quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Impressões: Temporada de Inverno 2016/2017

Esqueçam Kuzu no Honkai e apreciem o anime da temporada.

Olá, gente!

Vim fazer hoje o famigerado post de impressões de meio da temporada, que estou devendo desde a semana passada. Era para eu estar fazendo posts semanais de Rakugo Shinjuu [resenha], na verdade, mas eu não tenho conseguido dedicar muito tempo ao blog e minhas doenças no começo do ano terminaram de vez com comentários. Também tenho assistido outras séries de anime, como Kobayashi Chi no Maid DragonDemi-chan wa Kataritai e Spiritpact que tem sido interessantes. Resolvi então deixar meus comentários das últimas coisas que assisti nessa temporada. Espero que curtam!




Sinceramente, não  preciso nem dizer mais nada a respeito, preciso? Rakugo Shinjuu é um anime maravilhoso que só continua maravilhoso. Infelizmente não ando com disposição (nem estômago) para comentários semanais, mas tem muitas coisas dignas de comentários. A começar pelo drama com o filho da Konatsu, passando pelo crescimento de Yotaro, até as novas facetas de Kikuhiko; tudo tem sido muito interessante, e o escritor que surgiu me cativou demais, daquele jeito - é um personagem com grande potencial para botar fogo nas coisas, mas as coisas em Rakugo Shinjuu já incendeiam sempre então não precisa. Mas é, nada como emendar um Fune wo Amu [resenha] em uma segunda temporada de Rakugo Shinjuu. Obrigada, indústria.

Kobayashi-san Chi no Maid Dragon (Minhas Primeiras Impressões no Suco de Mangá)
[Ver no CrunchyRoll]

Ô saudades de Kyoto Animation. Maid Dragon é muuuito lésbico uma mistura curiosa de lowkey yuri com animação maravilhosa, slice-of-life barra guia de como viver a vida de solteiro e situações identificáveis, e... dragões enormes e criaturas estranhas. (Sério, quem não fica besta com o tamanho da dragoa?) Fazia uns 8 anos ou quase isso que eu não assistia que eu não assistia um yuri que não me fazia revirar os olhos de vergonha alheia, então: pontos. Maid Dragon tem um fanservice ridículo sim, mas o entretenimento é top e faz superar rapidinho a vergonha que eu poderia sentir. Eu não fico nem com vergonha, eu só consigo rir do quão ridículo é; KyoAni tem essa magia (só pra mim? Sei lá). Quero ver mais dessa dragoazinha pirada e também da Kanna, sua amiga, e os amigos da Tooru que são lindos. Obrigada.


Spiritpact
[Ver no CrunchyRoll]

O anime que os espectadores de Super Lovers deviam estar vendo e não estão. É ridículo o quão melhor esse anime BL underground feito por um estúdio chinês com abertura em chinês é melhor que aquele anime BL baseado em mangá de autora super-popular. Depois de Spiritpact eu sinto que já preenchi minhas necessidades de BL com um título bem... bem melhor. Spiritpact é aquele anime que as fujoshis estão amando odiar, assim como uma galera que não é fã de BL ama odiar Free! [comentários] ou Yuri On Ice!! [resenha] - criticam pra caramba, mas estão assistindo. E daí que Spiritpact é exatamente o meu tipo de BL; quem me conhece sabe que eu não dispenso assistir um Tactics da vida quando bate a necessidade e Spiritpact é aquele nível de "BL questionável porém até fofinho" que serve muito bem para esses momentos.


Demi-chan wa Kataritai (Minhas Primeiras Impressões no Suco de Mangá)
[Ver no CrunchyRoll]

Admito que só não dropei esse porque vou resenhar pro Suco de Mangá, porque realmente não faz o meu estilo. É daquelas séries com garotas fofas (questionável) fazendo coisas fofas (questionável) e sobretudo bizarras. É uma comédia daquelas estilo, hã, Rosario to Vampire ou Monster Musume ou ainda Kore wa Zombie Desu ka?, e diria que o último principalmente porque o fanservice é bem baseado na fofura das garotas-monstro. Se você curtiu os outros da lista, provavelmente curtirá também Demi-chan wa Kataritai. Se não, e for uma pessoa que nem eu... não vai encontrar nenhuma novidade, mesmo.

Acca: 13-ku Kansatsu Ka
[Ver no CrunchyRoll]

Antes de assistir Acca eu pensei que o anime cimentaria minha maturação em uma Adulta Pretensiosa Superior A Desenhinhos (tm) (aquela gente que insiste que Tatami Galaxy é o ápice da animação japonesa e 99% das séries de anime não presta). porque sua proposta é de ser uma mistura de policial a la 91 Days com uma coisa de mecha, investigação e até space opera no que diz respeito à forma de tratar das guerras e de corrupção política, e... slice-of-life tranquilo deboísta. Na verdade, o anime não é tão pretensioso quanto soa, é só muito confuso por enquanto. O público me lembra um pouco o que foi o de Durarara!!, mas atualizado, digamos. Opening da temporada, paleta de cores OTY, character designs pegáveis. Não consigo imaginar gente que falaria mal de Acca, mas tem gente de todos os jeitos, suponho. Não é meu estilo pessoalmente Quem Nasceu Pra Spiritpact Nunca Vai Ser Acaé mas vamos vendo.



As outras temporadas que eu queria assistir mas ainda não consegui foram YamishibaiTales of Zestiria the X e Super Lovers; Tales of Zestiria porque ainda não consegui terminar o começo da temporada passada (eu sei, eu sei que estou super atrasada, ugh) e Super Lovers porque sinceramente não sinto necessidade de outro BL se não Spiritpact. Mas ainda pretendo assistir quando tiver um tempo.

5 comentários:

  1. É a minha segunda vez tentando escrever esse comentário, rezemos à deusa Midori para esse pobre comentário ser enviado sem o navegador crashar, obrigado Midorin.
    Midorin não ajudou, precisarei repartir meu comentário de novo porque eu falo demais.

    Eu gostaria muito de comentar sobre todos os animes citados na postagem, mas eu acabei começando a assistir só metade deles, então vou falar dessa metade enquanto reflito meus motivos para não ter começado a assistir Rakugo ainda.
    Eu comecei a assistir Kobayashi-san por causa da premissa dele, meu amigo falou "Gustavo, vai sair um anime de uma maid dragão" e a minha reação foi meio "ou god wha da fug", no fim eu comecei a assistir e acabei gostando, mesmo com o ponto de start da história seja bem pirado, o andamento dela em si não é tão diferente, começa com os personagens principais e aos poucos vai aumentando o grupo na medida que eles conhecem pessoas novas, enfim. Eu não saberia que é yuri se tu não tivesse falado, pra mim era só mais um slice of life com insinuações homossexuais como tem aos montes, mas aparentemente o homossexualismo nesse é real (?) //a empregada dragão gay me representa -n (admito que tenho ataques de fofura com a Kanna, principalmente quando ela ofende a Kobayashi, eu quase cuspi meu chá em cima do teclado quando ela chamou a Kobayashi de netorare/cuckold). Também gosto da Kobayashi, por muito pouco ela não é uma personificação minha irl, mesmo que eu raramente tenha noitadas bebendo e gritando todas as regras para ser uma maid de qualidade.

    O outro que assisti foi Demi-chan, e concordo, ele é uma comédia genérica no melhor estilo Rosario+Vampire, mas eu gostei dele no geral (e olha que eu odeio Rosario+Vampire), ele é bem clichê e vai na onda das monster girl que tem atualmente (coisa que até agora não sei se considero furry ou não), porém a comédia dele funciona bem, é o tipo de anime que gosto de assistir antes de dormir, sem nada pra me deixar super ansioso pelo próximo episódio mas que eu gosto de ver mesmo assim, é o típico entretenimento comum, não grita qualidade e nem é o melhor em nada, mas é bom, só isso mesmo. Destaque para a menina vampiro que faz a graça do anime, comparo ela a Miu do Ichigo Mashimaro (mesmo que a Miu seja dezenas de vezes mais engraçada). Tenho uma teoria de que o professor TOTALMENTE MEU TIPO *cof cof*, seja uma evolução natural de um protagonista de harém, ele teve seu harém na escola por ser boa pinta, ficou enrolando por milhões de episódios e no fim não escolheu nenhuma menina, agora é cara um cara bonito e gentil que ninguém sequer sabe que existe (exceto a Dullahan e a Succubus que parece emitir mais feromônios para ela mesma do que para os homens em volta). A yuki onna é a emo obrigatória pra forçar drama, alguém devolve ela pra geladeira que ela pertence -n

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Enfim, fora esses, eu aconselharia a assistir Chaos;Child, ele é uma pseudo-continuação de Chaos;Head, anime esse que, mesmo gostando, não aconselho a assistir, a Madhouse fez bagunça com ela e quase destruiu o enrendo, e p#rra, É UM ENREDO MARAVILHOSO, creio que eu gosto mais de Chaos;Head do que de Steins;Gate, aconselho a novel então, até agora o anime de Chaos;Child parece bom, mas não tenho base da novel original porque o último Playstaion que eu tive é aquele PS2 do tamanho de um gabinete de computador, então né. MAS DESCULPA FAZER TANTA RECOMENTAÇÃO EU PRECISAVA.
      Só um adendo, Tatami Galaxy não é essa Coca-Cola toda. (Coca me paga)
      Yamishibai é maravilhoso, se mostrou muito divertido de assistir e assisti as primeiras duas temporadas em um fim de semana e pretendo fazer isso de novo em algum fim de semana de março, antes tenho que terminar a pilha de coisas acumulativas que eu juntei pra ver.
      Super Lovers é ruim, e estou considerando assistir Spiritpact, ainda mais por ser de um estúdio chinês e o último anime chinês que assisti foi uma obra de 1981, creio que teve uma pequena evolução, afinal, a China se tornou uma grande potência em fujoshis que são presas por fazerem doujinshis pornográficos homossexuais (como não prenderam os produtores desse anime aliás?).
      ENFIM EU FALEI DEMAIS DE NOVO ME DESCULPA, juro que te recompenso qualquer dia pelos meus textos apelativos e gritantes que fedem a haterismo gratuito e weeabilização desenfreada nas tuas postagens.
      Se em algum momento eu usei "você/seu/sua" em vez de "tu/teu/tua" me considere são paulino. Até-


      Nippan-

      Excluir
    2. Primeiramente as coisas também estão travando por aqui, acredito que a culpa seja do servidor do Blogger mesmo TT ;;

      Bem, eu concordo totalmente, inclusive gaste menos tempo lendo o que eu escrevo e vá ver Rakugo Shinjuu que é um investimento melhor do seu tempo. (Com total respeito ao meu blog mas Rakugo Shinjuu é Rakugo Shinjuu)

      Maid Dragon não é yuri que eu saiba, mas eu considero mais próximo do gênero yuri do que um Yuru Yuri da vida, então eu gosto de acreditar que vai rolar algum relacionamento mais pra frente... talvez eu esteja completamente enganada e só esperançosa porque de fato não tivemos um bom yuri em muitos anos. É genérico sim, mas também estou me divertindo e adoro as personagens também! (e o cabelo da Kanna principalmente Q)

      É, Demi-chan só não faz o meu tipo mesmo. Mas realmente de todas as comédias de garotas monstro nesse estilo é a que eu tenho achado mais tolerável porque às vezes tem umas sacadas boas, e adorei sua forma de pensar o protagonista HAHAH. Eu gosto do estereótipo da Yukionna mas a do anime é bem "eca" mesmo, não tem a graça do estereótipo IMO.

      Então, pode me linchar mas eu não vi nenhum dessa série... ;; eu respeito pra caramba todos (e sou da turma do "nada contra, tenho até amigos que são fãs doentes" desde 2000 e bolinha) mas só me sinto morna pra assistir porque não me sinto o público... mas é uma série que tá na minha PTW e eu queria ver um dia sim, o problema é que prioridades e eu literalmente nunca tenho tempo + vontade.

      HAHAH elitista e hipster eu já sou, só não nível que curte Trapeze e Tatami Galaxy. Tem gente assim, eu conheço. Existe. E nem comentei Yamishibai e não tinha percebido... eu ainda preciso terminar a terceira temporada, não considero péssima mas achei que decaiu. Pra mim nenhuma superou a primeira até agora, que eu adorei.

      Spiritpact é CLANDESTINIDADE TOTAL LOL. Vai ver a produção é por "fujoshis chinesas refugiadas"? Não sei, mas tem uma proteção dos japoneses aí na certeza. Mas sério, tenho achado divertido apesar de ser bem bobinho (e não vá esperando não-bobinho. Aliás, existe BL não-bobinho? Um favorito meu é Togainu no Chi por ter tentado, vai vendo).

      Enfim, imagina, obrigada por ler meus comentários igualmente "weeaboos" e cheios de "haterismo gratuito", porque no fim das contas é por conta disso que temos blogs, né? Se a gente não gostasse disso não teriamos (... conclusões). Obrigada ainda por comentar neles, eu gosto de saber as opiniões da temporada de outras pessoas! Até a próxima! o/

      Excluir
    3. Já peguei a primeira temporada no tracker e logo logo estou maratonando ele.

      Olha, continuando meu haterismo, discordo que não tenham yuris bons nos últimos anos. Yuri Kuma Arashi, por mais pirado e bobão que seja, ele é um bom Yuri, mas me incomoda que ele é um Yuri para homens, é como, por exemplo, pornô gay entre mulheres, raramente são outras mulheres que assistem, porque normalmente é uma visão masculina do sexo entre mulheres, e essa visão é a mesma de Yuri Kuma, o que me me incomoda (?), basicamente um textão pra falar que é um yuri legal mas que o yuri nele não é tão bom. E tem um mangá bem underground em lançamento chamando Yuzumori-san, se trata de um slice of life/shoujo ai de uma menina do ensino médio que se apaixona por uma menina do fundamental (alô, polícia), ele parece bem coisa de lolicon, mas ele é escrito por uma mulher, ele tem uma visão bem mais sentimental do que física, ele lembra até um shoujo, com uma menina apaixonada por um personagem quieto e misterioso que subitamente aparece em sua vida, só que nesse caso, é uma loli misteriosa mais madura que eu com quase vinte anos de idade (destaque pra arte que é maravilhosa), enfim, eu até deixo passar essa coisa lolicon de lado que tem o mangá, até porque eles abordam bem isso no mangá e ninguém que goste de Aikatsu e PriPara pode ser tão mal assim (falando sobre a autora).

      Sim, eles fazem bom uso dos clichês de cada "lenda urbana" para criar piadas inteligentes, só não fazem isso com a yukionna azeda, pelo menos agora ela parece que vai ser menos azeda e ser a personagem mais quieta do que triste (mas ainda longe de ser tão bom quanto a primeira temporada de KoreZom).
      Aí que tá, Trapeze até é algo realmente desconhecido do público, mas Tatami Galaxy já é mainstream no meu ver, todo mundo conhece e só não assiste quem não tem vontade mesmo, e mesmo que digam ser uma obra prima da animação e etc, marco novamente, Tatami Galaxy não é esse refrigerante de cola (e cocaína) todo.
      Yami Shibai é muito um episódio um enredo, e com o tempo as lendas apenas amornam, afinal, as melhores eles já adaptaram e as mais famosas eles deixam de lado por motivos óbvios, afinal, ninguém mais aguenta ver histórias sobre a mulher da boca cortada e a teke teke.
      Bom, acho que é permitido apenas por não ser material pornográfico, até onde eu sei toda e qualquer tipo de pornografia lá é permitido (se uns mosaicos já estragaram os fetiches dos japas, o que uma proibição não deve fazer?). Aí o anime, por não ter nada explícito, acaba passando pela lei, as fujoshis presas foram presas justamente por fazer pornografia gay, e não conteúdo homossexual no geral (não-bobinho não tem, só tem aqueles que se levam a sério demais).
      Cheguei a dar uma olhada na novel do Togainu no Chi faz um tempão, mas nunca terminei apesar de ser legalzinha.

      Olha, sorte que tu não pegou a primeira fase do meu bloguinho, zero qualidade, zero haterismo, era só oba oba e "olha esse anime eu adoro ele kkkkkkkk", really, nem sei como tem gente que lê até hoje (vai que na verdade ninguém lê e o contador de visualizações é sacana).

      Nippan-

      Excluir
    4. Nossa, desculpaa por demorar tanto para ler e responder seu comentário... foi um daqueles que eu li no e-mail, aí pensei "vou responder depois no PC" mas esqueci, aí depois fui responder no notebook e descarregou, tá difícil.

      Ah, eu assisti YKA mas se bobear já estou tão versada no Ikuhara Bingo que não me agradou. Não tinha muita coisa original, e realmente o aspecto do pornô e "eba lésbicas são bonitinhas #yuriaesthetic" só não é muito meu estilo. A ideia era legal mas eu fiquei perdida na metade do anime e nem lembro direito se vi até o final. Mas eu já li alguma coisa boa sobre Yuzumori-san, tomara que adaptem pra anime! (E concordo com a última frase q)

      Entendi. E mainstream não, aí é forçação de barra seu hipster LOL! Não é undergroundzão mas também não chega a ser mainstream, só do pessoal pedante mesmo q. Yamishibai eu achei ótimo no começo mas é, a repetição das lendas cansou e insistem em repetir os mesmos sustos todos os episódios, aí cansa.

      Ah é? Não sabia disso, mas sabia que tem fujoshi que faz doujinshi que é perseguida lá. Que loucura né, LOL mosaico! E a visual novel de Togainu no Chi também me parece bem interessante mas todos os fãs falam que a adaptação é horrível em comparação, e eu gostei, então é complicado. Aliás, agora percebi que adoro BL de ficção científica (Togainu no Chi, Ai no Kusabi, No. 6 tá quase lá...) ou que sai da norma e tal, então foi o que fez Spiritpact parecer tão legal pra mim, se pá.

      Que bem me lembre cheguei a ler uns posts antigos procurando coisas underground q mas não achei tão horrível até porque... nem vai ver o meu viu. Normal q ainda bem que melhoramos nossas técnicas de escrita ...?

      Enfim, super obrigada e super desculpas por ter demorado 17831 milênios pra te responder porque eu sou lesada. Obrigada mesmo e não se esqueça das coisas assim q

      Excluir