domingo, 7 de julho de 2019

Evento: Steampunk Santos 2019



Olá, minha gente ♥

Venho hoje falar de um evento em que participei que muito pouco tinha de qualquer coisa se não coisas medievais, e que não foi um evento de anime propriamente , mas como eu acabei comprando lolita stuff, ensaiando um outfit e me divertindo, resolvi trazer os meus comentários sobre a experiência incrível. Foi um evento geek de qualquer maneira e tiveram coisas bem relevantes aos temas do blog então, ei.                

O evento em questão foi a segunda edição do Steampunk Santos, que ocorreu no dia 29 de junho de 2019 na cidade de Santos - SP e que foi um espetáculo, segundo muitos presentes, ainda melhor que a primeira edição, de 2018. E eu me diverti muito.  

O evento ocorreu no Museu Pelé, que eu já comentei aqui na ocasião do Festival Geek em 2018 e em 2017. É uma construção com lugares muito bacanas para se tirar fotos. Ao chegar no local, a organização estava um pouco... caótica, ainda, apesar de o evento ter se iniciado umas 3 horas antes de eu chegar, mas enfim. Faltou sinalização e a organização parecia um pouco confusa, mas em uma ou duas horas o cenário se modificou bastante.

A primeira coisa na entrada eram pessoas tirando fotos de steamplayers, e um barzinho, para quem não almoçou. Entrando na sala lateral onde o evento realmente acontecia, havia uma série de estantes de artistas e artesãos - onde comprei produtos super originais ♥ O que eu gostei disso tudo foi descobrir um par de artesãos locais que vendem produtos góticos perfeitos para gothic lolita. Havia ainda um par de espaços temáticos, tipo de Harry Potter, e uma lojinha de variedades temáticas como armas e bonecos, jogos de tabuleiro e tal. Havia ainda outras duas salinhas em que se vendia acessórios steampunk, comida temática, e escritores expunham seus livros.

Os estandes eram de uma qualidade incrível, e alguns dos meus artistas favoritos da regiuão estavam lá. Dentre alguns favoritos, posso citar o da Baron von Bread, os das escritoras Marcella Rossetti e Simone O. Marques e da desenhista Letícia Bonfim, sem contar os de artesanatos. Mas nem mencionei os super populares que não fui conferir, como o do Caricartoons e o da cartomante também. De verdade, qualidade incrível, mesmo. Sem contar, também, os da cooperativa de Santos que sempre ficam na porta nos eventos. Para quem curte artesanato, foi um prato cheio. Todos de ótima qualidade, e não rolou aquela coisa de "coloca qualquer um para tapar buraco" que acontece muito (eventos de anime, looking at you).           

Subindo para o segundo andar, havia uma galera jogando jogos de tabuleiro, como RPG, e uma salinha onde ocorriam as palestras. Eu fiquei para duas - a das escritoras sobre o olhar feminino na ficção, e a de moda medieval - e um pedacinho da de Batman, e a qualidade do debate foi... bem melhor que dos eventos de anime, para dizer o mínimo. A primeira me inspirou inclusive a voltar a ler e escrever, e a segunda, a retomar o meu projeto de costura de um vestido medieval para um cosplay aí. E pensa em duas coisas que me fugiram a inspiração e que estão empacando a minha vida? Nada melhor do que mulheres extremamente profissionais para retomar a inspiração que fugiu, né?           

O evento contou ainda com concurso de steamplay, com apresentações artísticas de grupos musicais e do Coletivo Circel, com cortejo até um bar onde ocorreu um happy hour pós-evento, com oficina de penteados, enfim, um conteúdo diversificado e incrível, de verdade; confesso que me surpreendi e, mesmo tendo ido só de curiosa e com aquele burnout, me entreteu demais - e me deixou inspirada para a Shoujofest, por mais eventos divertidos e com conteúdo proveitoso para todos. Com banheiro bom, com público maduro se entretendo também e com comida higiênica. (Indiretas? Quem, eu? Mas nunca)     

Nenhum comentário:

Postar um comentário