Bem vindo ao Blog Not Loli! Estamos em construção no momento! Siga-nos nas redes sociais!icones redesPesquise algum tópico: search
Parceiros parceiros

domingo, 26 de fevereiro de 2017

Jogo: Minhas recomendações de otome games!

 

Olá, gente! Vamos falar sobre otome games?

"Ah, mas o que são otome games, Chell?" Você provavelmente é novo nessas bandas e portanto vou lhe recomendar blogs que podem lhe ensinar o que são otome games: o Otomices, o Visual Novel e Outros Games e o Armazém de uma Otome. Vá conferir nesses blogs se lhe aticei a curiosidade. Resumidamente, são "jogos femininos", geralmente de texto e geralmente com aspectos de dating sim - a gente generaliza no ocidente que otome games são sempre jogos de dating sim pra meninas, mas jogos à la Ensemble Stars também são considerados otome games no Japão. Enfim...

Eu não posso me considerar grande fã desses jogos porque acabo jogando só quando sobra tempo e tal, leia-se quase nunca, então não tenho tantas séries jogadas mas queria recomendar algumas das minhas séries favoritas aqui, pra ter o que linkar sempre que falar de otome games! Então, vem conferir minhas recomendações! Tem jogos lançados em diversas plataformas: Super Nintendo, PC, Celular, PSP, DS e outros. Mas garanto que dá pra jogar todos no PC de formas pouco legais. Espero que vocês curtam e vão jogar alguns jogos desses! *^_-*

Observação: todos foram traduzidos pro inglês mas nem todos podem ser jogados em inglês. 

 
1- Tokimeki Memorial Girls' Side (Playstation 2, 2002)
Ah, Tokimeki Memorial. Eu já falei sobre TokiMemo, o famoso otoge que me fez passar um aniversário inteiro jogando pra ouvir um "tanjoubi omedetou". Acontece. Bem, TokiMemo é uma franquia de visual novels surgida em 1994, e a série Girls' Side tem spin-offs que são otome games. ("Caramba, sério?") Então são jogos de simulação à la Princess Maker em que você é uma garota que estuda em uma escola e tem que participar de clubes, arubaitos, estudar, manter sua saúde em um nível OK, basicamente viver enquanto sai com bishounen e eventualmente professores em encontros, lê horóscopo, compra roupas e... bom, tem a "vida de garota normal" que 95% das garotas não tiveram. Parece besta, mas é lindo e super viciante, sério. Recomendadíssimo. Ah! As versões de Nintendo DS foram traduzidas, dá pra jogar em inglês!


2- Mystic Messenger (Android/iOS, 2015)
Acharam que eu ia deixar de recomendar meu favorito recente? Não temam; Mystic Messenger é um otoge de celular criado na Coréia do Sul porém disponível em inglês, que conta a história - ou melhor, você participa de uma história que se desenrola em um messenger de celular fictício - de uma garota que encontra um celular que ao invés de ter um aplicativo de gente morrendo ou similar tem um aplicativo de gente super influente e um jogador de MMO. Pessoas influentes, aliás, com histórias sórdidas e grandes problemas. Eu já escrevi um post inteiro sobre Mystic Messenger então só resta dizer que eu sou totalmente apaixonada e queria que todos as fãs de otoges jogassem e fossem pessoas felizes.


3- Angelique (Super Famicom/Nintendo e outros, 1994)
Angelique é um jogo que eu tenho jogado apenas recentemente mas me apaixonei perdidamente. É o primeiro otome game criado ou ao menos é considerado assim. Conta a história de uma garota chamada Angelique que foi escolhida para ser a sucessora da rainha do universo, o que não é pouca coisa. Ela é simples, humilde, sem grandes qualidades aparentes e é uma das duas candidatar; a outra é a rica ojousama que acredita ser o máximo chamada Rosalia. E então começa uma competição; ambas precisariam povoar um mundo e a partir daí guardiões de diferentes elementos e a própria rainha (e sua assistente maravilhosa Dia) iriam avaliar o seu trabalho. Os guardiões são lindos e é bem legal a ideia de ficar com uma espécie de divindade, mas o verdadeiro atrativo do jogo é exatamente ter tanta coisa a fazer sempre; é no fundo um jogo de estratégia mas que por acaso tem uma estética incrível. Recomendadíssimo às gamers que curtem uma estética feminina... e preferencialmente falam japonês porque o romhack nunca viu a luz - mas há uma tradução disponível em forma de texto.




4- Princess Debut (Nintendo DS, 2006)
Eu adorava demais Princess Debut, então vou deixar aqui porque se você como eu é fã de rhythm games e otome games, vai gostar dessa inusitada intersecção. (Ok, "inusitada" é relativo. Idolish7 existe e UtaPri também, pra citar alguns, mas esses só estão disponíveis em japonês e eu nunca joguei tanto assim; de verdade, pra mim nenhum supera EBA.) Nesse otoge lançado em inglês, a princesa que vai debutar é você, que subitamente descobre que não é uma menina normal mas sim uma princesa em outro reino. Você vai debutar e precisa encontrar um príncipe, ou, um garoto disposto a ir com você para o baile de debutante em um mundo paralelo. E então a princesa sai fazendo aulas de dança e fazendo test-drives de caras. Ok, brincadeira. É um dating sim típico - com direito a álbum e coraçãozinho - e até pobre, curtinho, mas a parte da dança é legal porque é um jogo de ritmo estilo Elite Beat Agents. Eu gostei muito na época em que joguei e tem um lugar especial no meu coração por ser lindinho e ter um final surpresa encantador, então recomendo.


5- Hakuouki (Playstation Portable, 2008)
A história conta sobre uma garota na era Bakumatsu que acaba se envolvendo com o poderoso clã Shinsengumi - retratado também em séries de anime à la Gintama - e... bem, romanticamente também. Eu gosto bastante de Hakuouki, admito, porque Hakuouki tem um mecanismo de jogo muito melhor que muito otome game e até mesmo visual novel em geral por aí. Além de ser um jogo lançado em inglês com personagens gatos em kimonos super gatos, CGs lindos, muitas qualidades essenciais, é também um jogo que ensina muito de história japonesa porque conta com um glossário de palavras. Assim, quando você vê um termo em japonês bizarro, pode não fingir pra si mesma que é manjadora de cultura japonesa e ir lá no glossário e descobrir o que foi. Se você como eu é fã de cultura japonesa tradicional e não só anime, é realmente um jogo que vai atiçar sua curiosidade. Apesar de ser "tradicionalzão" em termos de jogabilidade, sem extras ou praticamente nada além de história eu recomendo para qualquer pessoa encantada por cultura japonesa tradicional, porque é um aspecto que compensa no resto que deixa a desejar.


6- The Men of Yoshiwara (Android/iOS, 2014)
E falando em bishounen de kimono, né, gente. The Men of Yoshiwara é uma série que assim como Hakuouki tem homens de kimono, exceto que esses homens não são guerreiros mas sim prostitutos ou coisa parecida. Não, sério. É interessante e me cativou demais porque eu joguei enquanto assistia Shouwa Genroku Rakugo Shinjuu [comentários] e tem uma coisa em comum: cortesã(o)s no Japão histórico. E eu mencionei os kimonos lindos? Enfim. É interessante e eu recomendo de coração, apesar de ainda não ter terminado, especialmente se seu gosto for tão bizarro quanto o meu.



7- Ensemble Stars (Android/iOS, 2015)
Ensemble Stars é outra das minhas paixonites recentes em termo de otoge. Em Anstars, você é uma garota que entrou em uma escola de produção de idols masculinos tradicionalíssima; a sortuda primeira aluna que entrou justamente no curso de produção, e então foi convidada a produzir trocentos grupos de idols masculinos em formação. "Ah, ok, e no que Anstars é diferente de UtaPri ou B-Project ou...?" Então, acontece que Ensemble Stars não é um jogo de ritmo. É um jogo de produção de idols somente. O mecanismo do jogo lembra mais uma mistura de card games com raising sim e eventuais diálogos amorzinhos. Apesar de parecer meio besta (e é) é muito divertido e viciante, e os personagens (animados em CG, e eu admito que nunca tinha visto bishounen em CG tão lindos!!) são super adoráveis. Recomendado aos fãs de idols que não curtem rhythm games por ser tão diferentão.


8- Amnesia (Playstation Portable, 2011)
Outro que eu tenho jogado recentemente, Amnesia é bastante interessante por contar a história de uma garota que sofreu amnésia (desculpa ter que falar o óbvio). Ela precisa então navegar por um mundo paralelo bastante psicodélico e conversar com os bishounen do jogo até descobrir quem realmente é, sua origem e o que precisa fazer - e claro, há finais possíveis com alguns deles. É uma história cheia de mistério e com personagens super interessantes, visuais maravilhosos e em geral bem interessante, ao menos eu considero interessante. Eu estou adorando jogá-lo mas ainda não terminei, então deixo no final da lista com notinha de "talvez mereça uma avaliação melhor".

9- Liar! Uncover the Truth (Android/iOS, 2015)
Eu confesso que não dei o devido valor a Liar antes de jogá-lo, porque a arte não me atraía e parecia bem genérico (e eu sou desconfiada com otoges de celular, confesso). Achei que fosse uma espécie de Amor Doce. Me enganei. Liar tem uma história interessante e uma jogabilidade estilo Ace Attorney; você é uma mulher adulta romanticamente frustrada que conhece vários caras bonitos, ricos e interessantes... e precisa fazer joguinhos psicológicos pra descobrir quais estão mentindo para você. Todos sabemos que joguinhos são uma bosta, mas joguinho sobre joguinhos é tão conceitual, não? Enfim, mesmo que você ache que não posso dizer que a função de investigação, o setting contemporâneo e a história interessante compensam. Observação importante: Existe um otoge de PSP que eu pretendo jogar um dia chamado Sweet Fuse que tem uma premissa semelhante. Se você também tem implicância com otoge de celular mas curtiu a premissa e a ideia de misturar um Ace Attorney e otoge, não fique triste, vá jogá-lo!


10- Starry Sky in Spring, Otometeki Koi Kakumei LoveRevo e outros
Eu fiquei em dúvida se deveria mencionar Starry Sky in Spring ou LoveRevo então deixei os dois em #10, confesso. Ambos foram um pouco esquecidos apesar de muito populares lá em 2011, e eu gostei deles mas nunca revisitei; não sei se ainda gosto deles mas queria mencionar mesmo assim. LoveRevo é um dating sim bem reminiscente de TokiMemo; conta a história de uma garota que é desesperada por emagrecer. Não, sério. Apesar de não parecer é bem divertido.Já Starry Sky é uma história mágica em que você convive com bishounen que representam diferentes signos do horóscopo. O Spring foi traduzido mas nunca cheguei a jogar os outros. Na época eu considerava a arte o suprassumo dos otoges, mas a época era 2011, né... Ainda assim tem um lugar especial no meu coração, então recomendaria. Outras recomendações ainda podem ser encontradas na tag "jogo" e outras ainda podem ser encontradas nos blogs que mencionei: Visual Novel e Outros GamesOtomices e Armazém de uma Otome.


Menção honrosa: UmaPri
Ah, não vamos esquecer o suprassumo dos otoges chamado UmaPri. Se você não conhece ainda UmaPri, aproveite. UmaPri é um jogo de celular gratuito e estúpido af sobre um príncipe cavalo. Você é uma mulher que cansada da vida na cidade vai para um campo e espera viver tranquilamente, encontrar um príncipe encantado e etc. Acontece que there's no such thing as a house in the country, e aí você acaba tendo que trabalhar para cuidar de um cavalo, mas piora - você é vítima de uma maldição que lhe faz enxergar um rosto de bishounen no cavalo. Sério. Então, hã... o jogo consiste em tarefas chatas para cuidar do cavalo e lhe retribui com kabedon, mão no queixo e outros CGs fascinantes de clichês de shoujo... com um cavalo. É maravilhoso, lindo e espetacular.




Enfim, eram essas as recomendações que eu queria compartilhar com vocês há tempos! São alguns dos meus favoritos e eu detesto "top 10" também, então deixo claro que são só os que eu gostei na minha ordem de preferência pessoal, e não sou nenhuma manjadora de otoges; só uma jogadora casual que curtiu alguns. Espero que tenham gostado e deixem aí nos comentários, especialmente se tiverem recomendações para mim porque eu adoro jogar otoges nos portáteis ou no celular no tempo livre... ´w` ; ; Até a próxima!

4 comentários:

  1. Uma Pri, nossa eu morri jogando isso serio, eu não sabia se ria ou se chorava, muito louco esse jogo. ah Tokimeki são meus amores, eu não consigo para de joga-los, por sorte ainda tenho uma rota secreta no 3. amo muito esses jogos, Starry sky é uma coisa muito fofa e meiga, eu acho que amizade e o que me fascina nesses jogos.

    Outro jogo que quero jogar e Love revo que até ja baixei e Ace attoney, mas esse ainda não baixei. Agora estou jogando Tennis no oujisama more sweet edition no Ds, achei muito legal e fofo, e mais facil que tokimeki.
    bjs amei as sugestões e obrigado por linkar <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tainá, que bom te ver aqui!
      UmaPri é maravilhoso, né? Eu saquei que era genial assim que vi o trocadilho, quando vi o kabedon então... eu não acreditei. Ô joguinho genial.
      Tokimemo é meu amorzinho também, bem sabes! Eu não cheguei a fazer todas as rotas porque sempre jogava demais e tinha uma overdose, mas preciso terminar qualquer dia. As amizades em Starry Sky sãoindas mesmo! ^_^

      Nossa, eu era louca por Ace Attorney, sem exageros. Eu era fã a ponto de passar o dia escrevendo fanfics, desenhando etc. Apesar de não ser otome game é um jogo de texto super legal (e eu prefiro o 4 ao contrário de muita gente kkk). Love Revo eu joguei pouco mas do que me lembro não era ruiiim, era só um pouco genérico e com Tokimemo pra jogar eu nunca dei muita atenção. Mas lembro que tinha amigas (e amigos até) que adoravam. :P (Claro, porque jogar as minhas sugestões nenhum queria kkk)
      Ah, TeniPuri tem mesmo muitos jogos que parecem legais! O do dokidoki in the beach (?) é até uma piada interna entre eu e uma amiga HAHAH mas eu tenho vontade de jogar... tem tradução?

      Imagina, imagino que vc já conhecia a maioria hahah mas feliz que tenha gostado da post e imagina, não poderia não linkar porque seu blog é ótimo (já recebi muitas sugestões ótimas lá, então né) ^_^ Super obrigada por sua visita e seu comentário, e até uma próxima! (ノ◕ヮ◕)ノ*: ・゚✧

      Excluir
  2. Alguém falou otome games? <3
    Adorei suas recomendações!

    A Taina fala bastante de Tokimemo, mas ainda não joguei.
    Mystic Messenger eu joguei um pouco no ano passado e amei também, muito imersivo. Mas eu estava estudando e trabalhando, então mal tinha tempo pra jogar e acabava perdendo os chats, então parei. Quero ver se consigo retomar ainda nessas férias.
    Angelique e Princess Debut conheço só de nome, mas pareceram interessantes pela sua descrição.
    Hakuouki acho que foi o primeiro otome game que eu tive vontade de jogar, assim que vi o anime e, há muito tempo atrás, eu consegui jogar a rota do Souji num emulador no meu pc, mas não continuei porque na época ainda era lento. Tenho que jogar pra valer um dia.
    The Man of Yoshiwara quero muito comprar na Steam, o traço é lindo.
    Ensemble Stars é uma das coisas que eu mais via nas lojas voltadas pra otomes no Japão, mas como são idols eu achava que era jogo de ritmo e nem me prestei a buscar informação... agora pareceu interessante, vou pesquisar mais a respeito.
    Amnesia eu tinha jogado um pouco no emulador uns anos atrás, mas quando saiu na Steam eu comprei e ainda não terminei, mas acho um jogo muito bom mesmo, com bastante mistério e um visual lindo.
    Confesso que também sou chata com otoges de celular, às vezes até começo algum que parece interessante, mas eventualmente me canso. Mas vou dar uma olhada nesse Liar.
    Starry Sky tem e sempre terá um lugar muito especial no meu coração como meu primeiro otoge. <3
    UmaPri dispensa comentários xD

    Eu recomendo todos os jogos da empresa Honeybee (a mesma de Starry Sky), porque eu acho a forma como eles retratam sentimentos muito bonita.

    Ótimo post! Eu deveria fazer um top 10 de otoges também. E obrigada por citar meu blog! Beijos~

    Armazém de uma Otome

    ResponderExcluir
  3. Olá, quanto tempo! Desculpa não estar passando no Armazém, andei bem envolvida adiantando posts e etc. e acabei negligenciando os parceiros, mas ainda quero conferir o fim da sua viagem! TwT

    Que ótimo que te agradou! Tokimemo é um dos primeiros que joguei então sou tendenciosa mas sou louca por ele. Princess Debut é divertidíssimo por ser fofinho e de ritmo, mas eu gosto de jogos de ritmo e de jogos fofinhos mesmo que infantis. Novamente, suspeita.
    Eu também me apaixonei por Mystic Messenger d eum jeito que não imaginava. Eu realmente não sabia que poderia gostar tanto de um otoge de celular. Recomendadíssimo. Eu também parei por causa de tempo e problemas com o sistema em tempo-real, mas recomendaria pra todos mesmo assim porque dá pra curtir a história com hourglasses.
    Angelique é divertido, eu recomendo conferir o Let's Play no YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=cN7BnSKUOI8
    Além disso, Hakuouki também foi um dos primeiros que eu joguei e justamnete a rota do Souji que era meu preferido do anime. (CG do Souji deitado só de kimono. aquelacarinha.jpg)
    É lindo, e mais que isso eu confesso que nem gostava muito do traço mas a história em si é incrível e os personagens são divertidos, eu recomendo muuuito se vc não jogou.
    Anstarts é divertidinho. Não é OOH, mas como eu não tenho tempo pra jogar MM acbei substituindo o meu "jogo pré-sono" por MM pra Anstars. Suou é uma gracinha e aí eu acabei viciando.
    Amnesia é lindo mesmo, né, tanto em termos de CG quanto em termos de história e etc. Recomendadíssimo por isso. Também estou nessa, mas curti demais o que joguei até agora.
    Liar é... bom, eu não curto as histórias da Voltage, mas o sistema me ganhou. Recomendaria se o seu negócio são jogos de investigação ^_^
    Imagina! Obrigada você por comentar aqui e vou dar uma olhada na sua recomendação. Super obrigada e até mais!

    ResponderExcluir