quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Comentários: Inuyashiki [EP. 2] - Apatia trágica

Apatia tem se tornado cada vez mais comum entre os jovens e bem, não tem nada de errado com isso, desde que ninguém ganhe armas alienígenas super perigosas.



No primeiro episódio Inuyashiki nos apresentou o nosso protagonista, e no segundo episódio tivemos nosso antagonista. A narrativa segue no mesmo molde do primeiro episódio, afinal, a história já está pronta e entregue, eles só tem que animarem ela, PORÉM, hoje é um caso especial, tem uma cena bastante pesada e bem, ela precisa de uma direção minimamente decente, mas vamos começar do começo:
O anime começa mostrando o diálogo de dois meninos em uma sala de aula, falando sobre uma menina da classe deles, que por acaso é filha do senhor Inuyashiki, e entre esses dois garotos está nosso antagonista, Shishigami Hiro, e já de cara nota-se uma veia de dublagem diferente nele, isso porque ele não é dublado por um seiyuu de fato, e sim por Murakami Nijirou, que é na verdade um ator e até mesmo atuou no live-action de Ano Hana como o Jintan, então a voz dele soa mais real e menos "anime", o que pro personagem é até positivo, afinal, não acho que uma voz padrão seiyuu cairia bem nele.
Logo após ele vai a casa de um amigo, e aqui entra a sessão piadinhas do autor, que adora inserir coisas sua obra mais popular (Gantz) como forma de "easter egg", porém, ele não é nem um pouco sutil e coloca até mesmo uma anotação pessoal em forma de diálogo quando comenta sobre as críticas voltadas ao seu mangá (que de fato vai longe nas ideias dele).
E bem, não demora para chegar a sequência que virou piada no núcleo de animes, apenas comprovando que gore em animes was a mistake, mas fora isso, eu achei a construção da cena bem fraca, em questão de voice-acting foi bem trabalho, mas em questão de animação, takes e ambiente foi o básicão mesmo, porém, com bom atentamento ao sangue, afinal, eles querem uma violência bem feita, não impacto emocional (impacto emocional não dá lucro!!). A cena parece um tanto curta mas na verdade ela é bastante longa até, uma bela demonstração da adição absurda de poderes que transformam os androides alienígenas em verdadeiros Transformers onipotentes, mas até lá, o antagonista só está brincando de homicídio, já deixando bem polarizado os lados de bem e mau, com o protagonista salvando pra se sentir vivo e o antagonista matando para ter o mesmo sentimento, não é nenhum conceito genial e original, e na verdade é até um pouco broxante, porém, é o suficiente por aqui, critica social não tem lugar em animes ironia
 Aqui nesse mesmo ato tem a já icônica cena do One Piece para psicóticos, que virou tirinha em todas páginas de conteúdo duvidoso presentes no Facebook, mas mais importante, tivemos a primeira ligação entre os dois extremos dessa história, fazendo um saber da existência do outro mas sem saber que eles são a mesma coisa, deixando um ar de dúvida nos personagens para obviamente criar diálogo posteriormente. 
A parte técnica do anime caiu um tanto pois bem, primeiro episódio sempre tem que ser lindo, já nesse segundo a animação 2D continua na mesma, mas a 3D parece ter metade dos frames que tinha anteriormente, causando ainda mais estranheza quando se mistura ao ambiente 2D, ainda mais quando muda do personagem animado tradicionalmente para o personagem em CG de um quadro pra outro, além de que a qualidade do CG não tava tão superior assim, não se misturava mais tão bem ao ambiente como foi citado anteriormente, mas pelo menos quando se trata de CG estático fica mais homogêneo, mas bem, seria pedir muito por outro anime tão bem animado e bonito quanto One Punch Man?

Enfim, creio que Inuyashiki vá se parecer bastante com Parasyte em questão de produção, uma adaptação suficiente com uma animação mediana (e adição de um CG travado), e provavelmente ele vai se manter nesses moldes, só nos resta continuar falando sobre e bem, torcer pra ninguém pra produção não escorregar.

Um comentário:

  1. Uma pergunta. O que você achou da noticia de free ter uma terceira temporada?

    Qual sua opinião e expectativas?

    Eu gostei bastante, digo pelo ultimo filme que lançou no japão já esperava uma continuação, só não tinha certeza que seria um filme ou uma nova temporada, mas fico feliz por mais episódios.

    Acabei de reparar que voce nunca fez uma resenha de High Speed!Free! Starting Days. O que voce achou do filme?

    EU acabei revendo esta semana, é tão lindo a animação e a história sinceramente é melhor que a da primeira temporada. Digo os quatro protagonistas foram todos bem desenvolvidos e pareciam realmente amigos, a equipe foi melhor desenvolvida que a das duas temporadas do anime.

    ResponderExcluir