quarta-feira, 19 de abril de 2017

Cosplay: Sendo cosplayer de maneira sustentável!



Olá! Primeiramente, queria pedir minhas sinceras desculpas. A gente tende a trabalhar no limite da exaustão o que obviamente... termina em exaustão. Em outras palavras, eu passei o feriado jogada com febre e não consegui trazer noticias, nem resolver as minhas tarefas. Mas não temam, porque os comentários da temporada anterior estarão no SdM até o fim da semana, tem sorteio ( woohoooo ~ ) vindo e posts sobre assuntos diversos aí!

Pra agora eu vim trazer comentários rápidos sobre um hobby chamado cosplay, vulgo daijôubu mãe. Quem me conhece bem já ouviu falar que eu gosto de cosplay desde pequena mas só consegui fazer já adulta, por motivos de família não aprovando porque minha mãe não era permissiva que nem a mãe do Yuri mas também e principalmente de dinheiro e de não saber por onde começar. Pra ajudar pessoas a superarem estes problemas, eu já fiz uma postagem e agora trago outra. Essas dicas servem pra vocês que tem vontade de fazer cosplay pra acompanhar amigos, conhecer outros fãs das mesmas séries ou mesmo só curtir estar na pele de seu personagem favorito por um dia, mas não sabe por onde começar. Mas também serve pra quem já faz cosplay e está desanimando, tem vontade de dar uma renovada no hobby mas não sabe por onde começar.

Mas dessa vez eu fui adiante e resolvi fazer uma postagem com minhas dicas pra fazer cosplay de uma maneira sustentável, não só gastando pouco mas também e principalmente reciclando o que dá pra ser reciclado, economizando no que da pra economizar e basicamente gastando menos pra ter melhores resultados. São diquinhas simples mas que são de grande valia, que eu descobri aos poucos e agora quero compartilhar! *^_^* O objetivo não é culpabilizar ninguém mas, sim, compartilhar dicas de coisas que eu tento fazer e que melhoram minha prática do hobby em geral.

1. Junte TODOS os retalhos de tecidos usados.
Os retalhos de tecidos são bem úteis. Os maiores poderão servir pra forrar partes do seu cosplay - por exemplo, cajados, ou ate fazer meias de sapatos - fazer lacinhos ou mesmo patchwork, e podem ate ser doados pra estes propósitos. Os menores são ótimos pra estofar coisas, de almofadinhas a lacinhos e pelúcias, contanto que não sejam muito rijos (ex. jeans). Roupas rasgadas podem virar retalhos também.


Caixa de pequenos retalhos e pelúcia estofada apenas com pequenos retalhos de tecidos.

2. Junte retalhos de fitas, botões, zíperes.
O mesmo vale pra outras coisas que eventualmente vão ser descartadas. Vai lá ser avó precoce e juntar botões, papéis de presente e afins! Todas as costureiras tem um estoque de botões que foram de camisas velhas, sério. Não é pra juntar lixo, mas às vezes já sabendo do que você costuma precisar - alumínio de latinhas? Plástico de garrafa? Papelão ou isopor de caixas de produtos comprados? - não é uma má ideia juntar mesmo sem precisar no momento.

3. Evite isopor e EVA.
Os materiais citados são muito usados em cosplay. No entanto, são muito poluentes. Eu não sabia e aposto que muita gente não tem ideia de que o EVA demora literalmente séculos pra se decompor. Então fui pensar em alternativas. Pessoalmente, eu parei de comprar isopor e EVA; guardo qualquer pedaço de isopor que venha em qualquer caixa pra quando não consigo substituir e substitui o EVA por cartolina ou papelão. Às vezes não dá pra evitar, mas as vezes dá pra economizar uma graninha e encontrar soluções ate melhores com materiais descartáveis. Alguns exemplos: eu fiz as ombreiras da Utena usando potes de iogurte grego, o cajado da Aerith Gainsborough usando vassoura quebrada e correntes da Nana usando lacres de latinha, entre outras coisas. E pasmem, ficaram bem legais. Basta ter capricho e imaginação.

4. Economize nas tintas comprando 6.
Um truque que eu recomendo pra aqueles que não querem ser Chell e ter 20 tintas caras da Acrilex por falta de planejamento é limitar-se a 6 tintas para artesanato (especificamente, recomendo a tinta para artesanato Acrilex, o potão que custa uns R$6): Preta, branca, amarela, azul, vermelha e uma incolor que dê um brilho metalizado ou similar. Com essas 6 tintas, gastando menos de R$40, dá pra fazer praticamente qualquer pintura que precisar apenas misturando cores. E se um dia precisar de outras, ou se a sua acabar, aproveita pra pedir pra aquela amiga que faz artesanato antes de comprar - é possível que ela tenha tintas sobrando. (Experiência própria ;; -A-)

5. Empreste e troque cosplays e peças.
Eu já dei essa dica aqui, mas vale reforçar - não tenha medo de pedir pra amigos cosplayers uma ou outra peça! Nem todos tem coragem de emprestar e alguns são muito apegados às fantasias, mas às vezes dá pra economizar emprestando (e cuidando de) um cosplay que vai ser usado apenas 1 ou 2 vezes. Eu pessoalmente empresto tranquilamente os cosplays que eu fiz pra colegas, quando não estão sendo usados. Felicidade compartilhada é ainda melhor. *^_^* Ademais, os amigos e parentes também podem emprestar peças de roupas pra completar o cosplay - eu sempre uso uma botinha preta que minha tia tem pra fazer personagens como o Mikoto e a Nana, porque ela é bem lindinha, mas tenho que tomar cuidado pra não esgarçar. Com cuidado, dá pra trocar as peças!

6. Brechós e bazares.
Eu ja dei a dicona mas vou reforçar: Compre. De. Bazares! O bazar beneficiente vende produtos por até 10% do preco da loja e ainda reverte o dinheiro pra causas. Eu já comprei os sapatos da Sailor Neptune por R$8, colete da Aerith por R$5 e outras coisas incríveis em bazares. São os melhores amigos do cosplayer, vai por mim.

7. Trabalho escravo.
Questão polêmica... Eu geralmente me preocupava ao comprar uma peruca da China, pensando que poderia estar comprando produto de trabalho escravo. Eu acabei fazendo uma pesquisa e perguntando a pessoas de confiança, descobri que não são todas as indústrias da China - que algumas fabricantes maiores tem salários até compatíveis com os do mercado americano de produtos da mesma categoria, e que não é verdade que as perucas são baratas por conta do trabalho necessariamente, mas sim por conta de serem estoques finais, sobras ou ainda por conta de logística. Sendo assim, eu não vou ser contra importação de perucas da China. No entanto, sempre há alternativas.
Em relação às perucas, pra pessoas com preocupação ética e dinheiro sobrando, empresas como a americana Arda - que garante qualidade das perucas em troca de salários justos e benefícios assistenciais aos funcionários - são bem-vindas. Ainda melhor é comprar peruca usada. Se não estiver em tão bom estado, é possível restaurar kanekalon.
Cosplays prontos também são problemáticos. Se for possível dar preferencia ao produto nacional, por que não? É claro que nem todos os cosmakers são de confiança então procure sempre feedback positivo e exemplos prévios do seu próprio trabalho.
Outra preocupação que é válida pra sua saúde são os cosméticos. Se você é daquelas pessoas que só usa maquiagem no cosplay, talvez considere comprar maquiagem superbarata da China, mas é importante ver se essas maquiagens não tem ingredientes danosos. Geralmente tem. Eu recomendaria comprar de marcas nacionais que são em conta e tem melhores resultados. Pessoalmente, adoro batons da Quem Disse Berenice - o nude matte é o que eu uso nos cosplays! - mas já gostei de Jequiti e O Boticário. Já delineador líquido, eu gosto de Vult. Tentei outras marcas baratas mas não me dei muito bem. Enfim, há várias alternativas nacionais ótimas.

8. Compre conosco!
Não é um truque mas né, temos uma humilde lojinha que vende cosplays baratos, vão lá! Ok, brincadeiras à parte. Próximo.

9. Participe de ações solidárias de cosplay!
A última diquinha é bem legal também. Existem várias ações, passeatas e etc. das quais crianças participam - e muitas vezes não entendem bem o porquê e só vão acompanhar os pais. Às vezes, se você faz cosplay de personagens que as crianças gostam, dá pra participar de cosplay. Eu já participei na minha cidade da passeata do Mc Dia Feliz pra acompanhar colegas, e mesmo não reconhecendo minha roupa as crianças se divertiram e gostaram. Parece besta, mas apoiar uma causa que você defende é extremamente prazeroso e às vezes você acaba descobrindo uma coisa nova a fazer. Ademais, algumas creches também aceitam ações. Que tal ensaiar aquela apresentação divertida que você e seu colega prepararam em frente às crianças de uma creche? Enfim, há vários locais em que pessoas fantasiadas são bem vindas e que acabam sendo experiências novas pra cosplayers.

Enfim, era isso que eu tinha a compartilhar por hoje! Espero que tenham gostado do post sobre cosplays da vez ~ Deixem aí nos comentários o que gostariam de ver no próximo, e até lá! *^_-*









2 comentários:

  1. Você é muito linda. Xonei, principalmente no cosplay da Utena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, HAZUKASHII. Ok, sério agora, obrigada né! (Não sei receber elogios aleatórios mas também adoro a Utena!!) Obrigada por seu comentário e até a próxima!

      Excluir