terça-feira, 5 de abril de 2016

Minhas expectativas para a Temporada de Primavera/2016.


Olá, gente! Como vão?~ O post de hoje é para trazer minhas expectativas para a temporada de Primavera 2016! Yay!~ ("Temporada de Primavera 2016, Chell? Aquela que como essa você vai tentar acompanhar e falhar?" Shhh, não não, essa eu vou acompanhar certinho.) Então, eu escrevi esse post há coisa de um mês, mas esqueci de terminar de formatar pois sou uma jumenta sem noção do que eu já publiquei ando ocupada. ("Assistindo e resenhando anime atrasado?" sim, por favor relevem.) Algumas séries já foram lançadas, outras ainda serão, mas eu vou tentar acompanhar e vai dar tudo certo, ok?

Essa temporada parece que vai ter coisas incríveis... pro bem e pro mal. Quando eu digo "pro bem e pro mal", quero dizer que vai ter coisas muito diversas e com grande potencial, de shounen de lutinha, passando por shounen trevoso, slice of life infantil, slice of life maduro... e, bem, também vai ter alguns dos ecchi com plot mais escrachado e yaoi com plot mais problemático que eu já ouvi falar na vida. Mas né? Vamos lá ver os comentários que tenho a fazer das séries dessa temporada!~

Data de estréia: 1 de Abril
Chances de acompanhar: ★★★★☆
O que eu sei sobre essa série é absolutamente nada além da sua sinopse, mas já achei fascinante e estou louca pra assistir! A sinopse é a seguinte: Um ônibus cheio de "jovens homens e mulheres", 30 pra ser mais exata (parecem estudantes bem jovens pela imagem, mas vai saber?) vai para uma vila onde "pessoas podem tomar parte em uma existência utópica, livre dos obstáculos do mundo... ou este é o rumor". E então eles chegam numa vila em pedaços que tem um segredo. Olhando num nível superficial, essa premissa tem um quê horrível de "crianças indo pra viagem de formatura em Porto Seguro" (verdade, gente), mas acho que meu hype é por conta de todas as séries ótimas que me vem inconscientemente ao ler isso. Desde séries com vilas misteriosas tipo Shiki, passando por séries -desgraçadas- com crianças se envolvendo com coisas bizarras em um lugar bizarro tipo Bokurano, até filmes mesmo, tipo Viagem a Darjeeling... pode ser só um excesso de otimismo da minha parte, mas eu pessoalmente só consigo pensar em obras boas com premissas parecidas. O que é louco, então automaticamente quero muito ver e espero não me decepcionar horrivelmente. Essa é mais uma série com classificação "madura" por violência e palavras de baixo calão, então, expectativas mais altas ainda. Ah, e a Mari Okada, que é brilhante, vai estar no roteiro. Já deu de hype? Então OK!



Data de estréia: 1 de Abril
Chances de acompanhar: ★★★☆☆
Luluco é uma garota comum, "super normal"! Que vive uma vida normal com... seres espaciais, aparentemente. E então, vivendo sua vida normal, um dia um estudante misterioso aparece na sua frente. Parece que anime de espaço virou mesmo um gênero, né? Me lembro de Uchuu Kyoudai, também de Space Dandy, e o meu favorito pessoal: Level E, que também é tangencialmente relacionado a criaturas espaciais. Então, Luluco tem um estilo de arte muito fofo, e parece ser no mínimo divertido. Devo dar uma chance sim, já que são só 7 minutos por episódio.

Data de estréia: 2 de Abril
Chances de acompanhar: ★★★★★
O tão aguardado anime da série de jogos Ace Attorney, que a Patty K já comentou brilhantemente aqui nesse blog, finalmente vai estrear na temporada seguinte! Yay!~ Para quem ainda não sabe, eu e a Patty somos muito fãs dessa série de jogos. Lembrete: vai ter cosplay! Ace Attorney é uma série que reúne humor, misticismo, e histórias dramáticas e complexas de membros adultos do judiciário... que nem sempre parecem tão adultos. E com isso quero dizer que eles são apenas personagens muito divertidos que parecem até de verdade. Além dos personagens carismáticos e da diversidade de temas, Ace Attorney tem uma jogabilidade excelente e espero que o estúdio A-1 Pictures (Boku Dake ga Inai MachiSword Art Online [comentários], Ookii 1 Nensei to Chiisana 2 Nensei [resenha]) consiga transferir essa qualidade técnica para o anime!~ *^_^*


Data de estréia: 3 de Abril
Chances de acompanhar: ★★★★★
Senhor, vamos parar um momento pra falar sobre esse anime original? Animado pelo estúdio Brains Base, a direção será de Keiji Gotou (Ansatsu Kyoushitsu, Kiddy Grade) e o character design de Nobuhiro Watsuki (Rurouni Kenshin, Busou Renkin) (um momento pra falar que eu já vi esse homem ao vivo! Woo hoo!), o que significa que o character design é sensacional. A composição é de Touko Machida, que fez séries como Amnesia, DRAMAtical Murder e Karneval, mas séries como Hitsugi no Chaika, Lucky Star e Wake Up Girls! também. Os protagonistas serão dublados por Ono Kensho (Kuroko e Mikaela) e Toshiki Masuda (Ryouga Kamishiro e Masayoshi de Samurai Flamenco, que eu resenhei aqui). E a história é quase um Kyou Kara Maoh dos dias modernos: bishounen A vai magicamente parar num mundo paralelo com outro bishounen da sua idade que tem um propósito grandioso de revanche dos inimigos, e então seu propósito passa a ser ajudar bishounen B enquanto tenta descobrir como voltar para casa. O que significa que vai provavelmente ter um nível absurdo de slash. A última série que eu vi nesse sentido de "dupla de bishounen lutando" foi Zetsuen no Tempest [resenha], e não me decepcionou, então estou ansiosa pra ver qual vai ser a real disso aqui, que com certeza só pelo staff já promete um tanto!


Data de estréia: 3 de Abril
Chances de acompanhar: ★☆☆☆☆
Pan de Peace! será um slice of life baseado em 4koma sobre Minami, uma garota cabeça-de-vento que está começando a estudar no colegial agora e que adora comer pão no café da manhã, daí, bem, o nome Pan de Peace: os pães trazem paz e alegria para ela e suas amigas, ou algo assim. Parece sensacional? Não, e já tem muita coisa que eu quero assistir, mas também não parece aquele nível "ofensivo", apenas um moe... diabético. Talvez literalmente diabético. Fica a questão!

Data de estréia: 3 de Abril
Chances de acompanhar: ★★★★☆
Palavras não descrevem o quanto eu quero assistir isso depois de ver o PV. A música Kuma Miko Dancing tem tudo para ser a música grudenta e feliz do ano! No mais, essa é uma história de comédia, com um character design muito fofinho e animada pelo sensacional Kinema Citrus (Barakamon [resenha], Norn9 [comentários]). Na história, uma menina que trabalha tem um templo xintoísta em uma montanha, precisa passar a frequentar uma escola na cidade. Então, o urso passa uma série de missões que ela deve cumprir para se acostumar com a vida na cidade. Se eu já estou rindo até com a musiquinha, imagina com a comédia em si? Com certeza vou assistir, e espero gostar!


Data de estréia: 4 de Abril
Chances de acompanhar: ★☆☆☆☆
Então, essa série que já está sendo um pouco falada por aí, animada pelo estúdio de todas as temporadas de Pokémon, é sobre uma garota de 12 anos "passando por preocupações inocentes e primeiro amor". Olha, eu fiquei um tanto preocupada com a possível vibe lolicon que esse anime pode passar, confesso, mas aparentemente é só uma história educativa para meninas, mesmo. Vou ver? Não, mas não deixa de ser fofo, assim, de um jeito meio retrô.


Data de estréia: 4 de Abril
Chances de acompanhar: ★★★★☆
Sailor Moon Crystal [comentários] finalmente vai continuar! Yay! ^_^ Essa nova temporada promete trazer as personagens Haruka e Michiru, queridinhas de muitos (inclusive minhas - eu sempre me com a Michiru, e sempre tive ela no meu top 3, confesso (´・ω・`))  e também mais da Chibiusa, que é minha favorita pessoal ("eca, Chell!" me deixa). Então, eu estou um tanto empolgada, apesar de não ter gostado de Sailor Moon Crystal num todo, só para ver minhas queridas animadas, mesmo... ♡


Data de estréia: 4 de Abril
Chances de acompanhar: ★★☆☆☆
Essa é uma história dos gêneros drama e fantasia, baseada em uma light novel com uma premissa um pouco... extrema: um rapaz é invocado em um outro mundo, e ele tem a habilidade de salvar uma garota da morte usando um super-poder, e rola algo de voltar no tempo morrendo, e... confesso que nada entendi, mas parece legalzinho e trevosinho. Naquele nível "provavelmente seria bem legal se eu tivesse 13 anos de idade", porque isso me lembra muito as histórias que eu gostava naquela época (*cof* Code Geass [comentários] ainda é meu anime favorito *cof*). O estilo visual me lembra um pouco Sword Art Online [comentários], e o feeling geral também, então acho que os fãs dessa série podem gostar. Então, eu provavelmente não vou ver simplesmente porque já tenho muitas coisas pra assistir, mas por favor me contem se acharem bom!

Data de estréia: 5 de Abril
Chances de acompanhar: ★★★★☆
Bakuon é sobre "garotas de colegial que descobrem o apelo de motocicletas", não, não é Rolling Girls, é Bakuon. A história é a seguinte: tem uma garota que vai todos os dias para a sua escola só da garotas com uma bicicleta, e aí um dia ela vê uma garota com uma motocicleta e acha a coisa mais legal, e então ela entra no clube de motocicletas e... enfim, Junji Nishimura, diretor de séries como Samurai Deeper Kyo, True Tears, Simoun, Kyou Kara Maou! e Glasslip [resenha] está na direção disso. O que significa que ele deve fazer um trabalho sensacional, por mais que a premissa seja extremamente retardada. Eu confesso, quero ver sim.

Data de estréia: 5 de Abril
Chances de acompanhar: ☆☆☆☆☆
Eu confesso que o trailer disso aqui me deu arrepios, e não foram arrepios bons. O ano é 2016, será que um dia anime de harém com protagonistas acidentalmente caindo em cima da moça vai sair de moda? Não sei, mas se for, esse dia ainda deve estar distante. Ok, reclamações a parte, Hundred chega a me parecer retrô. É um anime de fanservice que não faz o mínimo de esforço pra inventar algo novo: é exatamente aquilo que víamos em Love Hina, 20 anos atrás. Se você achar que isso tudo é implicância minha, sério, assista os trailers. A falta de originalidade chega a ser a única característica notável da obra. Hundred promete ser isso aí, e vai ter música de Yui Makino e da Yuka Ootsubo, porque aparentemente isso merece uma produção melhor que o resto dos... ok, parei de reclamar. Eu só não vou ver. Just walk away, nigga.

Data de estréia: 5 de Abril
Chances de acompanhar: ★★★★☆
Esse anime é baseado em um mangá muito famoso. Eu sei que o mangá é muito famoso porque até eu, que não manjo nada de mangás, já ouvi falar dele. Então, o que é? É um anime histórico, animado pelo Production I.G. (Psycho-Pass [resenha], Kuroko no Basket [comentários], Ao Haru Ride [resenha]), que se passa na época da 2ª Guerra Mundial mas com um tanto de ficção. Nessa época, existe uma organização que treina agentes espiões, e um desses agentes, muito rebelde, toma pra si a missão de lutar contra... todo mundo. Quase um Suzaku, esse rapaz. E por que eu quero ver? Primeiro, anime de guerra mundial sempre merece minha atenção. Depois, tem o seiyuu Ryouhei Kimura, que é um dos meus favoritos pessoais. E por fim, parece que vai ter... uma dose generosa de fanservice de personagens masculinos. Ou seja, vou ver com certeza, porque parece 200% meu estilo. Se vai ser bom ainda é um mistério, e confesso que não tenho grandes esperanças, mas torço para estar redondamente enganada!


Data de estréia: 5 de Abril
Chances de acompanhar: ★☆☆☆☆
Aparentemente esse anime aqui é baseado em um jogo, mas eu confesso que não conheço o jogo. Dos gêneros aventura e fantasia, é sobre um jovem que quer se vingar pelos seus pais. O diretor Nobuhiro Kondou parece ter experiência em... histórias de guerra e aventura flopadas. Enfim, absolutamente nada teria me interessado se eu não tivesse notado que uma das músicas vai ser cantada pela Maaya Uchida. Se você não conhece a gracinha que é a Maaya Uchida, em que mundo você vive? ela cantou músicas de diversos animes como Akuma no Riddle (esta), Gatchaman Crowds (esta), Chuunibyou demo Koi ga Shitai! (esta), dentre outras séries. A moral da história é que eu não curto muito anime de jogo, então nem penso em ver, mas para quem gosta do estilo - fica a dica!


Data de estréia: 6 de Abril
Chances de acompanhar: ★★★★☆
Então, Super Lovers é uma série de anime completa do gênero yaoi, e não é da Shungiku Nakamura. Só por isso, quem lê aqui já deve saber que eu tenho algum interesse em ver. Nâo é todo dia que temos uma série de yaoi - e mais, uma série de um mangá que eu já tinha pensado em ler, por ser da autora de Hakkenden. Mas se eu me sinto confortável com a premissa? Nem um pouco. É um daqueles yaoi de pedofilia descarada, e me lembra, sei lá, Papa to Kiss in the Dark. Ou seja, é bad. Promete ser problemático, ou ao menos meio desconfortável, ao menos enquanto um deles ainda é criança - aparentemente vai ter um timeskip aí. E se eu que leio BL, e vou ver por puro compromisso, estou desconfortável, imagina o diretor Shinji Ishihira (Fairy Tail, Log Horizon), que nunca dirigiu um BL na vida. Bem, a gente vai superar, acho!


Data de estréia: 6 de Abril
Chances de acompanhar: ★★★★☆
Eba, figuras históricas do Japão como gatinhos! Isso é extremamente fofo. Vai ser um anime curtinho, provavelmente, de paródia de personagens da história japonesa como gatinhos, e como volta e meia eu assisto sim séries curtinhas, posso acabar vendo ou não. Aliás, sou só eu ou com a onda do Neko Atsume gatinhos cartunescos voltaram a ser um negócio, mesmo? Enfim, eu adorei essa premissa, adorei os gatinhos, e quero assistir.

Data de estréia: 6 de Abril
Chances de acompanhar: ★★★☆☆
Hã... Eu confesso que estou bem confusa com esse anime aqui. É um shounen do estúdio Pierrot, ok, e até o momento em que eu escrevi esse post saíra um total de vários nadas sobre o anime em s ele é baseado em um mangá, e ele é sobre um garoto que é um exorcista, mas não queria ser. Ele queria ser qualquer outra coisa, mas ele não tem escolha, porque a família dele é de exorcistas. E aí chega uma garota com espírito competitivo que quer ser uma exorcista melhor do que ele - que nem queria ser exorcista, pra começar - mas aí o pessoal faz casalzinho com eles. De verdade, é super não-meu-tipo - parece aquele tipo de shounen tipo Noragami [resenha], que eu chamaria de pós-Naruto. Que tem uma premissa original e legal (sério, sendo sincera e falando de um ponto de vista técnico, a premissa é boa! Promove identificação! É legal...!) mas não tem muitos atrativos pra quem não é bem o público. No entanto... quem me conhece sabe que Daisuke Namikawa e Jun Fukuyama são alguns dos meus seiyuu favoritos, então ainda pode ser que eu use essa desculpa pra tentar assistir um pouco, quem sabe.


Data de estréia: 7 de Abril
Chances de acompanhar: ☆☆☆☆☆
Ahh, Onigiri é um anime que tem 5 NPCs mulheres com "personalidades distintas", é baseado em um jogo, tem tema sobrenatural... mas não é nada disso que eu estou vendo nas screenshots. Tem cara de "5 minutos de fanservice". Em sua defesa, o character design é legal, mas, sinceramente... passo.

Data de estréia: 7 de Abril
Chances de acompanhar: ★★★☆☆
Yay, mais um anime do estúdio Bones com personagens adultos com um character design muito fofo que os faz parecerem crianças! (Só eu percebi essa tendência do estúdio? Sim? OK.) Esse é um anime de mistério sobrenatural, no qual uma equipe com poderes sobrenaturais lida com casos muito perigosos para a polícia e o protagonista se mete com esse pessoal ao... salvar um deles da morte por suicídio, aparentemente. A história parece até legalzinha, se pouco original e apesar de eu estar um pouco cansada de seinen, mas sendo a animação do estúdio Bones, eu com certeza vou querer ver ao menos um episódio! Ah, uma coisa interessante: Essa é uma das várias séries da temporada com uma classificação de "madura"/18+, que não tem essa classificação por ecchi mas sim por violência. Que inesperado e empolgante!

Data de estréia: 7 de Abril
Chances de acompanhar: ★★★★★
Esse será um anime de mecha do estúdio P.A. Works. Preciso falar mais sobre o porquê que eu quero loucamente assistir isso? Gente, imagina um mecha do P.A. Works!! Ok, sob a direção de Tensai Okamura (Darker than Black, Wolf's Rain) a premissa é a seguinte: um instituto de pesquisa foi estabelecido para estudar um artefato encontrado por acaso durante uma construção. E aí, no meio desse universo tecnológico, surge... um samurai, que provavelmente tem a ver com o artefato, mas não sabemos. O que importa é que é um mecha do P.A. Works super promissor. O resto a gente descobre.

Data de estréia: 7 de Abril
Chances de acompanhar: ☆☆☆☆☆
Ok, eu não quero comentar muito disso porque obviamente eu não quero assistir isso, sendo um ecchi baseado em light novel (cúmulo do nada novo?) e coisa e tal, mas preciso comentar que eu fiquei muito empolgada lendo o começo da sinopse (um cara se apaixona por uma garota num jogo online, mas descobre que ele era um garoto - quem nunca?), mas aí li o resto e... bem, na verdade isso é só "o trauma do passado" que serve de prólogo. Uma pena, porque eu super iria querer assistir se a história fosse sobre isso. Mas não, parece ser sobre como girl gamers são criaturas especiais, um desses OreImo da vida. Mais uma história pra fomentar machismos no fandom? É... vida que segue.


Data de estréia: 7 de Abril
Chances de acompanhar: ★★☆☆☆
Um anime moe de slice of life com um nome deveras curioso que eu nomeei mentalmente como "a antítese do Happiness", com um pouco de Baka to Test, que inclusive é animado pelo mesmo estúdio que este, Silver Link. Aparentemente, vai ser sobre um grupo de garotas que tem problemas - por exemplo, de saúde - e todo tipo de azar, e "juntas elas vão procurar fazer suas vidas perenialmente tristes se tornarem felizes". Confesso que... se isso era pra ser uma "premissa de identificação com o espectador", achei bem direto. Aliás, uma coisa interessante é que por algum motivo o nome em inglês é Anne Happy, o que não faz absolutamente sentido nenhum. Enfim, parece fofinho e eu provavelmente assistiria se já não quisesse muita coisa, mas pra quem gosta desses slice of life com moe, promete ser um prato cheio!

Data de estréia: 8 de Abril
Chances de acompanhar: ★★★★☆
A premissa desse anime é a seguinte: copiar Shingeki no Kyoj em um universo semelhante ao da era da Revolução Industrial, existem criaturas bizarras que só podem ser mortas se forem assassinadas de um jeito bem peculiar: se seu coração, que é coberto por uma camada de ferro, for perfurado. Essas criaturas, ao morderem humanos, os transformam basicamente em zumbis agressivos chamados Kabane. Então, todo mundo tem dificuldade pra derrotar essas criaturas, mas um rapaz - provavelmente adolescente - inventa uma arma super poderosa contra eles. Falando assim, parece idiota. Eu só li a sinopse, e só por isso, não nego que parece idiota. Tem cara de ser o próximo Terra Formars, tem sim. Mas ei, tem abertura do EGOIST, de Psycho-Pass [resenha]! E uma série de novos seiyuu promissores! E o PV tem uma animação maravilhosa! E é feito pelo diretor de Death Note e Shingeki no Kyojin! [YMMV] Provavelmente não vai ser bom, mas nossa, é um anime que se importa com a Revolução Industrial. Eu meio que quero dar uma chance só por esse fato.


Data de estréia: 8 de Abril
Chances de acompanhar: ★★★★☆
Esse anime aqui parece que vai ser ótimo, e eu nunca nem li o mangá, mas já estou muito ansiosa para ver o anime porque parece que muita gente gosta. É um seinen escolar de comédia, sobre um rapaz chamado Sakamoto. Sakamoto, ele é o cara. Ele não é só o cara, ele é o cara. Visualmente para todos os efeitos ele é um megane comum, mas na história ele é lindo, todas as garotas da classe ficam encantadas com ele, ele parece meio autista mas ajuda todo mundo, especialmente os fracos e oprimidos... enfim, um lady, esse garoto. E então a série é sobre ele fazendo coisas absurdamente incríveis. O diretor dessa comédia vai ser o mesmo de séries como Gintama e School Rumble, e também Danshi Koukousei no Nichijou, que confesso que para mim foi mais um miss do que um hit. Então, mesmo sabendo que existe a possibilidade de eu não gostar, fica aí a minha aposta.

Data de estréia: 9 de Abril
Chances de acompanhar: ★★☆☆☆
Ok, essa série de ficção científica do estúdio Trigger (Kill la Kill, Little Witch Academia) parece ser mais uma dessas séries, à la Gatchaman Crowds, que procura trazer uma reflexão sobre o mundo pós-moderno e promover conceitos tipo compreensão mútua, paz absoluta, conexão. Eu não consigo simplesmente relevar minha impressão de Gatchaman Crowds - que até hoje eu não terminei - porque até a estética é coloridinha e fascinante que nem a deste, e por causa disso eu devo soar pouco empolgada. Essa vai ser a estreia diretorial de Hiroshi Kobayashi, que trabalhou em séries incríveis e reflexivas, de Death Parade [comentários], passando por Full Metal Alchemist Brotherhood, até *gasp* Gatchaman Crowds Insight. Então, eu acho que tem muita coisa pra ser bom e um queridinho de muitos, mas confesso que pessoalmente estou meio... não no clima.

Data de estréia: 8 de Abril
Chances de acompanhar: ★★★★☆
Esse anime é baseado em um mangá shoujo de comédia e slice-of-life. Eu confesso que já gostei quando vi o diretor, Yuusuke Yamamoto - de comédias maduras incríveis como Keroro Gunsou, NHK ni Youkoso e Aquarion Evol - e li a premissa por alto: uma criança é meio que adotada por um tio que deve cuidar dele, mas a criança que acaba cuidando do tio imaturo! Mas aí eu prestei um pouco mais de atenção e percebi que, hã, a criança que parece uma garota na verdade é um garoto. E aí eu fiquei automaticamente mais cética. Nada contra traps, tudo contra a possível vibe shota/lolicon. Aparentemente também tem shounen-ai, mas ninguém sabe se entre o tio e o garoto, ou o tio e um outro adulto, o que parece ser mais provável. Então... bem, eu vou ver assim, bem cética. Espero que seja tão legal quanto poderia!

Data de estréia: 9 de Abril
Chances de acompanhar: ★★★★★
E aqui, mais uma história que tem como premissa básica "uma pessoa entediante sendo entediante", aquela antítese de tudo que sabemos sobre uma boa história que só se vê em anime, ô meio especial. Tanaka é um rapaz normal. O nome dele é normal, a aparência dele é normal, ele é assim. Jeitinho normal. Ele vive a vida assim, sendo uma pessoa meio normal, com 0 de energia. De verdade, eu senti uma vontade de dormir vendo o primeiro trailer. A música é maravilhosa, mas tudo passa um sentimento de "vamos dormir" tão grande que eu não sentia desde Haibane Renmei. Até agora parece... um anime sensacional pra ver quando se tem insônia, de verdade. Como um guia de "como viver com 0 de energia", confesso que tenho um interesse sociológico nesse anime, porque tem gente que se supera nisso. E o slash também promete, então, ei. Vou ver, provavelmente vou. Vou dormir? Muito provavelmente, também.

Data de estréia: 10 de Abril
Chances de acompanhar: ★★★★☆
Flying Witch é um anime animado pelo estúdio J.C. Staff (Shokugeki no Souma [comentários], Dungeon ni Deai o Motomeru no wa Machigatteiru Darou ka? [comentários]), que conta a história de uma garota que se muda para uma pacata cidade no interior, em busca de uma nova vida... mas aparentemente ela tem poderes mágicos, ou foi isso que eu deduzi do clipe já muito fofinho! O clipe é uma delícia, aliás. Eu já escrevi aqui na resenha de Barakamon o quanto adoro essas histórias de slice-of-life pacato - e aliás, o Gu do Coisas de Otaku, e imagino que ele esteja ainda mais ansioso que eu! - e sendo um slice-of-life pacato com uma garota mágica, ei, que há de melhor? Estou ansiosa sim, confesso.

Data de estréia: 10 de Abril
Chances de acompanhar: ★★★☆☆
Agetarou é um DJ que trabalha em um restaurante da família, e um dia vira DJ. Eu normalmente não olharia para isso, porque parece ser uma daquelas séries curtinhas que absolutamente ninguém vai ver, mas é supostamente um shounen de música a ser animado pelo Studio Deen, que fez um brilhante trabalho nessa temporada que passou com Shouwa Genroku Rakugo Shinjuu [comentários]. Por isso, estou achando que vale a pena prestar a atenção!

Data de estréia: 10 de Abril
Chances de acompanhar: ★★★★☆
Lembram daquela página do Wikihow de "Como agir como uma sereia"? Esse conceito foi transformado em anime. Conheçam Haifuri ("Não é Furi? Não é Hai Supiido?" Não, é Haifuri), um anime sobre um Japão que possui escolas especializadas em ensinar habilidades para garotinhas protegerem o mar. Elas são chamadas de "sereias azuis", e tem como ocupação profissional o oceano. Em resumo, sim, é exatamente isso: elas são sereias, tem que ir bem nos estudos (porque como diria Wikihow, sereias são inteligentes) e entenderem de oceano (porque como diria Wikihow, sereias tem que entender de água). O estúdio Production IMS () está por trás da animação do que provavelmente será um slice of life escolar, e na direção está Yuu Nobuta, que dirigiu Daitoshokan no Hitsujikai, e trabalhou em séries como Seikon no Qwaser, Bokurano e Code Geass. Mais importante, no script está a Reiko Yoshida, criadora de Tokyo Mew Mew e Aria, que trabalhou em séries como Tamako Market [resenha], Tamayura, Shinigami no Ballad, Maria Sama ga Miteru, Kobato, Kimi to Boku... traduzindo: Tem todas as chances do mundo de ser um slice-of-life lerdo. Eu vou assistir? Muito provavelmente. Sem dormir? Aí já não sei responder.


Data de estréia: 11 de Abril
Chances de acompanhar: ★★☆☆☆
Slice of life baseado em 4koma com um grupo de garotinhas; uma fórmula um tanto batida, cada uma tem uma personalidade, elas são estudantes e "tentam sobreviver juntas à vida adolescente"... enfim.  Animado pelo estúdio Doga Kobo, parece que vai ser bonitinho para quem gosta desse tipo de coisas, mas para quem não gosta, também não parece que terá nada de muito novo.


Data de estréia: 12 de Abril
Chances de acompanhar: ☆☆☆☆☆
Ah, que história promissora e fascinante. Um estudante do colegial que é um famoso autor de um mangá de comédia romântica ecchi esconde esse fato porque mangás de comédia romântica ecchi não tem uma boa reputação, mas aí um belo dia uma garota que queria incluir alguém do sexo masculino no conselho estudantil acaba descobrindo seu segredo. E claro que então ele entra no conselho estudantil, cheio de garotas que sabem que ele escreve ecchi. Tranquilo, sempre soube que escrever ecchi era bom pro currículo. É baseado em uma Visual Novel, então eu espero comédia romântica ecchi, mas posso estar super enganada. O estúdio AXsiZ também é novo, então não sei mesmo o que esperar disso, mas vai pra minha lista do "tenho coisas demais pra ver, então não pretendo mesmo". Se você gostar de comédia romântica ecchi, bem, esse anime aqui parece ser... literalmente um prato cheio.


Data de estréia: 16 de Abril
Chances de acompanhar: ☆☆☆☆☆
Olha, um anime para crianças! De ficção científica! Com... crianças, e um garoto e seu cachorro robô salvando o mundo! Vou ver? Óbvio que não, mas com certeza vou ouvir a música de abertura, Wanda Nanda!?, do maravilhoso do DAIGO, que para quem não sabe é irmão da incrível Eiki Eiki de Love Stage!! [resenha]. Ou seja, música maravilhosa. Não, sério, só quero saber disso.

Data de estréia: 16 de Abril
Chances de acompanhar: ★★☆☆☆
Shounen de ação. Asread. Crianças com super-poderes. Quem conhece esse blog já deve saber minha opinião, né? Parece bonitinho, mas confesso que meu nível de interesse é automaticamente 0 por motivos de preconceitos, e na verdade, por motivos de não ter tempo para assistir tudo que eu quero mesmo. É com pesar que eu digo que não vou assistir um anime que tem Masakazu Morita e Yousei Teikoku no staff em pleno 2016, mas quais as chances reais de eu aguentar mais que 4 semanas de crianças com super poderes lutando em pleno 2016 (eu me sinto uma senhora!)? Fica a questão.



Segundas temporadas que não vou assistir porque nem a primeira eu vi ou liguei para (ou vi e mais que já deu):



E por hoje era só! Espero que tenham gostado desse post, ainda que atrasado, e deixem aí nos comentários o que vocês pretendem acompanhar, e também o que gostariam que eu resenhasse semanalmente. Há uma probabilidade de eu escrever semanalmente (ou quase) sobre Endride, mas como não tenho um Rakugo Shinjuu de prioridade nessa temporada, vou só deixar isso em aberto por enquanto. ^_^; Espero que vocês tenham gostado desse post, e que deixem aí nos comentários o que vocês acham dessas séries e quais pretendem assistir! Agradeço de coração, e até a próxima!~

4 comentários:

  1. Saudações


    Endride... Olhe, lhe será um grande desafio os comentários semanais desta obra. Honestamente, não vi nenhum tipo de potencial no anime em si, ao nível de ter visto o primeiro episódio e nem tê-lo listado em meu MAL, nobre. Mas é algo bem pessoal de minha parte (talvez), mesmo...

    Sobre 12-sai... Eu lamento, mas não há o mínimo fragmento de "vibe lolicon" ou similares neste anime. Ele é unicamente fofo e ultra sincero na proposta, que está em mostrar os desafios que estão no aguardo de uma garota que acabara de chegar aos 12 anos de idade, onde ela não se sente nem criança, nem adulta. Está na época do descobrimento de si mesma, incorporando nisto a evolução de seu corpo, o primeiro amor, a interação social, dentre outras coisas. É, em resumo, um shoujo escolar demasiadamente educativo e reflexivo. Serei sincero ao te exclamar que me senti muito contente ao escolher esta obra para resenhar semanalmente no NETOIN!. Uma pena que tu não planeja assistir ao anime.

    Ah, sim... Phoenix Wright...
    Confesso que gostei do anime, mas muitos fãs do jogo não gostaram da versão animada. Acharam que "faltou muito sal" na parte técnica e que, como obra áudio visual, os pontos negativos foram maiores.
    Sinceramente, eu nunca joguei um título sequer da franquia. Pode ser que isso tenha influenciado (ou não) em minha experiência com o primeiro episódio, mas seguirei com o anime.

    No mais, fica aqui minha lista no MyAnimeList, sobre o que estou assistindo de momento: http://myanimelist.net/animelist/CNeto?status=1 . É possível notar alguns niveladores e/ou discrepâncias, mas nada que fuja alarmantemente à realidade.

    No mais, um bom post de sua parte, nobre Chell.


    Até mais!

    ResponderExcluir
  2. Olá, Carlílio!

    Eu ainda não assisti, confesso, mas parece fazer meu tipo e eu gosto bastante dos dubladores. Então, pensei em acompanhar na certeza. Mas sei que isso é uma coisa de preferência pessoal, porque não tem nada de "excepcionalmente promissor" no que eu vi, também.

    Ufa! Você lamenta? Eu fico feliz, HAHAH. Brincadeira! Achei que pela sinopse o anime parecia muito com um shoujo educativo mesmo, mas fiquei com medo de que não fosse tão educativo assim. Eu não sou muito fã de "shoujo para criancinhas" assim, confesso, e como já pretendo acompanhar muitas coisas, não vou me preocupar com 12-sai. Mas fico feliz e satisfeita em ler isso, e espero que seja um bom anime! Vou estar conferindo, sim, seus posts para saber em segunda mão como foi!

    Mesmo? Eu sou uma fã do jogo, estou receosa, confesso. Parece mesmo que falta sal; parece que tentaram fazer um character design fiel demais e deu errado. Miraram no fidedigno e acertaram na falta de "espírito", o que é algo que acontece muito em adaptações: quando a adaptação se parece esteticamente, mas falta justamente aquilo que dava graça à série original. Ace Attorney ganhou fama por ser uma série de jogos baratos, com gráficos simples, e que tinha muito a oferecer em dinâmica, comédia, diálogos empolgantes. Certeza que o anime vai cortar os diálogos, as referências dos anos 2000, e pelo jeito a dinâmica também, então...

    Quantas séries, Carlilio! Coragem a sua. Eu tenho tentado me limitar a 10, no máximo, por temporada. Macross Delta é outra que penso em resenhar semanalmente, se Endride não me empolgar. Mayoiga é outra que promete. Nossas apostas não estão tão distantes, né? Espero que não nos decepcionemos! ^_^ Abraços, e até mais!

    ResponderExcluir
  3. Me explique uma coisa... por que diabos Sousei no Onmyouji só tem 3 estrelas?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Primeiramente, desculpa por demorar em te dar uma resposta. m(_ _)m
      Esse é um post de EXPECTATIVAS... eu não cheguei a ver muitos dessa lista incluindo Sousei no Onmyouji. São minhas expectativas de acordo com o que se sabia na época, apenas. Grata pela visita e o comentário e até! o///

      Excluir