quarta-feira, 19 de abril de 2017

Anime: Code Geass


Olá, pessoal! Aproveitando que eu tenho feito meu cosplay de Lelouch, as comemorações de 10 anos de Code Geass e a completa falta de notícias desde então, minha preguiça pra escrever coisas novas e vontade de só pegar textos antigos e minha paixão perene por Code Geass que ironicamente até hoje não ganhou página de resenha no meu blog, afinal em casa de ferreiro o espeto é de pau, hoje é dia de falar de um anime que foi minha paixão por tempos e é até hoje o que eu chamo de "meu anime preferido". Não é que ele seja uma obra de arte; mas é um anime que entrete, que sabe ser extremamente irônico e rir de si mesmo sem necessariamente cair no ridículo, e manter um equilíbrio entre "o que raios?" e "ok, eu curti".

Então, vamos à introdução do meu anime favorito e que vai certamente ser muito comentado quando lançarem as novidades de aniversário de 10 anos e os que não conhecerem boiarão: Code Geass. (Em boa hora: tem impressões semanais ótimas no Anime21, vão lá conferir!)

Vamos resumir: o que é Code Geass? Code Geass é um anime produzido por um estúdio chamado Sunrise (da franquia Gundam - falando nisso, TMR NO ANIME FRIENDS! - não passo bem mas prossigamos) conta a história de um jovem príncipe chamado Lelouch. Lelouch tem 17 anos de idade, é exímio jogador de xadrez e é o 278º (talvez pouco menos) possível sucessor de Charles zi Britannia, o rei do império que domina o universo do anime e incidentalmente um Catra da vida. Lelouch demonstra ser um rapaz inteligente apesar de filho do rei com uma plebéia, e tem uma vida feliz com seus trocentos irmãos até que um dia atiraram na rainha, sua mãe. Ensanguentada, ela rolou escada abaixo (um trend em Code Geass) justamente sobre a única irmã de pai e mãe de Lelouch, a pequena Nunnally, que ficou paraplégica e sem visão (credo, né) com o trauma.

Perdido, o príncipe Lelouch, então com 8 anos, pede uma audiência com seu pai. Ele diz: minha mãe morreu. E o pai coerente e gentilmente responde o quê? "E daí?". Lelouch pouco feliz com a resposta retruca, e o rei basicamente levanta do trono e manda o pirralho ir passar as férias em uma das colônias do seu magnífico império. É aí que Lelouch vai parar com Nunnally na Área 11, antigo Japão, uma das colônias de Britannia. Ele conhece lá um garoto chamado Suzaku, que tem a sua idade e é filho do primeiro-ministro "de fachada" do Japão. Ele e Suzaku gostam de brincar e odeiam a guerra mas são impotentes diante daquela situação, apesar de verem-na muito claramente graças às posições de relativo prestígio que possuem. E Lelouch um dia promete a Suzaku: Vou destruir Britannia.

Depois disso, o príncipe renegado é levado de volta pra Britannia e passa a ter uma vida de cidadão comum, impossibilitado de revelar que é um príncipe. Fazendo uso da sua educação literalmente de príncipe (britannica, kkk, parei), Lelouch tem uma existência tranquila e pouco se esforça; ele zoa nobres em jogos de xadrez e ganha dinheiro com apostas, e parece se importar com poucas coisas à exceção de Nunnally, que agora anda de cadeira de rodas e praticamente só tem ao irmão. Ele continua procurando se vingar do império de Britannia, mas não tem nenhum poder pra tanto... até que um dia ele tem um encontro com uma bruxa. E não apenas com ela; Suzaku também aparece, totalmente por acaso. A bruxa lhe concede um poder sobrenatural chamado Geass, que lhe permite dar a qualquer pessoa uma única ordem que ela terá que obedecer conforme algumas regras do poder que ele desconhece e a bruxa nunca explica verbalmente. Percebendo o poder que adquire, ele resolve tomar o poder que ganhou para tentar derrotar Britannia. Para criar um mundo novo no qual sua irmã possa viver em paz, Lelouch se torna o cavaleiro mascarado Zero, e faz pactos com terroristas e guerreia com robôs - sobretudo elaborando estratégias - para derrotar Britannia.

No entanto, problemas certamente aparecem. Lelouch se torna uma figura controversa quando o sujeito chamado Suzaku mostra ser um inimigo seu e aliado dos soldados de Britannia, quando a própria mídia começa a dar atenção ao sujeito mascarado que vem revolucionando o mundo, e ele se mistura aos jogos de poder e corrupção que ocorrem naquele universo. Corrupção e sobrevivência ou honra e sacrifício? O que é o poder afinal? Várias situações complicadas acabam acontecendo entre Lelouch e seus (ex-)amigos, e a guerra entre ele e membros da própria família, amigos e aliados o coloca em dilemas morais.

E era essa a sinopse do primeiro episódio. É sério, acontecem todas essas coisas ainda no primeiro episódio. O bagulho é insano.

E nisso o mundo também vai mudando. Novos príncipes assumem o trono, situações se tornam bastante complicadas, até que o poder de Lelouch sai de controle e ele acaba assassinando a pacífica princesa Euphemia, sua querida irmã e noiva de Suzaku. O evento em questão o faz questionar ainda mais o valor de sua missão, e intensificar a oposição a ele, que acaba virando prisioneiro de Britannia. Ele é descoberto por Suzaku e a lider dos terroristas, Kallen, que o culpam por inúmeras mortes e o acusam de ter mudado - quando ele é no fundo um jovem moralmente perturbado. Um atira no outro em inimizade, mas Lelouch acaba retornando ao campo de guerra e encontrando novos aliados com sua teimosia. Seguindo no caminho de sangue que trilhara, Lelouch eventualmente encontra seu pai, Charles, e descobre que o que viveu era uma mentira. Lelouch não era a única pessoa a ter um Geass; seu pai também o tinha, e sua mãe havia traído-o. Perturbado com a revelação e certo de que derrotar seu pai não seria capaz de trazer a paz que ele precisava, ele termina sua missão cumprindo o que ´prometera - derrota o rei e acaba por se reunir com Suzaku, revelando sua identidade ao público e cometendo suicídio na esperança de que se torne um mártir.

Eu adoro Code Geass por vários motivos. Um, claro, é a quantidade insana de coisas que acontecem o tempo inteiro. Não dá pra ficar parado e sem emoções enquanto se assiste Code Geass; não é aquele anime que tem episódios inteiros de "nada aconteceu, feijoada", nem mesmo aquele que relaxa e traz um sossego pra dormir... Code Geass é um anime que demonstra o quão versátil dá pra ser mesmo sendo um anime de mecha da Sunrise, o quanto dá pra abordar assuntos sérios e universais partindo de peculiaridades tão clichês quanto todos os clichês de anime que já foram aplicados (sério, o que você quiser tem lá - tsundere, kuudere, robozinhos, lutinhas, músicas empolgantes, mascotes, máscaras, rebeliões, guerra, reino, príncipes, maids, festival escolar, contrato, pirações adolescentes... até bruxa viciada em pizza viciada em bruxa e masturbação homossexual em bem público tá rolando) e ser totalmente irônico mas ainda assim agradar gregos e troianos.

Porque Code Geass não se leva a sério. É aquilo, 'tamos aí fazendo um anime, queremos dinheiro. Se flopar novamente estamos no olho da rua. Vamos fazer uma coisa que vai ter pouco nexo, pouco coerente ou filosófico mas com muito coração. Vamos agradar às massas otakus. Vamos fazer o anime que a gente vai ver nos Trending Topics. E nos eventos de cosplay. Vamos botar coisas legais pra jovens à la character design da CLAMP e música do FLOW. Vamos arrasar. E é por isso que muita gente vai dizer que não tem graça assistir Code Geass em 2017, porque todas as internas vão ser extremamente datadas - assistir Code Geass é bom, mas assistir ao clipe que vazou às 7 da manhã antes de ir pra escola é uma experiência que poucos terão. Acompanhar o crescimento do spinzaku, fazer e acompanhar novos memes, ver ao vivo mesmo sem entender muita coisa? Não acontecerá assistindo em 2017.

Mas o bom é que provavelmente acontecerá em 2018! Ou depois. E você ainda poderá acompanhar a temporada que certamente não será tão boa quanto a outra, mas talvez ... Ficamos no mistério. Só queria vir fazer mesmo o post pra resumir as temporadas prévias aos que não viram e convidá-los a ver, se não as temporadas passadas, ao menos a terceira que com certeza vai ser excelente. Enfim, espero de coração que vocês tenham gostado da surpresa! Até! ~

6 comentários:

  1. Obrigado pela menção =D

    Li só a introdução porque não quero spoilers =x Mas está salvadinho aqui para eu ler quando terminar de assistir ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Fabio! Eu nao tenho conseguido comentar nos blogs parceiros porque meu pc tem me causado problemas e detesto navegar no netbook, mas gosto de ler os posts sobre Geass e espero comentar depois. :) Obrigada vc por salvar o link pra ler! Ate!

      Excluir
    2. Linkei você no meu artigo mais recente, hehe o/

      http://anime21.blog.br/2017/04/20/code-geass-ep-16-e-17-passado-e-futuro-de-suzaku-kururugi/

      Excluir
  2. Não gosto de Code Geass, além de toda essa apelação pro público otaku, sinto que o anime é muito machista. Não só pelo fanservice de mulher pelada e com corpos surreais, mas sim como tratam elas dentro da história. A morte da Euphie não superei até hoje, a única personagem feminina com presença política na história morrer de uma forma tão ridícula foi demais pra mim. Code Geass é pior que fanfic de iniciante, minha opinião.

    ResponderExcluir
  3. YOOOOO CHEEEEEELLLLLL O/

    "incidentalmente um Catra da vida" SHAUSHUASHUASHUAHUSHAUSA, se na época que eu resolvi ver Code Geass, eu tivesse me deparado com essa frase, eu teria entendido logo de cara toda aquela parentada do Lelouch, porque vamos combinar que era irmão saindo de cada buraco que PQP QUANDO EU PISCAVA BROTAVA MAIS IRMÃO DE SABE-SE-LÁ-ONDE! Até eu me ligar que o pai dele saiu comendo geral e praticamente povoou um país inteiro.... ENFIM

    Code Geass foi o tipo de anime que não teve medo de arriscar, os caras sentaram lá na mesinha de reunião deles e falaram "Vamu fecha!?" Segura na mão de Deus e bora fazer alguma coisa que ou faça um puta sucesso ou afunde miseravelmente. Mas, o interessante é que por mais "livre" que eles tenham feito o anime, ele não ficou algo forçado, ele conseguiu criar a própria essência dele e seguir a história a lá Code Geass sem se perder.

    "tamos aí fazendo um anime, queremos dinheiro. Se flopar novamente estamos no olho da rua. Vamos fazer uma coisa que vai ter pouco nexo, pouco coerente ou filosófico mas com muito coração...." Por um momento pensei estar lendo a descrição de Gintama, fico me perguntando se essa é a fórmula que a Sunrise usa em seus animes.

    NEM ME FALE NA MORTE DA EUPHEMIA, putz não superei nem um pouquinho! Principalmente porque foi um acidente, nada daquilo estava planejado... Na boa, eu preferia então que o Lelouch tivesse metido o loko e planejado a morte dela do que um acidente, NOSSA MÓ SOFRÊNCIA AQUILO! (o negócio me pegou tão de surpresa QUE EU COMECEI A RIR DE NERVOSO, SÉRIO!)

    Enfim, Code Geass e Steins Gate ganhando nova temporada e eu tô chorando de emoção aqui, mas confesso que eu queria muito que o meu xodó Psycho Pass também entrasse nessa onda e anunciasse uma nova temporada... Enfim, se for bom ou não de qualquer forma vai dar pra matar a saudade e entrar no hype o/

    Kiss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii Hinata! TT Novamente, mil desculpas por tardar a te responder e comentar no teu blog, andei sem PC e não consegui comentar no de ninguém. Vou passar lá depois e ver as novidades!

      Cê não tinha sacado né? HAHAH faltou uma correlação aí e se pah a música brasileira explica muito do que é Code Geass. É Rap Das Armas (PAPARÁPAPARÁ - Euphemia), é Vem Que Vem Que Vem Quicando (Nunnally rolando), é tanta coisa que eu devia fazer um Code Geass mix. Fufufu

      Siiim, é realmente incrível o quanto ficou um carão de que só jogaram coisas e foram ver no que dá mas tem um orçamento imenso e foi um sucesso estrondoso. É o aparente paradoxo que me faz adorar o anime, né. E uau, sua descoberta agora foi verdadeira. Se bobear é a fórmula Sunrise mesmo: "pra quê sentido, temos ROBÔS". E pronto, vai, foi.

      Eu lembro que fiquei com uma expressão genuína de "WTF?" HAHAH GENTE, que loucura é ser Lelouch. Mas foi horrível porque ele tinha acabado de se dar bem com ela e iam resolver coisas juntas e etc, eu fiquei boladíssima.

      S;G VAI GANHAR? Ainda não vi e o que va ter de gente me xingando se eu admitir;;; ~A~ vou tentar assistir, obrigadíssima por avisar sério HAHAH ;; <3

      Super obrigada por vir comentar e até a próxima ~

      Excluir