Bem vindo ao Blog Not Loli!

Siga-nos nas redes sociais!

Pesquise algum tópico: search
Parceiros parceiros

sexta-feira, 10 de junho de 2016

Filme: Seven Days - Sete dias foram o bastante para eu me apaixonar.



Olá! Hoje eu venho aqui trazer meus comentários sobre um filme live-action, baseado em um mangá BL que é literalmente meu mangá BL favorito. O filme estreou ano passado nos cinemas japoneses, e eu cheguei a escrever um post sobre minhas expectativas quando do anúncio do filme, mas acabei esperando séculos para assistir achando que não tinha sido traduzido ainda, acabei me esquecendo dele, e qual não foi minha surpresa ao saber que foi traduzido no começo do ano. (Parabéns pela lerdeza, como sempre, Chell.)

Então, como nesse dia dos namorados eu vou publicar um super especial de recomendações de BL  opa, spoilers eu resolvi assistir esse filme e escrever sobre minhas impressões. O filme na verdade são dois filmes, Seven Days: Monday → Thursday e Seven Days: Friday → Sunday, que adaptaram para as telas do cinema respectivamente o primeiro e o segundo volume desse mangá em 2 volumes que é meu BL favorito. ♡


Se você tem interesse em assistir o filme, mas não conhece o mangá de Seven Days, eu pessoalmente recomendo começar pelo mangá, ou ao menos ler o que eu já escrevi sobre ele aqui antes de ler a resenha. Recomendo porque é meu favorito, e sou tendenciosa, sim. Mas não é de graça, OK? Seven Days é uma história de romance com um enredo criativo, que consegue ser simultaneamente muito, muito fofa e, ao mesmo tempo, se aprofundar no psicológico dos personagens. É o tipo de história meiga que simplesmente te dá uma esperança em romances. *^_^* Um parâmetro que eu uso para avaliar Seven Days, aliás, é o seguinte: se fosse um shoujo ou josei heterossexual, já seria ótimo, mas como BL é ainda melhor, porque o fato de ser BL é relevante também. Então, se você nunca leu um BL, quer começar e não sabe por onde, fica aí minha recomendação mais sincera de um BL levinho, com boa caracterização, e muito fofo!

Dito isso, e o filme? Eu gostei até bastante do que vi. Logo nos primeiros segundos de filme, eu já me arrepiei, literalmente. Não é perfeito, mas é acima da média, definitivamente.

Como eu já li o mangá umas 5 vezes no mínimo, já há muito tempo eu queria muito uma adaptação em anime, então a notícia desse filme, ainda que não fosse exatamente o que eu esperava, me deixou bastante empolgada. Ter lido o mangá várias vezes também significa que eu conheço cada cena de cor, então pude avaliar também o quão fiel é a adaptação. E posso garantir: o filme é muito fiel, tanto em termos de feeling, quanto das cenas que foram adaptadas. Tem uma cena ou outra que não foi adaptada - o que, considerando o tempo de filme e o ritmo lento, eu realmente não entendi - e tenho algumas queixas, mas no geral, é uma boa adaptação. E olha que eu sou cricri com obras que eu gosto muito.




A primeira crítica que eu tenho a fazer quanto a esse filme desde que tive a primeira notícia, no entanto, diz respeito ao fato de ele não ser um filme, mas sim dois, com duração total de 2h30. O mangá é em dois volumes que tem os mesmos subtítulos, e ele tem 13 capítulos, então sim, o ritmo do filme é um tanto lento. Depois de assistir os dois filmes, percebi que o ritmo é especialmente problemático por dois motivos. O primeiro é que ele é excessivamente lento em muitas partes sem graça, o que faz com que os atores tenham que dar uma enrolada, e então parece que eles estão se movendo em slow motion sem que a cena esteja realmente em slow motion. O segundo motivo é que algumas cenas muito importantes, como o beijo no parque e quando o Seryou segura o Shino conforme ele vai cair, foram muito rápidas e pouco emocionantes, e quando contrastadas com a maioria do filme, acaba parecendo meio desajeitado. Eu sinto que foi uma aposta da direção - de ter um filme bem lento e reflexivo, em que algumas "ações", efetivamente mais significativas, eram filmadas em "tempo real", e muito mais tempo foi despendido nessas cenas nos sentimentos e pensamentos internos dos personagens, assim como em todo o filme. O mangá de fato é assim, com muito mais reflexões do que ações, então é uma aposta até inteligente, porque ei, é basicamente cobrar um filme pelo preço de dois e ainda fazer sentido. Em resumo, algumas escolhas da direção nesse sentido não fizeram muito meu tipo, mas também não estragaram tudo.




Minha outra crítica é aos atores. Nada contra o Tomoki Hirose nem o James Takeshi Yamada - que aliás a julgar pelo Twitter deles parecem ser dois amores de pessoas - mas tenho coisas contra o fato de que eles tinham, respectivamente, 28 e 25 anos de idade na época da produção do filme. A indústria de filmes japonesa tem uma mania que eu vivo reclamando aqui, que é de escalar atores para fazerem determinados personagens não pelos trabalhos passados deles ou pela aparência, mas pela "personalidade" deles, de certa forma; pela popularidade deles num dado momento, disponibilidade, fãs, e assim por diante. Para o espectador que está acostumado a um padrão de filmes hollywoodianos, isso é incômodo. Enfim, acontece que eles obviamente não tem 16 e 18 anos, que é a idade dos personagens que eles representam, respectivamente, e eu reclamo disso em todo post de filme live action que eu escrevo, então aqui não ia ser diferente. Depois, como esperado, a atuação é aquele padrão japonês: é... um pouco bosta. Especialmente por causa da enrolação no ritmo que eu mencionei anteriormente. Mas sinto que isso também não foi culpa dos atores, que aparentemente tiveram pouco tempo para se prepararem. Enfim, para a média, achei bem passável.

Feitas essas críticas, vamos falar da parte boa, que é todo o resto? A fotografia do filme é linda. Eu adoro como as cores e os ambientes passam exatamente a mesma sensação de leveza e ternura do mangá. Nesse sentido, é exatamente como as minhas expectativas otimistas, e foi por isso que eu me arrepiei logo nos primeiros minutos do filme. *^_^* Mesmo com uma ou outra cena atuada de forma mais "fantasiosa" e exagerada, no geral a sensação de ternura causa uma impressão mais forte do que os defeitos. Muitos ângulos são cautelosamente escolhidos. Apesar de o rosto dos atores, por exemplo, não ser muito jovem, o formato do rosto deles bate bem com o que eu pessoalmente imaginava para os personagens, e acho que o diretor pensa da mesma forma, pois em muitas cenas em que eles estão mais distantes a reprodução parece muito fiel. Sinceramente, depois de duas horas olhando pro YJT em ângulos lindos, eu já estava achando ele parecido com o Yamapi, então por aí você vê.

Além disso, a adaptação é muito, muito fiel. Tão fiel que eu deixei espalhados ao longo do post algumas comparações que foram postadas originalmente nsse Tumblr aqui. Como vocês podem ver, é realmente muito fiel. É tão fiel que eu consegui entender algumas coisas que tinham sido perdidas na tradução do mangá - a cena do "ugaki ou uwaki", por exemplo, é uma delas, que fez muito mais sentido para mim assistindo ao filme. Na tradução do mangá, o scanlator aparentemente não percebeu que eram duas palavras diferentes. Tem, na verdade, duas cenas que eu achei diferentes, ou que eu senti falta. Uma delas é quando o Seryou e o Shino encontram as garotas na estação, e naquela cena do "conte-nos, conte-nos!", a reação exterior do Shino no mangá era uma risada enquanto ele pensava algo como "nada que possa ser feito quanto a isso", mas no filme, como provavelmente seria difícil demais mostrar esse paradoxo, ele aparece com uma cara triste. Isso acabou dando um certo tom melancólico que não tinha no mangá, então eu fiquei um pouco receosa, mas eles não se estenderam nisso. Depois, a cena final do mangá, em que eles tiram uma foto juntos na escada, um ano depois também não aparece aqui. Isso me deixou muito bolada (literalmente gritei "aff" aqui) porque é uma das minhas cenas mais favoritas, e sendo a cena final obviamente é importante, mas essa cena era de um dos capítulos "extras", afinal. Aliás, os extras do volume 1 também não foram filmados. Todos os extras são muito fofos, então esse é um dos motivos pelos quais eu recomendo ler o mangá antes, e então ver o filme como a adaptação fiel que ele é.

Os dois filmes foram traduzidos em português pelo fansub Yukiazu, então se você quiser fazer download ou assistir online, pode conferir o trabalho deles aqui. A legenda não é perfeita, mas dá para entender bem, e o trabalho deles é bem rápido! Muito obrigada por essa tradução! ♡

Em resumo, se você já é fã de Seven Days e queria mais Seven Days pelo resto da vida tipo, eu, esse filme é extremamente recomendável. Não, não vai arruinar sua experiência boa com o mangá. Se você não é, eu recomendo que comece pelo mangá, mas se você não for dos mangás e só quiser ver um filme BL live-action levinho, Seven Days é um filme acima da média. Recomendado!

3 comentários:

  1. AAAAAAh, como eu amo Seven Days, meu deusss <3!
    Esse post foi uma dádiva do destino, sério. Primeira coisa que me aparece na timeline do blog, ai que amorzão.

    Desde já elogio sua resenha porque foi excelente e super criteriosa, o que me fez ter muita vontade de assistir aos filmes, o que é extraordinário considerando o fato de eu nunca ter tido vontade de ver uma adaptação em live-action antes!
    Esse foi o primeiro mangá BL que li conscientemente e saber que fizeram um trabalho bom com os filmes já me deixa bem feliz.
    Vou tentar assistir e tal, mas antes vou até reler pra ter tudo fresquinho haha.

    Realmente, também partilho do seu desgosto pela escolha de atores no Japão, é deprimente essas confusões etárias que eles fazem sem necessidade. Certeza que tem um montão de atores jovens gracinha que poderiam muito bem ter estourado com o filme, mas né, a gente segue em frente After East Gate ]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AHHH, fico super feliz que tenha te deixado curiosa quanto ao filme!! ♡ Também amo Seven Days, e acho que todo fã que queria mais devia ver o filme nem que pra saciar um pouquinho essa vontade hahah! É uma pena que não é bem a adaptação em anime que eu queria, mas também não estragou a história! Eu estava com medo porque antes da estreia os atores falaram que ia ser "diferente", mas nem foi. Acho que era pra deixar o pessoal apreensivo, LOL.

      Ahh, desculpa por isso, esses problemas com os comentários são culpa da minha lerdeza pra fazer um layout novo logo. (´・ω・`) Recomendo mesmo copiar antes de postar porque.. nunca se sabe...

      Enfim, muito obrigada pela visita e pelo comentário fofo! Até mais! ☆彡

      Excluir
  2. [Eita, deu uma comida no meu comentário, vou colocar o finalzinho aqui, ó:]

    Bom, gostei muito muitíssimo do post com um todo, super bem escrito e gostoso de ler, sem falar do tema lindinho por si só.

    Um beijo!

    ResponderExcluir