Bem vindo ao Blog Not Loli!

Siga-nos nas redes sociais!

Pesquise algum tópico: search
Parceiros parceiros

quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

Resultados das enquetes do "Not Loli Anime Awards 2014"!


Sim, amigos, chegou o grande dia, o tão aguardado... etc, etc. ... OK, quem eu estou querendo enganar?
Ontem aquelas enquetes do "Recordar é Viver de 2014" se encerraram, e enfim, temos os vencedores -  ou seriam "perdedores"? - de cada uma das categorias elegidas por este blog!

Pra quem não ficou sabendo do que se trata isso: uma semana atrás, eu criei algumas enquetes pra recordarmos o melhor e o pior de 2014. Algumas séries de anime que estrearam nesse ano que se passou, e que marcaram por fatores importantes, tais como, por exemplo:
  • o número de Oda Nobunagas na história;
  • o quanto de sentido ela não fez;
  • o quanto de BL ela tinha.
Categorias claramente importantes. (Eu não sei pra vocês, mas a mim influencia pra escolher o que assistir!)

Então, saíram enfim os resultados de cada categoria! E pra você, fã de josei, de anime de esportes ou de folclore japonês que não sabia o que assistir em 2014, seguem algumas dicas do pessoal que visitou o blog e votou em cada categoria. Espero que gostem dos resultados! ☆

Alguns deles realmente me surpreenderam, mas no geral, foi divertido e concordo com eles. (bem... eu não concordo com a desclassificação de Pri Para [comentários] em todos os critérios, mas ei, foi uma escolha democrática, quem sou eu pra discordar... *manipula resultados sutilmente..*)


~ Resultados do Not Loli Anime Awards 2014 ~


Anime que Menos Fez Sentido: Glasslip (24 votos)



2º Lugar: Mekakucity Actors (9 votos)
3º Lugar: Ushinawareta Mirai wo Motomete (3 votos)

Existe anime que faz pouco sentido, e anime que não faz sentido nenhum. Entre aqueles que não fazem sentido nenhum, tem aqueles que nem sequer tentam fazer sentido. Nesse último grupo de encaixa Glasslip [resenha]. "E o enredo? Cadê o enredo?!" gritavam os fãs que esperavam um novo Nagi no Asukara, mas não foi esse o caso. Ao invés disso, o que eles tiveram foi uma série confusa do começo ao final, que, se tem um grande mérito, é o de quebrar com a realidade presumida de cada espectador.
Talvez o anime de magia menos mágico que você vai ver, Glasslip decepcionou muitos e caiu no gosto de quase ninguém. Eu confesso que me encaixo nesse "quase ninguém", mas isso é porque reconheço que, por mais confusos que Mekakucity Actors e Ushinawareta Mirai wo Motomete possam ter sido, nenhum deles deu um nó tão grande nas nossas cabeças quanto Glasslip. [Confira a resenha do Not Loli! aqui.]


Anime Mais Pretensioso: Aldnoah.Zero (18 votos)


  2º Lugar: Zankyou no Terror (13 votos)
3º Lugar: Space☆Dandy (11 votos)

O que dizer de Aldnoah.Zero? A princípio, uma das séries de anime mais aguardadas do ano, se não a mais. Muito hype em torno da nova criação de Gen Urobuchi, com música dos não menos competentes Jin Aketagawa e Hiroyuki Sawano, e grandes cantoras como Yuki Kajiura/Kalafina e Mika Kobayashi. Isso pra não mencionar outros nomes menos "estrelinhas", como a minha querida Takako Shimura (mangaka de Aoi Hana e Hourou Musuko) no design dos personagens. Uma equipe de peso, sem dúvida. Então, Aldnoah.Zero tinha tudo pra dar certo, né?
Dizem que quanto maior o salto, maior a queda, e esse foi o caso aqui. Tinha tanto pra dar certo, que decepcionou fortemente com sua mediocridade e desenvolvimento confuso. Não é a toa que foi votado o mais pretensioso de 2014. Mesmo no ano do Watanabe, nem Zankyou no Terror e nem Space Dandy conseguiram superar o nível de estrelismo e pretensão de Aldnoah.Zero. E pra quem ainda não cansou, vem mais por aí.


Maior Potencial Fujoshi: Free! Eternal Summer (24 votos)



 2º Lugar: Haikyuu!! e Kuroshitsuji: Book of Circus (6 votos)

E o vencedor absoluto não poderia ser outro se não o anime que movimentou corações e montanhas de dinheiro nos últimos anos desde o lançamento do fatídico PV de um livro sobre crianças nadadoras ambiguamente gays. Free! Eternal Summer, a segunda temporada de Free!, mesmo com uma série de erros e falhas técnicas não falhou em entreter seu público com ainda mais bishounen nadando e uma festa de homoeroticismo. "Eternal suffering", "please be eternal summer" e uma série de outros memes e fanworks rolaram por aí. Só por essa imagem aí em cima já não é difícil perceber como Free! ganhou até mesmo do popular e cheio-de-bishounen Haikyuu!! e do velho querido das fujoshis Kuroshitsuji - e eu não me excluo dessa massa que queria que esse verão fosse eterno. [Confira os posts semanais do Not Loli! aqui.]


Melhor Anime de Esportes: Haikyuu!! (18 votos)


  
2º Lugar: Ping Pong the Animation (15 votos)
3º Lugar: Yowamushi Pedal: Grande Road (7 votos)

A disputa nessa categoria foi mais acirrada, mas foi Haikyuu!! que disparou no último momento e ficou na frente. Não é difícil entender por que: com uma produção competente, competições tensas e jogadas emocionantes, Haikyuu!! tem todo o clima de qualquer bom anime de esportes, ao mesmo tempo em que possui um elenco cheio de novinhos simpáticos. Na onda de séries como Kuroko no Basket, mas ainda mais competente em misturar a empolgação dos esportes com os sentimentos e acontecimentos do dia-a-dia, Haikyuu!! possui a receita perfeita para popularidade e conseguiu conquistar vários fanboys e fujoshis ao mesmo tempo. Muito diferente - pra não dizer o oposto polar - do segundo colocado, Ping Pong the Animation [resenha], o qual tem poucas cenas de ação e todo um carão de que não quer agradar ninguém. Quase uma disputa ideológica nesse critério, hein!


Melhor Não-Josei: Barakamon (21 votos)




2º Lugar: Shigatsu wa Kimi no Uso (10 votos) 
3º Lugar: Mushishi Zoku Shou (6 votos)

 E não teve pra ninguém nessa categoria, senão um dos meus favoritos pessoais de 2014. Barakamon [resenha] é um anime deliciosamente atual, de uma astúcia tremenda e totalmente feel good, que consegue passar lições importantes sobre a vida com uma leveza e um humor ímpares. Barakamon, penso eu, é especial porque sabe bem o que quer e quem é seu público: seu público queria ser o Seishuu. Queria conhecer a vida daqueles "caipiras atrasados" e ser amigo deles, mas sem tirar o pé dos mangás e dos memes japoneses, por exemplo, os quais Barakamon também referencia extensivamente. E é assim, com um pé cá e outro lá, a partir da perspectiva de dois sujeitos interessantes - Seishuu, o calígrafo impulsivo e mimado, e Naru, uma menininha espevitada e genial - que Barakamon nos põe em contato com esse outro universo para aprendermos com ele. É um slice-of-life maduro, que foi capaz de agradar muita gente, e, na minha opinião, digno dessa vitória. [Confira a resenha do Not Loli! aqui.]


Melhor Distorção da História Japonesa: Nobunaga the Fool (9 votos) 



2º Lugar: Bakumatsu Rock (8 votos)

Depois de praticamente um empate entre Nobunaga the Fool e Bakumatsu Rock, a vitória ficou para o primeiro. Eu confesso que desse título em particular não tenho nada a dizer, porque tudo que eu sei é hearsay; vi o primeiro episódio, gostei até que bastante, mas não consegui acompanhar e ficou pra trás, pra assistir "quem sabe um dia". Que vergonha, Chell! Mas se posso dizer algo pelo episódio que eu vi e pelo meu conhecimento de segunda mão, é que fiquei feliz e surpresa com o resultado. Feliz porque o resultado foi um anime-do-Nobunaga afinal - não é pra menos que ele está super popular! - e um super criativo, aliás, com Joana D'Arc e outros personagens... interessantes. É sem dúvida um anime criativo. Posso falar melhor do segundo colocado, Bakumatsu Rock, que divertiu com popstars modernos no período edo. É, essas distorções da história são divertidas, afinal. Só nunca dêem pra esses roteiristas uma máquina do tempo.


Melhor Anime de Folclore Japonês: Noragami (16 votos)



2º Lugar: Gugure! Kokkuri-san (14 votos)
3º Lugar: Hoozuki no Reitetsu (9 votos)

Mas o primeiro lugar ficou para Noragami [resenha], que foi, sem dúvida, um dos títulos mais populares da primeira metade do ano. A história relativamente simples da jovem Hiyori e seu deus pessoal e fora-de-moda Yato conseguiu emocionar e conquistar diversos fãs. Eu chamei Noragami de "pós-Naruto" lá atrás, e é verdade que Noragami é inegavelmente shounen, mas tem um algo a mais pelo qual atribuí o prefixo: personagens bem-desenvolvidos e uma complexidade nas emoções que torna tudo mais instigante e emocionante. Essa disputa foi difícil, e não menos merecida foram as colocações de Gugure! Kokkuri-san e Hoozuki no Reitetsu, que se não foram as séries mais populares de suas respectivas temporadas, pelo menos também conseguiram angariar alguns fãs fiéis com suas comédias únicas. [Confira a resenha do Not Loli! aqui.]


Melhor Mahou Shoujo de 2014: Bishoujo Senshi Sailor Moon: Crystal e Fate/kaleid liner Prisma☆Illya 2wei! (12 votos)




Vamos combinar que esse não foi o melhor ano pro gênero mahou shoujo. Ambos os vencedores, que empataram na primeira colocação, tem seus méritos - quiçá poucos - e agradam aos seus respectivos públicos: Prisma Illya agrada os fãs de "garotinhas mágicas lésbicas peladas"com o peso do nome Fate, e Sailor Moon Crystal [comentários] agrada aqueles que esperaram ansiosamente essa reedição do clássico dos anos 90. De resto, não tivemos nenhum Madoka★Magica esse ano; não que eu seja grande fã, mas clonvenhamos que foi um nome de peso, num período em que o gênero se divide majoritariamente entre "anime para criancinhas" (e eu confesso, adoro Pri Para) e "yuri pra otakada".
"Foi-se o tempo de Utena e Princess Tutu, seus criadores agora estão fazendo Yuri Kuma Arashi e Zetsumetsu Kigu Shoujo Amazing Twins [comentários]", eu digo, melancólica, enquanto olho pro céu.

Melhor Série de Idols de 2014: Love Live! School Idol Project 2nd Season (15 votos)



2º Lugar: Wake Up, Girls! (10 votos)
3º Lugar: Shounen Hollywood (9 votos)

O que dizer dessa franquia, que eu gosto tanto, já comentei aqui antes, e sou totalmente obcecada pelo jogo? Apenas que aqui vai mais uma vitória pra coleção incontável. Love Live! acumula recordes em vendas e movimentação de dinheiro com a história simples de nove meninas bonitinhas, cantoras, dançarinas, felizes e coisa e tal, que querem ser idols fofinhas. Gee, idols e fofura em 2014, que surpresa ser popular, né? E só ajuda o fato de Love Live! ser uma série relativamente nova, surgida meio que do nada pra pegar todos os órfãos de outras séries e franquias de idols e moe, de The Idolmaster a K-On!. E o negócio viralizou. O jogo super divertido tem ajudado a franquia a expandir sua popularidade para o ocidente. Eu confesso, curto Love Live! e acho que essa vitória não foi a toa. Essas garotinhas são divertidíssimas e dignas de suas vitórias.



Bem, por hoje é isso! Desculpa pelo vago atraso, e espero que tenham curtido os resultados e os comentários. Comentem aí o que acharam! Ficaram revoltados com algum? Queria que seu anime favorito tivesse ganho algum? Se surpreendeu? Se divertiu? ♡

Compartilhem aí o que acharam dessas enquetes, e até o próximo post! (◡‿◡✿) 

8 comentários:

  1. Francamente... Fico desapontado em saber que a maioria achou zankyou no terror e aldnoah.zero animes pretenciosos. Mas fazer oq né?! ( ̄^ ̄)ゞ
    Também achei "glassconha" mt confuso, mas não achei um anime ruim, pelo contrário, já que imagino ter consiguido interpretar o final.
    Por fim, gostei muito do post ^^!! Sou novo no blog e infelizmente não pude participar das votações -.-;
    Adoraria que você incluisse "o melhor e o pior anime" para o proximo ano. Vlw e feliz ano novo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, João Victor! (◠‿◠✿)

      Hahah eu acho que depende do que você entende por "pretensioso". Acho que ambos foram superproduções que ficaram aquém das expectativas gigantes que proporcionaram, então achei adequada a colocação deles. Mas não que sejam necessariamente ruins.

      Glasslip foi super confuso, mas eu também gostei. Não sei se consegui interpretar tudo certinho, mas eu gosto de pelo menos tentar e acho que o fato de ninguém ter entendido muito bem me deu um alívio também, hahahah.

      Ahh, e que ótimo que você gostou!! Seja bem vindo à nossa casa, então, e espero que possa participar dos próximos eventos! (^▽^)

      Obrigada pela visita e pelo comentário, e um feliz ano novo pra você também!~ ♡

      Excluir
  2. kkkk, com certeza o anime que menos fez sentido foi Glasslip, mds, o que é aquilo XD

    Free! Como não ver um imenso potencial Fujoshi/Fudanshi nesse anime, jessus kkkk.

    Haikyuu foi bom, mas eu ainda prefiro Kuroko. E o não josei foi bem escolhido pelos leitores, Barakamon foi perfeito.

    Noragami foi um dos animes mais comentados do ano, mds, era gifs e tiras para todos os lados na net kkkk.

    Eu gostei bastante dessa sua ideia Chell, achei bem original.
    Abraço. eo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Diego, quanto tempo!! o/ ee aí, como vai, tudo bem? Vendo muito anime?

      Eu concordo 100% com a escolha de Free! E quanto a Haikyuu, bem, eu não gosto muito de Kuroko no Basket, mas acredito que o segundo seja mais um anime tradicional de esportes do que o primeiro. Mas anime de esportes é um gênero em que eu não me ligo muito, então pessoalmente ainda preferi Haikyuu. (Mas meu favorito mesmo foi Ping Pong!)
      Quanto a Barakamon, diria o mesmo, foi perfeito. ♡ Não tenho críticas, só queria mais, mesmo! E provavelmente teremos, né...

      Noragami foi mesmo bastante comentado, apesar de eu pessoalmente achar bem... superestimado? Mas bem, acho que a popularidade justificou total as escolhas dos leitores! (◠‿◠✿) Apesar de tudo, os resultados foram bastante coerentes, acho que isso é bom.

      Muito obrigada pela visita e pelo comentário, Diego! Fico feliz de ver que gostou da ideia. Vou tentar mantê-la pros próximos anos. :)
      Abraços e até mais!

      - Chell

      Excluir
  3. Saudações


    Sempre acho difícil fazer uma lista de tops do ano, independente das circunstâncias. As faço no meu espeço, o NETOIN!, desde 2010 e tenho notado o quanto tenho ficado mais exigente neste aspecto com o passar destes anos.

    Gostei de ver algo mais destacável neste blog, nobre Chell.
    Aqui foi por votação dos visitantes, correto? Se sim, como ficaria a listagem se a mesma fosse feita por suas próprias conformidades? Acredito que isto seja um ponto interessante à se levar adiante nos próximos anos, jovem.

    Entretanto, gostei de seu estilo aqui.
    Caso desejes, pode ir em meu espaço e dar uma olhada no mesmo em tal respectiva menção.

    Lhe parabenizo pelo trabalho em seu blog, humildemente.


    Até mais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carlílio, tudo bem? ( ´ ▽ ` )ノ

      Eu concordo, é difícil. Primeiro porque é difícil lembrar de tudo que saiu no ano, e considerar da mesma forma aquilo que saiu em janeiro e o que saiu em dezembro. Depois tem ainda o fato de que toda avaliação, por mais objetiva que seja, depende de parâmetros subjetivos. Uma boa animação não é boa SÓ porque foi investido muito dinheiro nela, por exemplo, e nem sempre os títulos mais populares foram realmente os mais fortes. Foi por isso tudo que decidi fazer uma enquete descontraída, só pra relembrar alguns títulos do ano. ^_^
      Eu participei votando nas enquetes, mas não tenho a presunção de dizer que realmente votei nos melhores ou os piores, apenas nos que gostei mais ou menos. De qualquer forma, fico feliz que a proposta tenha agradado! ♡

      Sim, sim, conheço seu blog! Gosto de lê-lo de vez em quando, apesar de ser meio difícil pra mim administrar meu tempo (só entre tarefas, blogs e animes/mangás já não costuma sobrar muito, haha..) ele costuma ter muita coisa que vai ao encontro dos meus interesses. Também gostei das suas escolhas, mas comento mais lá. (^_-)

      Enfim, muito obrigada pelos elogios! Fico feliz que o estilo diferente tenha agradado, e vou procurar mantê-lo. Agradar quem visita é sempre gratificante! :D

      Até mais, e obrigada pela visita e pelo comentário!!

      Excluir
  4. Olá!
    Tirando alguns animes que não assisti Glasslip e Aldnoah.Zero, concordo com as colocações.... E acho que o resultado do Mahou Shoujo só foi esse por falta de opção mesmo, pois Crystal, em minha opinião, está longe de ser bom.
    A diferença do primeiro e segundo lugar no três é meio grandinha, haha, mas apesar de não AMAR Free!, fiquei feliz com a existência e sucesso do mesmo por motivos óbvios como lembrar a alguns que o fanservice também pode ser direcionado a um público diferente.
    Enfim, gostei bastante do post. Aguardando as surpresas boas e as bombinhas de 2015 pra votar no próximo (((o(*゚▽゚*)o)))
    Abraços~

    ~ Nankin Dust

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Saddy, tudo bem? (^▽^)

      Eu confesso que também não assisti Aldnoah.Zero inteiro... até agora. Baixei tudo e parei no meio porque não estava curtindo. Acho que vou assistir um dia, mas até esse dia... enrolando..... ;;

      Concordo com você que Crystal está longe de ser bom. E Kaleid liner também não é aquelas coisas, IMO, até pra um "anime de fanservice" sinto que... tem melhores. Mas acho que as pessoas acabam votando por serem os mais "adultos" da lista. É uma pena que esse gênero esteja em decadência, eu gosto muito dos mahou shoujos que citei acima.

      E concordo também! Eu gosto demais de Free, uma porque gosto de bishounen e do KyoAni desde sempre (então Free foi uma bênção pra mim) mas independentemente disso acho que tem sua importância como... uma série de fanservice/bishounen voltada pra um público feminino bem produzida, com uma história dramática e tal. E foi uma série que lucrou horrores (mais que a maioria das séries recentes do KyoAni, aliás) então isso é bom sinal!

      Enfim, fico muito feliz que tenha gostado, e grata pela visita e pelo comentário! ♡ Também ansiosa pelas surpresas boas e ruins desse ano! (é essa a melhor parte de acompanhar séries de anime, afinal, né..)

      Abraços e até mais!~

      Excluir