quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Jogo: Mystic Messenger


Olá! O post de hoje é para falar sobre uma das febres da Internet em termos de otome games nos últimos meses: Mystic Messenger. Trata-se de um jogo produzido pela empresa coreana CHERITZ que muito merecidamente conquistou corações desde aqueles da galera Amor Doce até de não-fãs de otome games, como outras febres do gênero no passado como Star Project ou Hatoful Boyfriend. Pois bem. Eu não conhecia a empresa, mas resolvi dar uma chance depois do boom desse jogo, muito cética: é um jogo de celular, é de graça, é coreano... será que isso realmente presta?

Resultado: eu jogando dia e noite e potencialmente atingindo o cúmulo da antisocialidade ao conversar com personagens virtuais em um instant messenger falso no bar ao invés das minhas amigas.

Sim, o bicho do Mystic Messenger finalmente me mordeu, então eu precisava falar um pouco aqui sobre esse jogo que tem feito uma galera colocar o despertador para as 3h... da manhã.


O jogo tem a seguinte história: você é uma garota normal que baixou um aplicativo de celular supostamente para conversar com garotos bonitos (...soa familiar?), mas nesse aplicativo um rapaz misterioso, de nome "desconhecido" (literalmente, Unknown) vem conversar com você. Ele diz que encontrou um celular com esse aplicativo e um endereço, e que gostaria que você fosse nesse endereço investigar o que tem lá. Ele diz que é apenas um estudante coreano que não pode ir ao endereço pois está atualmente fazendo um intercâmbio em outro país, e que absolutamente não é suspeito, nãaao. É normalzinho.







Você conversa com ele através desse messenger, e bem ou mal acaba indo nesse endereço a menos que você já pegue o primeiro Bad End e digitando uma senha para entrar nessa casa. Depois disso, a sala do messenger começa a se encher de mensagens de uma galerinha. Eles estão conversando amigavelmente até perceberem que alguém fez login de um endereço familiar. Essa pessoa é você (ou... sua personagem), e o endereço familiar é o de uma garota que eles gostavam muito. Obviamente eles ficam muito assustados, porque todos sabem que essa garota... não está mais viva. Ela era supostamente namorada de um dos garotos da sala, e irmã de outro, mas qual é a relação entre eles afinal? Conversando com eles, você vai descobrindo algumas coisas sobre esse messenger misterioso - daí o nome do jogo, hurr - como o fato de que todos fazem parte de uma organização que organizava festas para pessoas da alta sociedade, e que os garotos no messenger incluem um ator popular, um herdeiro de uma grande empresa e sua assistente, entre algumas outras figuras muito interessantes. Conversando com eles, você também acaba sendo convocada a cumprir um papel. O papel? Cuidar de organizar festas para essa organização de rapazes tão belos quanto excêntricos.

Essa minha explicação foi bem ruim e bem vaga, mas acho que deu para entender mais ou menos como é que funciona. Você acaba sendo jogada nessa associação que organiza festas, e tem como obrigação ocupar a função da garota, Rika, que organizava as festas anos atrás. Enquanto você batalha para organizar as festas, você vai descobrindo mais sobre a organização, e claro, seus membros. E é claro que você tem rotas com cada um dos membros (ou quase) como em qualquer otome game.

A jogabilidade em si funciona da seguinte forma: você tem o menu do jogo, que na verdade é o menu do "messenger" no qual você conversa com o pessoal. No menu, você tem a opção de acessar os "status" dos personagens, que funcionam meio como um perfil do Facebook - eles tem um avatar, uma imagem de fundo e uma frase, que eles mudam algumas vezes por dia - e também acessar os e-mails enviados para convidados da festa em potencial, além de opções do jogo e coisas assim. Você tem ainda a opção de telefonar, sendo que você pode telefonar para os personagens ao custo de ampulhetas (moedas premium do jogo, como lovecas em Love Live! [comentários] e assim por diante!) para melhorar o relacionamento com eles. Eles também vão te telefonar em horários aleatórios do dia relacionados às conversas que você teve com eles, e nesses casos você não paga ampulhetas. Por conta disso, você precisa estar com o celular na mão frequentemente para não perder as chamadas. Por fim, você tem a opção de abrir o messenger.

Em determinados horários do dia irão aparecer chats novos para você conversar no messenger. Desses chats, vão estar participando os membros da organização, e você vai poder melhorar seu relacionamento com cada um dando as respostas apropriadas (que são bem fáceis, sinceramente, diferentemente de muitos otoges mais populares!) e também respondendo às DMs que eles eventualmente vão mandar depois dos chats. Se você estiver online no período vigente daquele chat - que é até o próximo chat surgir, geralmente de 2 a 3 horas), você pode participar dele interagindo com os membros; se não, você só pode ler a conversa que transcorreu sem você, ou participar ao custo de algumas ampulhetas.

Quanto à moeda premium, as ampulhetas, você ganha ampulhetas no começo do jogo, quando tem algumas manutenções, quando consegue um Good End em uma rota, aleatoriamente em conversas, e também ganha uma certa quantidade a cada semana que você joga. Você também pode converter os pontos que você vai ganhando ao longo do jogo em ampulhetas, mas a taxa de troca é bem baixa e quase não vale a pena - essa é uma reclamação constante dos fãs, que pedem para que a taxa de conversão seja melhorada. Por fim, você também pode comprar, obviamente, ampulhetas. Eu não sei exatamente o preço, mas sei que é mais comprável do que muito jogo por aí. ^_^; Com ampulhetas, você pode, além de fazer ligações, desbloquear conversas que você perdeu, desbloquear o After Story após obter um Good End de um personagem, desbloquear uma Deep Route e outras opções.






Ah, sim, vamos falar sobre as rotas que dão profundidade à história. Do que se trata essa profundidade? Existem basicamente dois modos de história em Mystic Messenger: as Common Routes e as Deep Routes. As Common Routes são aquelas que lhe permitem obter um good end sem gastar ampulhetas. As Common Routes não lhe permitem conhecer a fundo o que está acontecendo no universo de Mystic Messenger; é preferível jogá-las primeiro porque são elas que vão lhe permitir jogar de uma maneira mais divertida mais a frente, já conhecendo alguns elementos do universo da história. (É preferível jogá-las primeiro também porque a Jaehee e o Zen são os melhorOPA BIAS!! Depois delas, você pode jogar as Deep Routes para conseguir o True End e entender de fato o universo da história.

Eu gostaria de falar mais sobre a história do jogo, mas falar mais seria dar spoilers. É claro que vocês podem encontrar esses spoilers em outros sites. Eu gostei muito do que eu vi nesse jogo. O que eu acho interessante de verdade é que Mystic Messenger é um jogo gratuito feito por uma empresa relativamente nova e pequena, mas mesmo assim tem um texto bastante longo (no omake, o dublador do Zen chega a reclamar da quantidade de linhas! ^_^;) e uma narrativa bastante envolvente com muito mais profundidade do que você vai ver de primeira. Só posso garantir que a história em si é muito interessante, e recomendar que você jogue se souber inglês e tiver um celular Android ou iOS, ou alguma forma de emular esses sistemas no computador. Eu diria que Mystic Messenger tem uma história mais envolvente do que a média dos otome games, além de ser divertidíssimo conversar com bishounen adoráveis no messenger. (´v`)~ E se você ainda não foi convencido até agora, espero que essa imagem do meu adorado aí ao lado lhe convença!~ fufufu~

A Tainá do blog Visual Novel e Outros Games postou alguns posts interessantíssimos, guias e afins de Mystic Messenger, então se você tiver dificuldade com o inglês e precisar de ajuda com a jogabilidade, respostas certas e afins, confira os guias dela que estão em português! Se você souber bem o inglês, o blog Otome Obsessed e vários outros Tumblrs e afins também tem uma série de guias que eu recomendo muito. (´A`;; confesso que não consegui achar as respostas certas para os e-mails sozinhas!)

5 comentários:

  1. Olá, Chell, desculpe usar essa página pra isso, mas é que não achei nenhum meio de contato direto contigo aqui no site. De todo modo, você teria interesse em formar uma parceria com o meu blog Animecote (animecote.blogspot.com.br)? Estou atualizando a área de parceiros após tanto tempo abandonada e o seu blog me chamou a atenção desde que o conheci no Blogosfera Otaku

    ResponderExcluir
  2. Pfft! Culpa minha, era para a página de parceiros estar fácil de achar, mas eu parei de fazer o layout na metade. =A=;; O link acabou ficando na parte "sobre o blog" ali no menu!
    Eu tenho sim! ^_^ Admiro o trabalho de vocês e fico feliz com o convite! Vocês querem um button ou algo assim? Aqui tem alguns: http://www.notloli.com.br/2013/07/parcerias.html mas posso fazer um se tiver um tamanho específico. :) Quando estiver acertado, vou colocar o link de vocês aqui. Grata!

    ResponderExcluir
  3. Oi, nesse caso eu pedi para o designer do blog alterar o modo de visualização da área de parceiros, e agora aparece apenas o nome de cada blog e o título de sua última postagem - sendo que as mais recentes ficam no topo da lista. Se não tiver problemas com isso posso adicionar o seu endereço ainda hoje.

    ResponderExcluir
  4. Respostas
    1. Oi, Gaby! Nao tem, mas vc poderia baixar um emulador de Android pra PC (ex. Bluestacks) pra conseguir jogar. Recomendo!
      Grata por sua visita e seu comentario, e ate!

      Excluir