segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Música: Artistas de K-pop que pisaram em terras tupiniquins!

Sem contexto sem sentido sem 

Três posts de k-pop seguidos no meu blog de anime? Eu... desculpa. 

O que Super Junior, NU'EST e KARD tem em comum? Se você disse "são capopeiros", acertou, mas tem uma outra coisa: os 3 fizem shows no Brasil e cantaram músicas de artistas brasileiros! Não fazia ideia? Então esse post lhe alegrará ^_-

O post de hoje feito no calor da procrastinação (e qual não foi né) para falar um pouco sobre artistas de k-pop, especificamente, que vieram para o Brasil. Com k-pop especificamente eu quero dizer artistas que vieram dessa adorável e exploradora indústria e não simplesmente quaisquer artistas coreanos; também já recebemos alguns rappers e solistas incríveis, , mas que não se encaixam no k-pop e por essa razão deixei de lado da lista, apenas comentando depois. Por favor, sintam-se livres para me lembrarem de algum que eu eventualmente tenha esquecido nos comentários e adicionem o que quiserem aí também. Meu intuito com o post é informar aqueles que não puderam ir e quiçá dar esperanças aos interessados em verem os oppas de perto! Espero que ajude!



O boygroup da Choeun Entertainment debutou em 2012 e, apesar de ser considerado nugu, fez muito sucesso aqui quando veio para sua apresentação solo em dezembro de 2016. Inclusive, os garotos super cartismáticos participaram de vários vídeos com Youtubers, entrevistas e até do Programa Raul Gil.



Sim, para choque de muitos o grupo da Hyuna já chegou a se apresentar no Brasil em 2011, quando ocorreu o festival organizado pela Cube Ent. chamada United Cube Concert. E a Hyuna chegou a arriscar um samba naqueles tempos!



Ailee veio 3 vezes ao Brasil - a primeira para o 2K13FEELKPOP, outra em 2014 no famoso Music Bank in Brazil e a última vez na Korea Music Festival em 2015. Nenhum show solo porque ela não é mesmo de show solos, mas parece que só elogiaram.



Amber Liu e Luna do f(x) vieram no Brasil em 2015 na ocasião do desfile de moda Fashion&Passion, que contou com showcase delas e também de Shinee e trainees da leek.mill. Se você não conhece Amber, em que mundo você vive? ela era super popular como "a idol tomboy" e debutou solo posteriormente e agora faz uns vídeos pro Youtube, porque não está fácil ser idol depois de 10 anos do debut. Já a Luna era a vocalista e líder e agora tem carreira solo. 



Apesar de rapper, Basick é tão popular que eu o considero do k-pop então vamos lá. Ele se apresentou na ocasião do Asia High Society, também com a dupla O Broject, no ano de 2015 quando ganhou o SMTM. Curiosamente não foi uma apresentação tradicional mas sim uma balada, daquelas que eu pensei que só existissem na Coréia. Bem interessante.



Os rapazes abriram o Music Bank que aconteceu em 2014 e ainda tinham confirmado passagem pelo Brasil na turnê do ano passado, mas infelizmente cancelaram. Eu confesso que gosto deles especialmente por Angel que ninguém simporta então já aproveito para divulgar. 


 Beast / B2ST / Highlight - Resenha do United Cube Concert no Cifra Club News 

Na verdade eles estiveram no Brasil na ocasião do United Cube Concert quando ainda se chamavam Beast, em 2011, daí as barrinhas. A mudança de nome parece que fez mesmo bem para eles, um dos flops mais injustos na minha opinião. Fighting!


 B.I.G - Resenha no R7

Há coisa de 2 meses o B.I.G se apresentou em São Paulo e ainda promoveu M&G em Curitiba e no Rio de Janeiro. Confesso que estou um pouco decepcionada de nem ter tentado ir porque parece que o show foi divertidíssimo e as 7 fãs do B.I.G ado--


 BLANC7 - Resenha no KoreaIn

O grupo de rapazes que debutou esse ano já veio para o Brasil se apresentar no Anime Friends e fez fansigns em vários estados, mas apenas agora em novembro vai realizar uma apresentação solo em sua turnê. Tem tudo para virar nugu, inclusive meu apoio - eles são mais velhos e já prestaram serviço militar! Jean Paul maravilhoso! Taichi fofinho! Spax rei da porra inteirinha! Ma-ra-vi-lho-sos. - então, bem, se eu curto vai flopar. Curtam enquanto podem.


 Boyfriend - Resenha no Brazil Korea

O boygroup mid que está em atividade desde 2011 se apresentou no Brasil em 2015, em apresentação solo. Sinceramente nunca escutei muito bem, mas gostaria porque o mercado japonês adora Boyfriend e eu aprovo todos os coreanos que o mercado japonês aprova since 2000 e bolinha, e as pessoas falaram super do show na época então sem comentários da minha parte além de: pô, legal, parabéns.



Como eles fazem show todo final de semana, tem resenha até na casa da mãe Joana. Então, se você escuta k-pop em 2017 muito provavelmente já ouviu falar de BTS - e até se você não escuta, porque sempre tem comentários de "garotos coreanos formam filas..." na TV, nos Ponto K-pop da vida, nos G1. É suficiente dizer que eles fizeram 2 shows e um fansign (é, eles voaram até o Brasil só para fazer fansign em 2015 - não, não sei, não pergunte) até agora, sendo o primeiro show em 2014, o fansign em 2015 e o segundo show no começo de 2017. Eu gostei bastante de DNA, o que significa que floparão. O meu medidor não erra. Cuidem bem deles enquanto estão bem.



O grupo de k-pop-rock super popular veio para o Brasil fazer um showcase também na ocasião do Music Bank. Sinceramente, não sou fã e não tenho opinião formada - muito "rock Sandy & Junior" para mim, sem ofensas - mas


 CROSS GENE - Resenha no BrazilKorea

O grupo que está em atividade desde 2012 veio para o Brasil em 2015, tendo sido o primeiro grupo de k-pop a se apresentar em um Anime Friends, e lembro que na época muito fã de k-pop pirou mesmo nem conhecendo os sujeitos. Diria que Cross Gene é a definição de nugu, mas só vi gente falando bem e imagino que tenha sido muito legal.


 Dreamcatcher 

Ainda não fez, mas vai vir fazer show em dezembro - se não cancelarem por conta dos preços relativamente salgados, mas sendo um grilgroup... Na verdade, Dreamcatcher debutou como MINX em 2014, e aí resolveram começar do zero com conceitos e estética muito melhores. Diferentonas, gósticas, divertidas. Sinceramente, acredito que quem for no show vai curtir.



A cantora solo da Cube que acabou por terminar sua carreira ao se envolver em um escândalo criminoso em 2016 chegou a vir ao Brasil na ocasião do United Cube Concert, e parece ter mandado bem.



Conforme comentei Infinite se apresentou no Brasil na ocasião do Music Bank em 2014. Os rapazes estão se esforçando, aliás, para não terminarem agora que fizeram 7 anos, mas um membro saiu e o líder também tirou o dele da reta... er, enfim. Não tenho opinião sobre Infinite? Tenho uma simpatia por algum motivo que não me lembro e espero que tenham sucesso, eba! (Claramente enrolando por faltar assunto.)



Primeiramente, TARANTALLEGRA, segundamente, TARATARANTALLEGRA WOOOH. Então, chateadíssima de não ter ido nesse porque era definitivamente um dos únicos da lista que me comove. Sendo ex-cassie, eu... confesso que nem detesto tanto a carreira solo extremamente flopada do Junsu. Até danço Tarantallegra no Stepmania. Pronto, confessei. Ele é o que se envolve menos em escândalos, então nem seria péssimo dizer que fui a um show dele, vai vendo! ... Yeah... (Queria estar lá.)



KARD veio fazer show em junho desse ano - mas é o ano dos girlgroups, né? Não rola um Laboum não? - e cantaram e dançaram Anitta conforme atestado pelo vídeo acima. Vi muita gente falando bem sim e confesso que fiquei feliz com a vinda de girlgroups.


 Kim Bum Soo - Resenha no BrazilKorea

Apesar de não ser um grupo de garotinhos da hallyu, acredito que o cantor também seja do k-pop, então vale comentar que ele passou pelo Brasil em show solo em 2015.
 

Kim Hyun Joong do Double S301 e SS501 - Gravação do 2K13FEELKPOP no canal Fantastic Baby

O cantor solo mais conhecido por ser o líder da boyband dos tempos áureos SS501 e pelas polêmicas em que se envolveu ao longo da vida se apresentou solo na ocasião do 2K13FEELKPOP. Nunca foram um BTS por aqui porque SS501 fazia sucesso mesmo antes da hallyu, mas com certeza muita gente pirou, suponho.



Falando em k-rock-popzinho, os meninos do Lunafly se apresentaram no Brasil em 2014 e tentaram retornar em 2015 e não conseguiram, afinal economia provavelmente. Também não sou do Lunafly,  então não tenho muito o que comentar além de... que legal!



Eu nunca vou me cansar de falar do quanto eu queria ter estado no show do MASC, vou? Porque queria. Não via nenhuma graça quando fizeram o show em junho desse ano, mas eles são lindinhos e adoráveis e o comeback recente deles - Do It, acima - é um grande "pahhh na sua cara" pra mim, porque eu realmente não esperava qualidade musical de MASC. Errei. Desculpa.



O boygroup MBLAQ recém-separado que debutou em 2009 foi um dos primeiros grupos de k-pop a se apresentarem no Brasil, em 2011. Eu sei porque as pessoas não calavam a boca com "Emibléc! No! Brasil!". Na ocasião eles vieram para serem jurados de um concurso de covers e fizeram um showcase, e o aeroporto estava ensandecido. (Curiosidade: Na ocasião eu já falava para minhas amigas "hã? Quem é emibléq? Não é da SM? Tô velha para bandinha coreana". A ironia...) Depois, voltaram para pagar micão no Music Bank. Não curto, mas são simpáticos.



Falando em boygroup que deu disband recentemente temos o MIB que também veio para o Brasil na ocasião do Music Bank. Minha opinião sobre eles é literalmente nenhuma, literalmente "nugu?". Então deixo para eventuais comentaristas me corrigirem.



Falando em disbands do ano! (As estatísticas mostram que 50% dos nugu que vieram ao Brasil optaram por disband em 2016. Fatos curiosos.)  Mr. Mr., que debutou em 2012, veio ao Brasil em 2014 para participarem como jurados dos covers de um evento gratuito, o 1º Korean Pop Festival, e aproveitaram para fazerem um showcase.


 NU'EST - Resenha

Tremi na base quando descobri que eu podia ter presenciado uma música brasileira que literalmente pensei que ninguém se lembrava mas eu adoro e confesso que escuto, na voz deles. Eu sou uma closet Pledis fangirl aparentemente, e com "fangirl" eu realmente quero dizer "gostaria de degolar todos os envolvidos e reponsáveis pela tristeza dos meussss idolsssss fofinhosssss". ...Ah, sim, show! Na verdade NU'EST foi o grupo de k-pop a se apresentar mais vezes no Brasil sendo uma em 2013, outra em 2014 e outra em 2015. NU'EST deveria tomar vergonha na cara e voltar antes que BLANC7 ou BTS tomem o título. (Eu só quero ouvir esses homens cantando em português ...... ;; )  Eu também não sabia se devia deixar acima o vídeo do debut deles ou o vídeo deles se beijando no Brasilsilsil, mas eu optei por A para que quem só quer conhecer os grupos e nem lê o que eu escrevo não comece a pensar que são um grupo de fanservice. Mas abram. #Importante.



Sim, Shinee chegou a vir ao Brasil em uma apresentação breve porém aguardadíssima no Music Bank. Mais: Key chegou a cantar com o Fiuk. Eu repito: Key cantou com o Fiuk, o filho do Fábio Jr. em pleno Music Bank. Também ocorreu uma apresentação da dupla Toheart uma vez que o Woohyun do Infinite também estava presente. Eles cantaram Delicious (que eu elogiei esse ano!) para uma única garota sorteada.



Stellar veio no Brasil no começo desse ano para um showcase em uma balada k-pop, a Feelz, para alegria dos fãs e até mesmo de fãs de girlgroups em geral já que esses raramente vem para o Brasil.  Infelizmente, porém, Stellar é um flop inexplicável que desflopou e depois flopou... e vai entender. Verdadeiro VIXX feminino.


 Super Junior - Resenha no Cifra Club News

Sim, os vampiros reis vieram para o Brasil em apresentação solo de sua turnê mundial 2013. Na época chegaram a bater recordes de público em shows de k-pop - que certamente a essa altura já foram batidos pelo BTS - e foi um evento bastante noticiado em geral. Ai Se Eu Te Pego nas vozes do SuJu rolou e eu só invejo aqueles que estiveram presentes nesse momento histórico.


 PSY

Na realidade, a estrela de Gangnam Style veio para o Brasil apenas para o Carnaval, e se apresentou em um trio elétrico com a Cláudia Leitte, o vídeo acima. #Reflitão.

      
 Topp Dogg - Resenha no BrazilKorea

Em fevereiro de 2015 o eterno "nugu da Stardom" Topp Dogg - que já nem é mais tão nugu e muito menos da Stardom - fez um showcase + M&G no Brasil. Lembro de muita gente falando super bem do show na época, mas não sei se foi só porque eu sou do círculo Block B. Topp Dogg é aquele Nugu Que Não Merecia Ser, então por favor torçam por eles no The Unit já que seu torcer vai dar ruim.



UNIQ veio ao Brasil em 2016 e fez um sucesso estrondoso porque tem um sujeito que fala português, e eles são realmente adoráveis. O sujeito se chama Luizinho (quer dizer, ele se chama um nome coreano lá, mas para todos no Brasil que não são exatamente fãs de UNIQ e nem falam coreano direito ele é "Luizinho, rei do UNIQ"). O show durou uma hora e meia e rolou Exaltasamba, então dá para sacar o nível da piração. Volta, UNIQ.



Eu vou começar dizendo que eles foram no programa de entrevistas do Rafinha Bastos quando vieram na ocasião do KBEE 2014. Sério, rolou até entrevista. Eles são maravilhosos. (Um lado de mim nesse momento imagina "já pensou se a Entrevista com o Zico no Danilo Gentili que o pessoal ficou zoando fosse realmente com o nosso Zico?". Mentalidade zoeira, lacradora. Preciso parar.) Enfim, VIXX debutou em 2012 mas só se tornou conhecido mesmo em 2014, quando On e On já era sucessinho. É um caso de grupo curioso que 50% das pessoas acham liderzões da hallyu, e outros 50% acham total flop, mas é inegável que eles fizeram sucesso lá pra 2014, quando vieram para o Brasil. Se VIXX é flop, quero flopar. Enfim, nem chego perto deles por causa das minhas ondas negativas mas sejam fãs. (Sinto que eu só falei sobre o quanto eles são maravilhosos e deixei de falar sobre o showcase então confiram a resenha.)




ZE:A, o boygroup lançado em 2010 que se separou no começo desse ano, participou de um episódio do famoso Star Date na Avenida Paulista em 2012 que ainda acompanhou um showcase!


O problema dessas postagens é que quando eu me dou conta estou atrasada para o trabalho porque tem muito mais conteúdo do que eu imaginei previamente. Olha, eu realmente não imaginei que tantos artistas de k-pop tivessem feito shows no Brasil. Claro, isso citando só os de k-pop e deixando de fora os que eu não considerei exatamente k-pop mesmo sendo populares internacionalmente (Bachigi e Jo Sung Mo para citar alguns) e fãs de k-pop com certeza também já ouviram alguns desses outros nomes nos programas de TV.

Além desses, há ainda os que fizeram menção ou até confirmaram shows e foram cancelados, como Big Bang, U-KISS, Wa$$up e FTISLAND. Por fim, pensei também em azer uma compilações de mensagens mas percebi que o post ia ficar grande demais, mas sei que grupos que eu adoro que nunca falaram em fazer nada no Brasil, como VAV, ACE e SNSD ao menos gravaram mensagens especificamente para o Brasil que me deixaram super feliz. Então, espero poder atualizar futuramente o conteúdo dessa página, e sintam-se livres para me corrigirem ou completarem nos comentários. Espero que tenha ajudado de alguma forma! Até ~

Nenhum comentário:

Postar um comentário