sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Da série koreaboozices, ou aprender coreano.

Eu só coloquei esse vídeo aqui porque todo mundo de bom coração merece apreciar meu ultimate em seu habitat natural.

Sim, esse título foi inspirado no primeiro post sobre aprender japonês do blog.

Sim, eu escrevi ele há quase um mês. Sim, eu estava sem paciência pra editar! 

Olá! Como vão? Eu vou bem. Totalmente surtada com o fim do semestre na faculdade, com o JLPT que é em duas semanas, com as costuras pendentes de cosplays para os eventos de fim de ano e outras encomendas, aniversário (meu, daqui a 5 dias!), animes atrasados e o desemprego que assola diariamente a minha existência e me faz gastar horas enviando currículos, mas bem! E o que uma pessoa faz quando tem todas essas coisas pra resolver e não tem muita certeza de como?

Estuda coreano, claro! "Quê?"

Bem, algumas pessoas resolvem tudo de cara, ficam livres e correm pro abraço. Não eu. Eu gosto de começar uma coisa nova pra me animar, e se eu não fizer isso e ficar só focada nas mil tarefas, é quase autodestrutivo. Se isso não significa ser um P no Myers Briggs, eu não sei o que significa. Então eu começo uma atividade nova e é por isso que eu faço dez mil coisas na vida. Segredo revelado, né?

A atividade da vez é aprender língua coreana. O motivo, óbvio, é que eu continuo completamente viciada em k-pop e até aprendi umas palavrinhas, mas eu não sabia escrevê-las. O outro motivo é que eu já tinha visto um post no Tumblr que ensinava coreano. "Imagina que ótimo deve ser aprender uma linguagem tão rápido enquanto eu estudo japonês há anos e não sei falar", pensei, "quero ser koreaboo", pensei - isso uns 5 anos atrás. Bem... 5 anos depois, eu finalmente virei capopeira, me rendi e admiti pra mim mesma que adoraria aprender hangul. Motivos: procrastinar, conseguir entender e cantar as letras bonitas das músicas, a expectativa de poder se comunicar com idols no Twitter e... fazer parte do grupo de tradução do Block B por um tempo também me deu vontade, porque os tradutores coreanos eram maioria. Se sentir excluído de um negócio legal é sempre um bom motivo para querer aprender aquele negócio.

Enfim, cá estamos. Eu estou longe de ser professora de hangul, estou aprendendo o básico ainda, então levem tudo nesse post com muito cinismo e não levem nada a sério. Mas se você como eu só tem uma vaga curiosidade e não sabe por onde começar, mas acha que aprender coreano não seria uma má ideia... É mais fácil do que imagina e eu vou mostrar o porquê.

O primeiro ponto a ser colocado é: por que o coreano é tão mais fácil de aprender que o chinês, ou o japonês, por exemplo? Se você já tentou aprender uma dessas línguas e tem medo de que coreano seja assim, esqueça - coreano se parece mais até com a nossa língua. O alfabeto coreano, o tal do hangul (o certo é "hangeul") é formado por 10 vogais básicas e 14 consoantes básicas, totalizando portanto 24 letras básicas, olha aí as semelhanças surgindo! Assim como no nosso alfabeto essas vogais e consoantes representam fonemas isolados, então vamos olhar as vogais para entender um pouco melhor:

Vogais
  • ㅏ- A - pronuncia-se "a", como em "amor", "avestruz" e assim por diante.
  • ㅑ- YA - pronuncia-se "ya", como a sílaba japonesa "ya", ou "iate" se fosse um ditongo.
  • ㅓ- EO - pronuncia-se "ó", como a interjeição de surpresa, mesmo, ou "óleo".
  • ㅕ- YEO - pronuncia-se "yó", como em "cote".
  • ㅗ - O - pronuncia-se "ô", como em "ovo", "ombro" e assim por diante.
  • ㅛ - YO - pronuncia-se "yô", como em "ioiô". Também como a sílaba japonesa "yo".
  • ㅜ - U - pronuncia-se "u", como em "uva", "Uruguai" e assim por diante.
  • ㅠ - YU - pronuncia-se "yu", como em "Yuri on Ice" "iu" ou a sílaba japonesa "yu".
  • ㅡ - EU - pronuncia-se como a interjeição "ugh", ou "ew" em inglês. Ouça aqui. É uma espécie de "u" com som "pra dentro", mas eu explico isso depois.
  • ㅣ- I - pronuncia-se "i" como em "ilha", "Internet". Essa aqui é tão parecida com a nossa que até a escrita é semelhante!
Bem, explicadas as 10 vogais básicas, vamos procurar entender o que são cada uma delas e como você pode interpretá-las para ficar mais fácil de memorizar. A maioria tem uma pronúncia semelhante ao português; o único som realmente diferente é o "eu", como em "hangeul". (O som é mais parecido com um "ã" do que um "u".) A questão a ser memorizada é que o hangeul é um alfabeto que se baseia no conceito de yin e yang, nos opostos. Por isso, eles entendem que um som é "pra fora" e outro é "pra dentro". Entendeu isso? Por isso o A tem tracinho para frente (direita é entendida como frente, como em um jogo de plataforma) e o EO tem tracinho para trás, por exemplo - pronuncie os dois e sinta que o ar vai pra fora da boca em A, e pra dentro em EO. Procure sentir a diferença ao pronunciar e você vai entender o conceito.

Enfim, as vogais. O traço na vertical é A-YA (se for com tracinho pra "frente", pra direita), EO-YEO (se for com tracinho pra "trás", pra esquerda) ou I (sem tracinho). Traço na horizontal é O-YO (pra cima), U-YU (pra baixo) ou EU, que eu entendo como "ugh" (sem tracinho). Eu memorizei isso pensando no "A E(O) I O U(/EU)"; os três primeiros são na vertical e os dois últimos na horizontal. Depois de um tempo lendo palavrinhas você decora isso e não precisa mais desses truques, mas isso me ajudou inicialmente.

Depois, existem ainda quase que incontáveis vogais derivadas. As mais comuns são:
  • ㅐ - AE (ㅣ+ㅓ) - pronuncia-se "ê", como em "estrada", "entrada", "daebak" e assim por diante.
  • ㅔ - E (ㅓ +ㅣ) - pronuncia-se "é", como em "era".
Mas existem muitas outras. Se você ver uma combinação dessas vogais no espaço reservado a uma letra, saiba que é um "ditongo" ou "tritongo" coreano. Sim, existem, mas são raros.



Vamos às consoantes.

Existem 14 consoantes simples que você precisa memorizar.
  • ㄱ (giyeok)  - Som de K/G. Esse é um daqueles sons pouco definidos (assim como o R/L, visto abaixo) que não se tem uma tradução muito exata no português ou no inglês. Dependendo da palavra, pode soar mais como "gato" ou "carro". Esse é um som que você tem que tentar misturar os dois e praticar a fala até se acostumar com a sua ideia.
  • ㄴ (nieun) - Som de N. É literalmente o equivalente de "n" em coreano, como em "nunca".
  • ㄷ (digeut) - Som de D/T. É mais um som pouco definido. Tente misturar esses dois sons para ver como soa; talvez lembre a palavra em inglês "tea" ou "tap". Esse vídeo tem a pronúncia de sílabas com o som.
  • ㅋ (kieuk) - Som de KH. É como o ㄱ, mas com um som com um pouco mais de ar saindo. Aquele som que você não pode emitir comendo farofa. Tente misturar "tch!" com o som de K, e você vai entender como soa.
  • ㄹ (rieul) - Som de R/L. Como em japonês, é um som pouco definido que não é exatamente nem um nem outro; esse video do Joey (em inglês) explica. Uma forma melhor de definir esse som seria o barulho de quando a Chiquinha do Chaves gente mostra a língua, representado pela onomatopeia "blé".
  • ㅁ (mieum) - Som de M. Como em "morango" ou "massa", não "bombom".
  • ㅂ (bieup) - Som de B. Como em "bexiga" ou "balde".
  • ㅊ (chieut) - Som de TCH. Como em "É o Tchan". (ótimo exemplo, né? ;))
  • ㅅ (siot) - Som de S/CH. Tente falar uma palavra como "chamar" com a língua presa; o som que vai ser gerado é de um S com um pouco mais de ar saindo pela boca. É esse som.
  • ㅈ (jieut) - Som de J. Soa como o "gee" em Gee, ou como nas palavras "jolly" ou "jump", não exatamente como em "jujuba".
  • ㅎ (hieut) - Som de H. Esse H é como no japonês, em "hyung" ou "hakuna" - seria o nosso rr, como em "carro".
  • ㅇ(ieung) = Som mudo ou "ng" (lê-se "hm"), dependendo do posicionamento.
  • ㅌ (tieut) - Som de T. Como em "torta".
  • ㅍ (pieup) - Som de P. Como em "pássaro".
Existem mais algumas consoantes muito comuns que são formadas duplicando as consoantes acima. Sendo assim:
  • ㅉ (ssangjieut) - Som de JJ. Soa como "jacaré" ou "João".
  • ㅆ (ssangsiot) - Som de SS. Como em "pássaro", "caçar".
  • ㅃ (ssangbieup) Som de BB. Como em "bomba".
  • ㄸ (ssangdigeut) - Som de DD. Soa como "dado".
  • ㄲ (ssanggiyeok) - KK - Som de K. Soa como "carro" ou "cantiga".
As consoantes são um tanto auto-explicativas, porque elas já funcionam exatamente como eu as escrevi ali.



"Posicionamento, Chell? Que raios é esse posicionamento?" Então... vamos chegar lá depois de falar sobre essas letras.

Então, vamos falar sobre os tais posicionamentos. Coreano se escreve em blocos, que equivalem às nossas sílabas. Esses blocos tem de 2 a 4 letras, nunca mais nem menos do que isso - levando em conta que existem "letras" que são na verdade combinações de letras, como os tritongos e etc! - e as sílabas são divididas exatamente como a gente dividiria. Vamos pegar palavras que a gente já sabe falar para explicar isso.
  • Aegyo:  Se a gente fosse separar "aegyo" em sílabas, seria duas sílabas, certo? O som de "ae" e o som de "gyo" são pronunciados separadamente. É exatamente por isso que tem dois blocos, ou __, na palavra: 애교 . Vejam que a primeira sílaba é formada por ㅇ, que aqui é som mudo, e ㅐ, que como mencionei é uma combinação muito comum de ㅣ eㅓque forma o som "ê" (lê-se "ae") . A segunda tem ㄱ (k/g) e ㅛ (yo). Logo, aegyo. 
  • Oppa: A gente pronuncia assim: o-pa, eles escrevem 오빠 . Adivinha? ㅇ é mudo, ㅗ é "o", ㅃ é "pp" e ㅏ é "a". Não dava pra ser mais fácil, né? Simples assim.
Bom, se você está conseguindo acompanhar tudo até aqui, devem ter surgido duas perguntas na sua cabeça. A primeira: por que em alguns blocos as letras estão uma do lado da outra, e em outros está uma em cima da outra? A segunda: o que determina o som do ㅇ? Vamos falar então do tal do posicionamento.

Essas letras podem estar dispostas de formas diferentes. Existem seis disposições possíveis para essas letras. Essas imagens foram retiradas do website Howtostudykorean.com.



Se você chutou que é por causa da posição da letra seguinte, acertou. Quando a letra está na vertical, a disposição é horizontal e vice-versa. É a lei do "vamos ver o que ocupa menos espaço e fica esteticamente melhor". Mesma regra vale para o 교 (gyo) e 빠 (ppa): o posicionamento da vogal determina a ordem das letras no "desenho" da sílaba. Simples!

Agora, vamos para uma palavra mais complexa: annyeonghaseyo, ou 안녕하세요. "Caraca, Chell, vamos do 'bola' ao 'paralelepípedo' assim sem cerimônias?" Solamentos, amiguinho. Enfim, A primeira sílaba, que equivale ao som "an", está em um bloco de três letras, certo? Então por que não tem só oㅏ(A) e depois o ㄴ (N)? Porque isso iria quebrar uma regra...

Vamos às regras! 

1. O 2 no bloco sempre vai ser uma vogal.
2. O 1 e o 3 sempre vão ser consoantes.
3. Baseado nas vogais, um bloco que contem uma vogal escrita na horizontal sempre vai ser escrito em uma dessas 3 ordens:
(Ou ainda 1 - 2 - 34 na vertical)


E um bloco com uma vogal na vertical sempre vai ser escrito em uma dessas 3 ordens:

(Ou 12 - 34)

E é por isso que AN não pode ser escrito só com aquelas duas letras - porque o ㄴ (N) ia acabar na posição 2, e não podemos ter uma consoante na posição 2. Assim, temos que colocar um ㅇ mudo na frente neste caso.

Vamos então ao nyeong, ou 녕. Começa com a vogal ㄴ (n), depois vem o ㅕ (yeo) e depois o ng... sim, quando o ㅇ está no final da sílaba ele tem som de "ng", pronunciado como "bombom" (mais forte) ou o ん japonês, mais ou menos. Então, é isso que determina qual som o ㅇ terá. Final da sílaba: "ng". Outra posição: mudo.

A próxima sílaba é o ha, ou 하. Consoante + vogal, nenhum mistério aqui exceto o fato de que você não pode confundir o ㅎ (h) com ㅗ + ㅇ. Como não confundir? Simples, avaliando posições. Não poderia ter uma vogal na posição 1, consoante em 2 e vogal em 3. Está totalmente errado e contra as regras básicas. Então, não teria como ser ㅗ + ㅇ.

As duas últimas sílabas, se e yo, são fáceis; 세 é se, e 요 é yo. Vale notar que esse se não é "sae", mas sim "se" escrito com a combinação de vogais ㅔ (e). Ou seja, o som certo é mais como "annyeonghaséyo" do que "annyeonghasêyo". E esse é um dos motivos pelos quais é muito legal saber um básico de coreano, especialmente se você curte cantar músicas - sua pronúncia melhora. Muito.



Só saber isso já me permitiu começar a entender alguns textos em coreano, e apesar de obviamente existirem construções muito mais complexas do que essas aqui no post, acreditem, decorar isso é uma base mais que suficiente para começar a ler as letras das suas músicas favoritas e consequentemente cantar melhor, aprender palavras novas e até traduzir uma coisinha ou outra que seu bias posta no Twitter.

Eu aprendi isso tudo no Howtostudykorean.com, mas tem muitos outros sites e videos que vocês podem consultar para ajudá-los sobretudo com a pronúncia inicial ou tudo mais. Eu recomendo demais, assim, a quem quer aprender coreano que realmente tente. É algo que vai te fazer um pouco mais feliz, vai fazer seu cérebro funcionar um pouquinho mais rápido e melhor, e vai te frustrar provavelmente menos do que você imagina.

Enfim, espero que tenha gostado do post! Deixem aí nos comentários o que acharam, e pode ser que eu acabe fazendo um outro post com recomendações de sites que ensinam coreano, como o app Hello Talk, o Lang-8 e o Aprendendo Coreano, que tem me ajudado muito. Enfim, espero que isso tenha ajudado os demais capopeiros do recinto. (Que espero que estejam tão ansiosos quanto eu pelo Immortal Songs de SNSD que deve sair em algumas horas.) Até mais! ~ ... E a quem não curte coreano e coisas coreanas, desculpa, esse blog vai voltar aos assuntos de sempre com o fim de Yuri On Ice!!, acredito. ;; (´・ω・`)

Nenhum comentário:

Postar um comentário