho... Grata )

Eu não conheci o grupo nessa época. Na verdade, eu conhecia Gorilla e não gostei. Só caí nas graças mesmo quando escutei er e vi o clipe de Can You Feel It pela primeira vez. Aí, eu curti. Não pensei que fazia meu tipo porque meu tipo envolve garotos no máximo 1 ano mais novos que eu e com clipes relativamente pobres porque prefiro os k-indies, mas admitiria que o clipe era bem transadinho e esperava que fizessem muito sucesso. Torço. Daí, um, quatro, oito meses e... Nenhum sucesso. Flopou, diriam más línguas. Voltei ao grupo quando lançaram Like This e gente, que hinão composto pelo líder. Líder que aliás também tinha feito uma das minhas músicas favoritas do ano - Energetic, do WannaOne - conforme descobri depois. Então por que raios flopavam?

Se você pensou que este seria o auge da Cube, nuh-uh, enganadíssimo, meu caro! Em meados de Junho, quando Wanna One bombava com Energetic, Pentagon buscava o seu lugar ao sol com uma música sobre - é sério - uh, ser gay, ou coisa parecida. Rookies. Na Coreia. E as promo da época são simplesmente hilárias, com as perguntas tipo "Quem combina com o conceito da vez?" e "A música é sobre o que?" e os membros com semblantes sensacionais de "É, também gostaríamos que nos contassem" . O album tem duas composições próprias, e uma do Ilhoon do BTOB que a essa altura ainda apita mais no Pentagon que o próprio grupo. Adoro as músicas do Ilhoon, sou #teamSpoiler total, mas a música em questão é... bem... bobinha. Com todo respeito, Ilhoonie :( Além do hino gay eu adoro Spectacular. Ok, próximo album.

Depois de três albums com capas recicladas em que a Cube obviamente não sabia o que estava fazendo, mas não queria admitir isto, foi provavelmente o momento em que perceberam que se simplesmente deixassem os garotos tocarem o barco as coisas iam ser melhores, afinal de alguma forma Energetic ia muito bem obrigada e Triple H também corria sem maiores transtornos. Daí, vai saber como ou por que, o conceito NCT-like que tinham para Pentagon foi quase que abandonado - agora os membros passam a criar os próprios conceitos e de fato, depois da mudança, a popularidade do grupo só começou a aumentar, ainda que gradativamente, e desde então houve apenas uma música em que nenhum membro participou da composição. Em 5 minis. Uma. Música. Mas dizem que Pentagon é um grupo idol por aí afora, então...   Adore grupos que os membros sabem cantar, dançar, compor, divertir e ser lindos.

Onde estávamos? Pentagon. Então o próximo CD teve a linda Like This que é sobre correr atrás dos sonhos, e When I Was In Love, que teve um MV brega e desconhecido mas que adoro de paixão. Quando eu comecei a realmente acompanhar Pentagon foi entre essa era e a próxima, quando lançaram Runaway, uma música angry/hype/motivacional digna que poderia ser de qualquer grupo famosinho aí se fosse um pouco pior risos. Brincadeiras a parte... (era sério.) Outra música do album que ganhou MV foi Violet, composta por um dos maknaes (explico depois!) Kino e com um MV lindo que dói. 

Nunca falaram muito sobre o processo criativo destes dois albums mas, tendo em vista os nomes - Demo_01 e Demo_02 - e o teor experimental evidente em ser produzido por um bando de idols, eu imagino que tenha sido um par de tentativas. Não sei se a Cube realmente mudou de planos no decorrer do Pentagon Maker e não tinha ideia do que fazer com um grupo com 10 idols. Não sei sde os membros faziam pressão para compôr e participar atiovamente das músicas dos seus albums, eapesar de saber que eles dizem que sim em entrevistas, tampouco sei se Pentagon era para ser, para a Cube, um grupo à la NCT ou só um grupo de paródia - sério, Gorilla em um mundo de Wolfs e Nalinas não poderia ser meramente "nossa, vai ser uma ideia fantástica fazer uma música sobre gorila!", "nada como um bom album de músicas R+" e o que dizer de  "vamos fazer um hino gay, o público amará!"...? - e todas as sensações que eu tenho são pouco além de sentimentos e intuições de uma garota que escuta k-pop há uma década e tal, mas eu já falei do quanto eu detesto essa indústria neste blog e a Cube é uma grande empresa que como tal explora horrores os seus idols. Não seria absurdo dizer que era descaso a forma pela qual tratavam o Pentagon e que a mudança foi uma verdadeira revolução. Um "opa, peraí, melhor do que isso a gente faz... acho. Talvez".                         

Nesse ponto é que eu penso que Pentagon brilha muito mais que muito grupo famosinho por aí, mas como a coisa não é jogada na sua cara com um monte de marketing não é dado o devido valor. Sem querer desvalorizar outros grupos, de verdade, mas é muito legal que um grupo surgido basicamente sem planejamento e gerenciamento devidos coinsiga tocar o seu barco, que foi o que fez o meu outro grupo favorito, o Block B [comentários] também. ♥ Exatamente porque a indústria me irrita, conforme também já comentei cá na postagem sobre Seventeen, me da dá uma satisfação grande acompanhar esses grupos. Que, apesar das besteiras que as empresas fizeram, conseguem brilhar com o esforço individual dos membros, uh, eventualmente pessoas bem estranhas e surtadas mas, ei, adoro todos...  que neste caso são talentosos demais e falarei sobre cada um deles depois. Ainda tenho coisas a cultuar no geral... ´ w ` ♥ P.S.: Eu adoro meus pentanjinhos, prossigamos.

Novamente, intuição de fã, mas eu penso que a famigerada música título do sexto mini, Shine, era realmente para ser muito mais "para o grupo" e "para as fãs" do que para fazer sucesso. Ou, pelo menos, que os membros não estão mentindo ao dizer que não esperavam o sucesso que fez. Apesar de não terem ganhado First Win, a música tem hoje mais de 100 milhões de visualizações no YouTube e é bastante conhecida. O problema, se é que dá para chamar de problema, é que é talvez a música título menos complexa musicalmente de todas as músicas do Pentagon, ironicamente. Mas o sentimento envolvido era tão bom de qualquer jeito que deu no que deu e, para mim, a impressão que permanece de Shine é de estar deitada de manhãzinha antes de ir para o trabalho, quando lançou o MV, captar as referências a vídeos anteriores, referências às noites escrevendo música e jogando papeis para o alto, às diferenças de alturas, ao McDonalds para quem é de McDonalds, Gucci para quem é de Gucci, vaporwave e aviãozinho de papel. E, bom, sorrir feito uma idiota com aquela musiquinha tão singela que me deixava grata por acompanhar o grupo e parecia dar um desfecho feliz aos vídeos anteriores de uma forma indireta. Não um final fechado, mas sim um "eu sou um perdedor que sempre gostou de você, e meu coração é isso aí, fazer o quê?". Afinal, nem todas as histórias são uma novela com um grand finale. Um parênteses, acho que o que eu gosto em grupos que nem SVT e PTG que tem essa proposta de ser mais adolescente e tal é justamente me sentir um pouco compreendida sendo uma pessoa que cresceu/cresce nesse mundo pós moderno e enxerga as coisas de um jeito diferente ou, sei lá, sensibilidades millenial, como quiserem chamarrr. Enfim SVT também tem muito vaporwa-- esses tipos de MVs em que parece que nada acontece e tudo é muito singelo, e é acolhedor! Continuemos.

Então Shine provavelmente era um singelo "vamos ser positivos, coisas podem melhorar" e culminou na saída do E'Dawn por estar namorando a rainha Hyunah o que acabaria com a imagem de qualquer rookie porque a Coreia do Sul É Aquelas Merda e, não surpreendentemente, as coisas ficaram um tanto instáveis desde então. O triste é que os fãs se cindiram um pouco, creio que por falta de maturidade da empresa em primeiro lugar e da gente mesmo em segundo, que não sabe ver o trabalho de idols como, bem, um trabalho. Mas isso fica para outra postagem... A música título do Thumbs Up é sobre fazer as coisas do seu próprio jeito e Shin-to-buri Shalala é sobre superar as dificuldades com inventividade, basicamente. E falando assim talvez não faça muito sentido; as ideias em si são bem legais e vale a pena conferir os MVs para entender bem. Se for observar de perto, Demo_01 e Demo_02 são quase como experimentos de "ei, será que um bando de jovens falando sobre como vai a vida ainda vende?" enquanto a tríade PTG (Positive/Thumbs Up/Genie:us) é simultaneamente sobre isso e o que eles realmente passaram como idols. E temos o ápice da revolta em Humph, do trabalho mais recente, SUM:M(ER), que é sobre... bem, é sobre dizer humph, dane-se da forma mais fofa possível, eu suponho. E admitir que é isso.

Enfim, basta de resenha opinativa dos discos do Pentagon, vamos aos membros!   


O líder se chama Hui, era parte da subunit Triple H com a Hyunah e o E'Dawn antes de serem expulsos da Cube. A sua mãe é professora de inglês apesar de ele não manjar de inglês e ele fez intercâmbio para a África e depois compôs uma musiquinha em homenagem às crianças porque ele é fenomenal. Eu juro de pés juntos que ele namora a Somin do Kard mas vaisabe.

 O baixinho e também o mais velho é o Jo Jinho, também conhecido por ser ex-SME (o tal do Jino que era para ser solista, sim, ele!) e um dos vocalistas da nação coreana junto com o Hui. Além de ser vocalista ele também tem o reconhecimento e o respeito do fandom por ser secretamente um senhor inglês chamado Quints e esconder isto muito bem. (É até engraçado o quanto elee esconde que é westaboo.) Também seria um ótimo compositor de alarmes de relógio fosse essa a sua profissão. Namora o Hongseok, eu creio. Algumas vezes é até grosseiro. Rude boyyy. :( 

De 1994 tem o Hyojong, que foi com a Hyunah para o Canadá, eu acredito (se a coisa lá do Psy ficar no Canadá). Apesar de ter muito fã que pensa que melhor deixar ele lá e Pentagon cá eu sou team 10=1 e cá estamos, beijos abs.

Também de 1994 é o Hongseok, vulgo namorado do Jinho e fã de Vingadores nas horas vagas. Curte uns heroizinhos. Um pouco maromba. Carrega pessoas facilmente e participa de musicais e uns negócios assim? É vocalista apesar da postura de dançarino. Só eu acho...?

Depois de 1995 temos o Go Shinwon, que é mais westaboo no armário que o Quints, sério. Bom, não que ele seja realmente no armário porque todos sabem que ele adora o Harry Stylist (segundo Hui) e The 1975 e uns negócios assim; tem nudes dos membros no celular e aposto que escreve fanfic quando ninguém está olhando. Sagita energy total e braço direito do Hui desde a saída do Hyo. Secretamente tudo, basicamente. E garoto-propaganda não-oficial do McDonalds também.

De 1996 temos o Yan An que eu me recuso a falar muito porque sou extremamente suspeita, mas é o príncipe de Shanghai e um anjinho chinês. Belíssimo, doido e namora o Jun do Seventeen na cabeça de todas as universe. Exceto eu, que sou team WooYan. Também conhecido por Yanan MIC (Made in China, como se autodenomina desde um dia aê)   

E temos também o Yeo One vulgo Changgu que é o sujeito do sorriso meigo e aparentemente um fofíssimo mas que certamente mataria um sem muita dó nem piedade. Ah, tem um par de músicas solos... muito legais para alguém que é o Xaveco do rolê universe e tal.

E temos então a maknae line começando por Yutinho, o membro que veio do Japão e é uma pessoa deveras... interessante, quando não é maquiado pela edição do progreama como sendo um sujeito estoico - e com interessante eu quero realmente dizer que ele adora músicas de gg e danças de crianças e esportes e bichinhos e família, bro.  

O Wooseok é o gueimer do rolê conforme atestado por um vídeo em que jogam algum joguinho de lutinha aê. Ele tem controvérsias por ter fotos de meme de vagina - que, sim, alguma coisa assim - e fotos de waifu no celular, o que só msotra que deveria ser proibido ele ter um celular. Namora o Yanan na minha mente. Parece um poste. É por aí.  

E por fim temos o Kino que é o terceiro de Janeiro de 1998 ou, em outras palavras, da maknae line. Ele é o responsável pelo fanservice, pela molequepiranhisse e também por algumas das melhores composições do grupo.

Enfim, falando um  pouco sobre os membros e as músicas, tentarei adiantar algumas coisas do show para quem vai! Além de Shalala, também deverão fazer a promo do próximo CD. Possível que inclua Shine e outras músicas antigas populares como Like This, Violet ou Runaway - mas pelos motivos explicados acima é difícil que venham a incluir músicas muito antigas. (Er, de 2017, enfim.) Ainda costumam colocar uma ou outra B-side do album atual nos showcases portanto não deixem de escutar o último CD!! Existe um lightstick oficial mas, para quem só não quer cometer um atraso de existência ali saiba que a cor oficial do grupo é o uni navy ou azul marinho bem escuro - prefira ir com qualquer blusa azul marinho na sua gaveta do que sua camiseta do BTS. Sobre ideias de presentinhos e tal, talvez eu venha atualizar depois! Não deixem de conferir os projetos e também os meus macetes para shows. Segue links para comprar o CD para o fansign e o lightstick (Unibong) também.

Em síntese, agora: Pentagon é um grupo extremamente genuíno e quem não curte é bobão lero lero lero.  Mas enfim, Pentagon ainda flopa. Não fazia sentido. Aliás, até hoje não faz. Clipes com referências ao universo do k-pop, uma coisa bem wokezona e com qualidade técnica para nenhum fã antigo ou recente botar defeito, check. Vozes maravilhosas incluindo a do compositor de Like This, Energetic e outros bops, Lee Hwitaek, e o ex-SM The Ballad Jinho, check. Aliás, tivemos participação deles em Masked Singer e Breakers no ano passado. Uma rap line composta por membros únicos, e compositores - Kino, Jinho... sem contar Shinwon e Yanan que ninguém deixa lançar as composições ..... ;  ;  ; - o grupo também tem uma penca de visuals. Sério, para ter noção, tem 4 membros votados entre os mais bonitos de 2018 - e o visual oficial não está entre estes. Porque todos são bonitos assim. Já mencionei que foi feito um desfile em que 4 participaram, e desses 4, 3 tem mais de 1,80m? Modelos, músicos, dançarinos, artistas completos, beldades irreconhecidas. Prazer, meus ultimates. Agora, se são todas essas coisas, por que flopam...? Bem, a resposta rápida é que é porque a Chell gosta e o Toque de Merdas é real, mas vamos a uma resposta menos supersticiosa e mais lógica. Existem alguns motivos. O primeiro é que os membros já tinham algum reconhecimento na indústria e o reconhecimento nem sempre era positivo. O Jinho, por exemplo, foi da SME durante anos e lançou músicas com gente que nem está mais no mundo do entretenimento enquanto o Hongseok se meteu em tretas de namoradas quando ainda era da JYP. Sabemos o quanto a indústria na Coreía do Sul pode ser impiedosa e talvez isto mostre bem a realidade. Ainda assim, reforço que sou apaixonada por estes bebês, e recomendo demais que dêem uma escutada nesta maravilhosa playlist de seleções pessoais antes de qualquer julgamento precicpitado com base em ai, é flopeee.

Enfim, era tudo o que eu tinha a dizer neste momento, né sobre o Pentagon ou meu grupo do coração além de que estou super empolgada para a Prism tour; eu deixarei também vários links úteis para vocês curiosos de plantão e também para você que já é universe mas ainda estaria em órbita, eu te entendo.

Comprar os tickets

Links para projeto de fãs
Links para comprar CD e Unibong
Minha postagem sobre shows asiáticos
Meus threads de Pentagon no Twitter
Minha lista de videos traduzidos
Minha playlist do YouTube de PTG
Fanbase Brasileira: StayNavy
Fanbase internacional: Fyeah Pentagon

Espero que tenha gostado dessa postagem, e até mais! Nos vemos na Prism tour! ♥



Nenhum comentário:

Postar um comentário