quinta-feira, 30 de julho de 2015

Comentários: Temporada de Inverno 2014-2015 - ShoHari 50, Kamisama Hajimemashita ◎, Idolm@ster Cinderella Girls, Yuri Kuma Arashi, Rolling Girls, Binan Koukou Chikyuu Bouei-bu LOVE!, Sailor Moon Crystal e Junketsu no Maria.

 
Olá, gente! Como vão vocês?

Então, venho hoje trazer esse post pra falar um pouco sobre uma temporada... "A temporada de Primavera de 2015, Chell, que acabou já há um mês?" Nãaao, a temporada de Inverno 2014-2015. "Que?" Bem, quando entrei no hiatus das atividades do blog e coisa e tal, acabei deixando de lado também as séries que estava assistindo. Assim, nessas férias que se passaram (╥_╥) eu fui correr atrás do prejuízo e assistir, finalmente, as séries que deixei pendentes desse primeiro trimestre de 2015, e que não comentei mais aqui para além das Primeiras Impressões. São elas: Shounen Hollywood: Holly Stage for 50, Kamisama Hajimemashita ◎, The iDOLM@STER Cinderella Girls, Yuri Kuma Arashi, Rolling Girls, Binan Koukou Chikyuu Bouei-bu LOVE!, Sailor Moon Crystal e Junketsu no Maria. Faltaram ainda as séries Death Parade e Assassination Classroom, e também a segunda temporada de JoJo's Bizarre Adventures: Stardust Crusaders, as quais pretendo terminar, mas ainda não tive tempo. Esse post é só pra deixar, como de costume, as minhas impressões registradas.

Todas essas séries que eu completei acabaram me ganhando em maior ou menor grau. Seguem, então, meus comentários sobre cada uma delas, na falta de resenhas mais longas, e concluo que a temporada foi, sim, bem legal, apesar do começo lento; eu consegui assistir coisas de gêneros muito diferentes que me agradaram bastante, e fiquei bastante satisfeita com uma ou duas séries em particular. Então, ficam aí minhas recomendações! ♡



ShoHari 50 foi, fácil fácil, minha série de anime favorita dessa temporada. Sem exageros. Eu sei, a temporada teve Death Parade, teve (insira séries populares), eu sei; mas Shounen Hollywood é o tipo de anime que me deixa feliz, simplesmente. Não existe uma explicação exata; é um misto de euforia pela mensagem feliz e motes motivacionais que a série traz, com orgulho de existir uma série com um elenco composto majoritariamente por bishounen que consegue, ao mesmo tempo, trazer uma mensagem importante e um insight relevante no funcionamento da indústria dos idols japoneses, com, enfim, apreciação dos bishounen e das músicas bonitinhas. Shounen Hollywood é, possivelmente, o anime de idols menos vazio que eu já assisti (e eu arriscaria dizer "que existe", audaciosamente) e eu só tenho coisas boas a falar dessa série; a segunda temporada só pegou o que foi a primeira [resenha] e melhorou em todos os pontos, então não me importaria se tivesse ainda uma terceira temporada. De fato, depois de assistir a alguns shows no YouTube da banda do projeto (o qual já expliquei aqui), o projeto como um todo já me ganhou, e confesso que sou bem "toma o meu dinheiro!" com essa série, então sou suspeita pra fazer mais comentários! Mas recomendo sim a segunda temporada, que conseguiu ser ainda melhor que a primeira.

Em uma frase: "Anime de bishounen idols com profundidade de enredo? Pode isso?" Pode sim.




Kamisama Hajimemashita ◎

Aqui, mais uma série que eu acredito que só pegou o que a primeira temporada [resenha] tinha a oferecer, e avançou um pouquinho. Apesar de ter achado a primeira temporada mais bem construída, com "começo, meio e fim" muito bem-definidos, e essa aqui ter parecido um pouco mais sem rumo no começo, logo a história voltou a fazer sentido. Pra quem não conhece, Kamisama Hajimemashita é um shoujo levinho, com um pouco de investigação dos personagens, um pouco de história de fundo, enfim, bem equilibrado. Eu gostei da experiência de assistir à primeira temporada, e não foi diferente com essa segunda. Essa segunda, aliás, teve mais mensagens inspiradoras (vide imagem acima!) que me deixaram feliz e muito afim de recomendar pras crianças. É um bom shoujo! Próxima temporada, por favor!
 

 Em uma frase: Mais shoujo de fantasia com uma menina forte e seu parceiro-raposa é muito bem-vindo.


Bem... eu já dei spoilers no post de Expecativas para a Temporada de Verão / 2015 do quanto eu gostei dessa primeira temporada de IM@S CG. É uma série muito divertida de idols, como Love Live! [resenha] da vida, e eu não sou nenhuma maníaca por idols ao contrário do que esse post, meus posts de LL ou meu MAL podem sugerir... mas curti. Curti do slice of life levinho, da estética - bem feminina, bem bonitinha, inspiradora pras minhas peripécias e DIYs, aliás! - das músicas, do plot - que plot?, ok, eu quero dizer com isso "o desenvolvimento das personagens super bonitinhas que trazem uma mensagem de amor, inspiração e adorabilidade". Sim, IM@S CG é um anime extremamente fofo que não se envergonha disso (e aliás, por que se envergonharia? Afinal, otakus idosos provavelmente gastam dinheiro nisso por causa do moe.) Como já falei pelos sete cantos, minhas preferidas são a Ranko, a lolita góstica do deviantArt, e Anzu, a garota fofa, resmungona e dorminhoca. A Kirari me irrita. Eu sei, já sou quase um otaku de 40 anos.
  
Em uma frase: Série de garotinhas fofas cantando com mais "drama da indústria" que a concorrência direta.



Yuri Kuma Arashi, confesso, não foi uma série que me ganhou de primeira. Como qualquer outra série do Ikuhara, eu achei lindo e tive tanta vontade quanto qualquer outra pessoa de entrar na onda de superanalisar os primeiros episódios, que não faziam sentido nenhum, e logo caiu até me cansar totalmente. A maior parte da série foi arrastada pra mim, por conta do uso excessivo de conceitos que eu já tinha visto em Shoujo Kakumei Utena e Mawaru Penguindrum, e todas as drogas e metáforas exageradas de sempre. Só no final fui concluir que, bem, eu gostei da experiência completa. Gostei mesmo. É uma história de amor, super feminina e bonitinha, mas tem fantasia, garotas que se transformam em ursos, umas coisas de destruição e revolução do mundo, canibalismo, erotismo yuri... Ah, sim, só o de sempre.
Pra quem quer uma aproximação o mais rápida possível a Ikuhara, com direito a clichês como garotinhas lésbicas, magia, gavetas e metáforas: Aqui está a melhor introdução possível, com, de bônus, um visual muito bonito. E fofo. E exótico. E original - pra quem não viu os outros dois. E totalmente bizarro.

Em uma frase: Ikuhara no ápice da reciclagem, mas ainda fabuloso, artístico e gay-Ikuhara.



Rolling Girls

Eu confesso que, no fim das contas, gostei até mais de Rolling Girls do que esperava inicialmente, quando percebi, lá nas primeiras impressões, o seu carão de "tentando ser Kill la Kill". E eu acho que Rolling Girls foi sim bem o Chaos Dragon daquela temporada: parecia bom, podia ser muito bom ou ser horrível, não foi muito bom, não fez sentido nenhum, mas... gosto é algo adquirido, né? Eu confesso que gostei, e sei que estou na minoria. 
Rolling Girls é sobre garotas moe em motocicletas, procurando corações mágicos, lutando contra clãs pra... fazer o que mesmo? Ninguém sabe. Elas simplesmente se envolveram nessa guerra, e todos os mistérios do começo caíram por terra ao longo da série. Mas elas são fofas, tem famílias incríveis, tudo é muito colorido e explosivo, e tem motos! E coraçõezinhos colecionáveis! Como não amar? Como eu já comentei na resenha de Tamako Market, eu sou obsessiva por séries com bons elementos, independentemente do enredo, porque essas séries acabam aguçando a minha criatividade e me entretendo de alguma forma. Rolling Girls conseguiu fazer isso - com seu pouco ou nenhum enredo - então minha avaliação pessoal é positiva. Como crítica, porém, confesso que ainda achei que foi o Chaos Dragon dessa temporada. Sem mais.

Em uma frase: K-On! com motocicletas tentando ser Kill la Kill. E falhando miseravelmente.



Binan Koukou Chikyuu Bouei-bu LOVE!

Eu comecei a assistir esse anime não entendendo muita coisa, e terminei entendendo menos coisa ainda. É um anime de garotas mágicas, só que com caras - daí o meu apelido carinhoso "mahou viados". O anime é cheio de referências, como se isso não fosse óbvio pela própria premissa baseada em animes de mahou shoujo; exemplos de séries que mahou viados Binan Koukou Chikyuu etc referencia são Detective Conan e Aikatsu!. Os personagens fazem "cosplay", segundo eles mesmos, e lutam contra o mal... ou criaturinhas pequenas e quase-fofas de fora do planeta Terra, ou algo assim. Aliás, um dos últimos inimigos é o presidente da escola, que é um vilão não tão incrível quanto os verdadeiros vilões, e realmente detesta curry; é esse o tipo de anime que estou resenhando aqui. Eu não fiz nenhuma ideia, o humor faz tanto ou menos sentido do que Danshi Koukousei no Nichijou, mas, depois de muitos episódios, eu não achei tão ruim quanto parecia inicialmente. A produção pode não ser top, e pode ter ficado bem aquém das expectativas de todo mundo pra um mahou shounen, mas é... uma comédia escrachada interessante e minimamente original. Não digo que recomendo, mas deu pra dar algumas risadas.

Em uma frase: Garotos mágicos fazem piadas de banheiro para rivais flamboyant. Tudo é bizarro.




Depois daquela impressão que eu havia escrito, Sailor Moon Crystal simplesmente... continuou. Com uma animação mais ou menos, a despeito do quanto provavelmente lucrou, e um ritmo de progressão de enredo igualmente questionável. O remake é melhor do que o original? No meu veredito de quem viu muito pouco do original: Não. Sim, é verdade que eu já fui muito fã de Sailor Moon, mas só fui assistir o Classic em anos recentes, e mesmo assim assisti poucos episódios. Mas sei o suficiente da história, mais pelos inúmeros spin-offs e coisas com que tive contato ao longo dos anos; o suficiente pra saber que Sailor Moon Crystal é bom como uma homenagem fiel, mas sem muitas das coisas - como a produção ótima pra época, a comédia escrachada, e até, por que não, certos fillers e modificações do original - que fizeram a série original ser o clássico que foi. Eles mantiveram o drama do final, e a história está ali, mas como uma obra isolada, é... bem "deixa a desejar".

Em uma frase: Eu ainda prefiro o "SMC" antigo. 


Pra quem não se lembra: Bruxa louca e virgem chamada Maria prega o amor e a paz e nos lembra que Jesus seria quase um hippie. Zoeira pura feita pelo diretor de Code Geass em cima do mangá do escritor de Moyashimon. Pra quem não sabe, adoro essas duas séries extremamente drogadas e [desde o começo] estava no hype. Olhando agora, é... interessante. Na real, em termos de enredo, Junketsu no Maria é sim um anime bom, mas por que é tão focado em paranóia religiosa - uma coisa meio Evangelion em pleno 2015! - é algo que eu não sei responder e que com certeza afasta muita gente logo de cara. É. Eu vi com um grão pote de sal inteiro, e curti o que vi. É uma visão da sociedade medieval, com suas guerras e tretas religiosas, por um lado, e por outro, criaturas místicas e uma perspectiva filosófica digna de Megami Tensei; tudo isso condensado em uma série de 12 episódios coloridos, bem-animados e aparentemente despretensiosos. Não diria "recomendo", mas se quiser, vai na fé. E desculpa o trocadilho horrível.

Em uma frase: Versão religiosa de Psycho-Pass [resenha], com direito a filósofos católicos e esquizofrenia pra dar e vender.

 

Séries que (ainda) não terminei: e peço desculpas sinceras por não comentar
  • Assassination Classroom: Essa é a série que eu voltei a assistir agora, e pra ser sincera, uma das poucas que eu ainda estava assistindo semanalmente quando lançou. Como sempre escrevo aqui, Shounen Jump não faz o meu tipo, mas eu achei Asssassination Classroom um anime suficientemente bom dentro da sua proposta, e voltei a assistí-lo agora. Não achei genial, mas tem personagens carismáticos e é divertidinho dentro da sua proposta.
  • JoJo's Bizarre Adventures: Stardust Crusaders 2nd Season: Por que não terminei? Não terminei porque fiquei enrolando. Ok, eu não sei se eu fiquei enrolando ou a série ficou enrolando; juro que comecei a série pra descobrir quem era o Dio, assisti o primeiro cour inteiro pra descobrir quem era o Dio e, no fim das contas, não apareceu Dio. Depois de mais uns 5 episódios de arco do Egito com muito pouco ou nada de Dio, eu comecei a entediar e fui lentamente parando. Uma hora eu termino. Sei que vai valer a pena, mas não ando com paciência pra shounen de luta nesse momento da minha vida.
  • Death Parade: Depois de comentar os primeiros episódios aqui, e juro que considerei comentar semanalmente, eu decidi que Death Parade parecia melhor pra maratonar do que para comentar semanalmente, e deixei na gavetinha do "assistir quando terminar e já estiver deprimida", porque, convenhamos, Death Parade também é muito deprimente. Belo, mas deprimente. Filosófico, mas dá uma vontadezinha de pular da ponte. Ficou lá, e eu ainda não tive coragem de voltar a assistir. Qualquer hora, talvez...! Preciso dizer, porém, que ainda tenho um apreço gigante por essa série, fiquei super contente de ver gente aqui no Brasil fazendo cosplay, e, bem, eu realmente gostei de Death Billiards. Só não estou com coragem, sinto.



Por hora, é isso. Espero que tenham gostado do post, que eu fiz meio que de praxe pra comentar quais séries eu gostei mais, como sempre e aproveitem pra comentar quais séries dessa temporada vocês mais gostaram também! (◠‿◠✿) Até um próximo post!~

4 comentários:

  1. Yoooooo Chell \o/ Belezura!?

    MUHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA! EU NEM PRECISO FALAR QUE O MEU XODÓ DAÍ É KAMISAMA HAJIMEMASHITA, CERTO!? Eu tenho amores eternos com shoujos purpurinados e fofinhos, com uma protagonista forte que salva o seu boy maiga <3 E ainda por cima, teremos OVAS DE KAMISAMA! E o melhor de tudo é que elas irão adaptar o arco mais tretado do mangá!
    Enfim, eu AMMEEEEIIIIIIII essa segunda temporada! Aliás, ela foi ULTRA fiel ao mangá! Adaptou com perfeição os dois arcos do mangá, não tirou nadinha ^^

    "K-On! com motocicletas tentando ser Kill la Kill. E falhando miseravelmente." HSUASHUASHAUHSU, não pude deixar de imaginar aquelas garotinhas viradas nos moes de K-On cobertas de sangue!

    Binan Koukou Chikyuu Bouei-bu LOVE!...............MAS QUE ANIME FUMADO FOI ESSE!? Cara, chegou um momento em que eu disse para mim mesma: "CHEGA DESSAS ERVAS!" Não, sério, caras fazendo cosplay de sailor moon, lutando ao lado de uma capivara rosa que anda por aí com um defunto e altas viadagens entre eles e o conselho estudantil! (e de quebra monstros que pareciam umas pirocas gigantes).......O que diabos esses japas fumaram!? '-'

    Gente, ontem mesmo eu terminei de ver essa "nova" temporada de Sailor \o/ Aliás, eu assisti para ter uma breve noção do que diabos seria seilor moon, já que eu fui uma criança infeliz que não viu o desenho na tv globinho ~corre chorar num cantinho~ Enfim, como eu não vi o clássico antigo, não posso falar se esse atual está realmente bom ou não, Entretanto, eu achei um anime bacana para passar o tempo e fofinho também >.<.......Okss, achei meio fumadinho na parte da filha da Usagi, afinal ela tava cheia de love com o pai dela do passado '-' (e a usagi a tratava como uma rival amorosa, entretanto era a filha deles.......). Enfim, foi meio fumadinho, mas ainda assim achei bacana. Aliás, curti tanto, que adoraria ver uma outra temporada de 26 episódios <3 (só não assisto o antigo porque é MUITA temporada e MUITO episódio, talvez nas férias de verão ^^).


    "Versão religiosa de Psycho-Pass, com direito a filósofos católicos e esquizofrenia pra dar e vender." HASUSHUASHUASHAUSHUA MEU SENHOR COMO ASSIM VERSÃO RELIGIOSA DE PSYCHO PASS!? VELHO, QUERO DETALHES SOBRE ISSO! Aliás, falando em Psycho pass, você viu que já temos o filme legendado em inglês e espanhol <3 Espero que venha logo em português <3

    Cara, Death Parade foi muito bom! Ainda não consegui resenhar o anime, mas vale a pena entrar em depressão por causa dele <3 Achei o final tão lindo. Merecia uma segunda temporada <333333 E a OP é simplesmente glamourosa!

    Enfim, vou ficando por aqui

    Kiss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oláaa Hinata! \o/ Como vai?~ Tudo bem?

      HAHAHAH não, precisa falar não. Escrevi isso pensando que você que me recomendou, e eu agradeço muito a recomendação, pois é um anime realmente muito fofo! Sim, é super purpurinado e tal, mas não é "infantil" no desenvolvimento dos personagens, sabe? Eu gostei por isso! E poxa, que legal! <3 Espero que continuem adaptando assim, né? (Eu tenho tanta preguiça de ler os mangás depois, e é difícil achar um shoujo super fiel... rsrs)

      HAHAHA olha, sangue não tem, porque *é* K-On!... mas tem motocicletas, vilões e tudo que você espera de um anime de "ação e pirações" - mas com garotas fofinhas sendo fofinhas e poder da amizade. É fumado, mas divertido.

      LOL eu também não faço a menor ideia, sim, muitas ervas em Binan Koukou. Mas eu fui apaixonadaaa pela capivara rosa, husbando da temporada!! HAHAHA. E confesso que eu ria bastante com todos os personagens, mas que era super fumado, isso era... eu não sei o que esses japas fumaram, mas seja lá o que for, acho que metade da indústria tá usando... (Binan Koukou Chikyuu Bouei-bu é ruim, mas não se compara a uns Punchline da vida...)

      Ahhh sim sim, que legal! *-* Essa é uma boa estratégia, mas o clássico sem dúvida era melhor. E talvez não seja nem tão bom pros dias de hoje, mas pra época, a produção era bem boa e tudo era bem legal. E sim, essa parte da Black Lady é muito fumada HAHAHA WTF? E é verdade, é verdade, o anime antigo é muito grande...

      E sim... Junketsu no Maria é totalmente fumado. É meio Psycho-Pass no sentido de fazer toda uma análise da sociedade e etc., e também por ter muitas citações de filósofos, mas no caso são filósofos religiosos, tipo Santo Agostinho. É tão estranho quanto soa HAHAHA. E simmm, eu vi! Inclusive já assisti o filme, e acho que vou escrever um post pra ele qualquer hora...

      "Vale a pena entrar em depressão por causa dele" UAHSUDA :'D achou tão bom assim, mesmo? Sim, parece ser realmente muito bom, pelos poucos episódios que eu cheguei a ver. Por ser um anime original e que deve estar indo bem nas vendas, não excluo a possibilidade de uma segunda temporada surgir qualquer hora, apesar de não saber como a primeira terminou... E sim, a abertura é ótima! Melhor abertura dessa temporada, na minha opinião~

      Enfim, como sempre, Hinata, muito obrigada pela visita e pelo comentário, e até mais! o/

      Excluir
  2. Dessa lista os que eu assisti foram: Kamisama Hajimemashita e Junketsu no Maria... Ah Junketsu no Maria foi esplendido, final maravilhoso, animação excelente como é de se esperar pelos trabalhos anteriores do estúdio. Quanto Kamisama... Achei essa segunda temporada bemmmmmmmmmm chata, gostei mais da primeira, e vou ler o mangá agora, não quero mais esperar o anime kkk.

    Binan Koukou Chikyuu Bouei-bu LOVE! eu ainda não assisti mais estou querendo ver, ate porque parece ser muito engraçado. E também "Death Parade", muita gente comentando e falando sobre esse anime quando ele estreou, dizendo que era o melhor da temporada e talls, mas mesmo assim eu ainda não vi, vou assisti depois.

    Abraço Chell-chan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Diego! o/ E aí, como vai?

      Concordo que Junketsu no Maria foi muito bem produzido, mesmo, e curti; Quanto a Kamisama Hajimemashita, eu achei que a segunda temporada demorou bem uns 4~6 episódios pra engrenar, mas eu gostei muito do final, talvez mais ainda que o da primeira temporada. E pelo que a Hinata disse, o anime é bem fiel ao mangá, então vai fundo! :)

      Quanto a Binan Koukou, é engraçadinho sim! E Death Parade ficou bem popular mesmo, isso me deixou feliz porque eu adorei o começo e adorei Death Billiards, qualquer hora tomo coragem pra assistir também... rs. ^_^

      Abraço, Diego, e obrigada pela visita e pelo comentário! ^_^

      Excluir