sábado, 1 de junho de 2019

Moda: Maquiagem Asiática x Brasileira Parte II - Revisitando as escolhas


Feliz Dia Internacional de Lolita!!

Olá, gente! Beleza?

Em 2018 eu vim trazer uma postagem com recomendações de produtos brasileiros que poderiam substituir os asiáticos naquelas maquiagens de Lolita, Gyaru e tal. Neste International Lolita Day de 2019 eu venho, então, trazer uma segunda postagem com outras recomendações - e o melhor é que vem muito completa, porque desta vez eu efetivamente usei todos os produtos que recomendo e posso dizer com propriedade quais gostei e quais foram fogo de palha. São todas opções baratinhas, majoritariamente veganas e benéficas ao seu bolso. Então, vamos lá? ♥  

Produtos para a pele e primers  

Vou confessar a minha dívida nestea parte porque eu ainda não encontrei um produto de pele bom que realmente tenha sentido na minha rotina. Comprei um par de tônicos faciais e tal da Hinode, mas não consegui me adaptar. Igualmente os da Natura, apesar de que nesses eu nem tentei tanto por não botar muita fé. Infelizmente, a Hinode nem vegana é, mas os que eu mais gostei foram os produtos de limpeza de pele da marca. Também não vi muito resultado em sabonetes esfoliantes, e continuo recomendando o hidratante barato da Nivea. Para limpeza, eu continuo usando também água micelar da Ruby Rose.

Em observação, eu pretendo ainda trazer uma postagem sobre rotinas de cuidados com a pele futuramente, então fiquem ligados na programação~


Bases + BB Creams   
                                                                               
Na preparação da pele, o Blur da Zanphy continua sendo o meu favorito para deixar a pele com aspecto de neném. Tenho tentado parar com a base Ruby Rose porque sinto que piora as linhas de expressão, e como as olheiras só tem aumentado com a idade e o trabalho, tenho preferido usar a base da Zanphy ou o BB da Latika. Em termos de bases, eu não gostei da MaxLove por ser líquida e fazer lambança e ainda não testei a Pausa Para Feminices. A da Mary Kay é ótima, mas é carinha, e outra que ainda não testei mas falam bem é a Make B Air Power, d'O Boticário.

Já a opção asiática tem me agradado menos que a brasileira, por incrível que pareça. Uso o BB da Holika Holika, mas sinto que tem muito menos cobertura que a base da Zanphy. Se bobear, até que o BB da Latika. Ainda não comprei o da Etude House, o da Missha e muito menos o da Shiseido por falta de $coragem$, mas são os que pretendo comprar e resenhar outro dia.


Pó translúcido  

E eu que só descobri depois de receber que o Tez da natura não é pó translúcido e sim um creme para o rosto, risos, então continuo com o meu talco Johnson aplicado com dez mil pinceladas. O No Sebum da Innisfree ou o Cats Wink da Tonymoly simplesmente não rendem nada o bastante para compensar a compra. Ainda não testei o da Vult, mas exceto por cheirar a bunda de neném não vejo problemas com o talco Johnson...


Lápis e produto para sobrancelha  

Eu só queria dizer que continuo detestando o conceito de fazer a sobrancelha (desde que nasci eu odeio, tbh) e comprei o Slim da Etude House. Fui usar e quebrei a ponta em dois tempos. Eu detesto produtos para sobrancelha. Continuo tendo interesse em testar o da Holika Holika e da Nature Republic mas, na realzona, qualquer lápis de R$ 3 da China bem apontado dá um efeito similar para o dia-a-dia... Prefiro a solução das japonesas: sem lápis de sobrancelha, basta uma paleta de sombras somada a um pincel adequado.


Rímel  

Continuo usando o mesmo da T&G, que não é um Majolica Majorca mas é R$80 mais barato. Sei lá, funciona. Não sou apaixonada e ainda não é a solução definitiva, mas enquanto não testar a Heroine Make ou a Majolica Majorca é o que tem para hoje. Pensei em comprar o Maybelline Colossal Volume que é o que as coreanas usam, mas dei para trás por não ser vegano.


Delineadores  

Testei uns 20 e cheguei à conclusão de que no Brasil, a melhor é a da Fenzza, apesar de ter ponta durinha. Que é, a propósito, uns R$20! Outra boa e que tem ponta macia é a da SPColors que é um dupe da famigerada JoliJoli. Achei a Luisance Aqua razoável. Não gostei de MaxLove, Zanphy (talvez por problema no lote) e nem um par que testei que não incluem da Vult e nem a da Ruby Rose.

Testei ainda o tal de 36 Horas da China, que tem a ponta durinha ao contrário do que imaginei. Bem durinha, aliás, mas é bem pigmentada e a ponta é fininha o bastante para não ser tão difícil de aplicar. De japonesas, continuo tendo somente a Dolly Wink por falta de $coragem$. Mas ainda ansiosa para comprar Heroine Make ou Love Liner, porque não conheci delineadores que fossem mais bonitos em vídeo. Também tenho vontade, ainda, de testar a da Tonymoly em gel - dupe da famigerada Bobbi Brown - e a Oh My Lovely Eyes da Etude House. Não vão superar as japonesas, mas por curiosidade.


Blush

Eu continuo não usando blushes coreanos e nem japoneses porque o custo-benefício continua não compensando aquelas coisas. Opção: Qualquer brasileiro barato.


Paletas de sombras   

Sinceramente, eu sou muito decepcionada com as paletas coreanas e japonesas que já vi por aí. Qualquer Play Colors bobinha da Etude sai os olhos da cara e tem mais sombras brilhosas do que opacas. Qualquer paleta barata tem muita sombra brilhosa, mas colorida opaca... Eu demorei para descobrir que sombra não precisa ser da Markwins, Impressed You ou Catherine Hills para ser colorida e prestar. Há opções baratinhas inclusive nacionais. As paletas "18 cores e 1 primer" da Ruby Rose ficam em média R$ 20 e tem aplicador, e tem paletas super coloridas como a Bold, Fabulous e Boom Boom. Luisance tem paletinhas incríveis com opções matte bem coloridas, inclusive de criança, que são bem pigmentadas depois de passado o primer - que eu testei porque dei uma para a minha florzinha - e igualmente a da Jasmyne. A minha opção de paleta atualmente é a da Mia Make, que vem com várias sombras opacas coloridas pela bagatela de R$ 20, o que me permite fazer os olhos dos personagens de cosplay e qualquer outro olhar que não requeira muito brilho. E se a ideia for ter brilho, eu tenho uma daquelas paletas bem baratas mas se você não tiver, eu recomendaria acrescentar o glitter da Cat Make na cor branca/transpartente, que sai uns R$ 15 e serve para qualquer cor. Testei a da Luisance e gostei da pigmentação, então acredito ser uma outra opção. Quanto a opções veganas eu ... sinceramente não conheço, mas tem uns vendedores no MercadoLivre que vendem sombras artesanais bem coloridas e matte por preços razoáveis.

Em observação, eu comprei o tal do Crystal Lovely Eyes da Tonymoly porém ainda prefiro pegar um pincel para fazer o aegyo sag. ^_^ ; ;


Contornos

Ainda não deu coragem de comprar nenhum dos bastões que eu queria da Etude House, porque o efeito parece ser bem decepcionante, apesar de a ideia ser legalzinha, e pensei em comprar o da Holika Holika ou o da Canmake até me dar conta de que o da SPColors tem dois em um - compacto e fácil de guardar! - por um preço muito reduzido. Então, não tenho outro, mas deixo a minha intenção de testar o Play 101 um dia. Paz.


Batons e Lip Tints  

Batons brasileiros são uma piada. Eu tenho batom da Natura, do Boticário, Quem Disse Berenice, sem contar Avon, Maybelline ... Desses, o único que eu até gosto um pouquinho é O Quem Disse Berenice, que foi uns R$ 40, porque o resto me deixou levemente decepcionada pelo preço que paguei. O meu batom preferido continua sendo o da marca Sheer da Bio Company, e não sei se sou só eu que dei sorte com um lote bom da marca, mas paguei uns R$ 3 em cada um e é o que mais se aproxima do meu queridinho japonês da Candy Doll.

Também comprei uma penca de gloss para tentar fazer um visual de gyaru, inclusive o tal do Gloss HD da Zanphy que não me serviu para nada e me arrependo de ter deixado de comprar o gloss holográfico por causa deste. É um que quero testar. De resto, para fazer aquele brilho de glitter estilo quarta série que eu adoro nos meus visuais de gyaru oldschool, eu gostei do da Playboy, que não é vegano, infelizmente, mas é uma bomba de glitter na cara por um preço bem barato - e é o melhor que encontrei até agora, porque ainda não testei os famosos do Boticário. Para fazer o efeito de lábio preenchido a la Kylie, eu testei o Cherry Moisture da Etude House, que é muito bom, mas custa os olhos da cara e tem um efeito praticamente igual ao Belle Femme, que é R$ 3 e só não tem o cheirinho bom (e, admitidamente, o brilho parece mais pobre, porque é aquele glitter padrão multicolorido enquanto o da Etude é meio azulado, mas ninguém repara com o batom na cara).

De Lip Tints, eu comprei um Velvet Ink da marca Peripera além do Dear Darling Tint da Etude que eu já tinha, e afirmarei categoricamente que todos os lip tints que tenho são muito, muito diferentes entre si e não dá para tentar comparar. Os coreanos tem uma textura de gel ao serem aplicados, mas o da Etude House vira líquido rápido ao passo em que o da Peripera tem uma consistência bem única, de veludo mesmo conforme o nome. Dos brasileiros, testei o da DNA, que é super líquido mas que me acostumei e tenho usado todos os dias, e o da Zanphy que também é líquido e, sinceramente, é o que menos gosto. Mas é de antes da reformulação, então talvez já tenha mudado.


A que conclusão podemos chegar?

A gente costuma acreditar que é preciso comprar maquiagens caras em lojas de produtos asiáticos para ter um produto de qualidade e uma maquiagem fidedigna aos idols coreanos, gyaru, lolita e tal. Porém, via de regra não é isso que acontece. Há algumas coisas - como delineador, lip tint  - que realmente compensa investir um pouquinho e comprar marcas asiáticas, mas, de maneira geral, é bem possível substituir qualquer um dos itens por produtos semelhantes de marca brasileira. O que vimos é que com produtos que custam até R$ 10 é perfeitamente possível sem nenhum trabalho de DIY de maquiagem obter um visual naturalzinho parecido com o dos seus idols favoritos e coisa e tal. Ademais uma maneira de economizar com maquiagem é comprar um kit, porque as maquiagens chinesas também estão bem melhores do que já foram, mas é certo que não serão veganas - porque na China as marcas são obrigadas a testar em animais para comercializar por lá.

Observação: Até onde sei, os produtos que apesar de serem fabricados na China não são vendidos lá poderão ser cruelty-free tranquilamente, porém terceirizadoras provavelmente venderão na China também, então importadoras geralmente não são veganas; empresas que só vendem seus produtos na China por Internet também não precisariam testar em animais, portanto podem ser veganas também; produtos vendidos na China poderão ser cruelty-free acaso os ingredientes estejam na whitelist deles, por fim, porém incerta sobre isto valer tanto para produtos fabricados no exterior quanto na China ou apenas na China.


Fontes:
https://www.reddit.com/r/AsianBeauty/comments/7m4hgd/discussionbest_asianjapanese_liquid_eyeliners/
https://www.collegefashion.net/beauty-and-hair/the-guide-to-current-korean-makeup-trends/
https://www.skyscanner.com.sg/news/inspiration/japan-beauty-guide-where-to-buy-cosmetics-in-tokyo
https://jw-webmagazine.com/best-of-beauty-vol-1-award-winning-japanese-cosmetics-9dad83231bf8
http://tokyotelephone.com/beautiful-japanese-make-up/
https://www.nytimes.com/2017/12/09/opinion/sunday/korean-beauty-products-america.html


Lojas de produtos asiáticos não-patrocinadoras:
Noguchi  
Asia no Brasil
Konbini  
Jolse
Loja do Japão
MercadoLivre
   

Espero que tenham gostado da postagem, e até a próxima, com mais coisas de patricinha weeaboo para todos. (Empolgada? Nay or yay?)

Nenhum comentário:

Postar um comentário