sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Primeiras Impressões: Temporada de Inverno 2014/2015 - Parte I: Binan Koukou Chikyuu Bouei-bu LOVE!, Yuri Kuma Arashi, Death Parade, Kamisama Hajimemashita ◎, Shounen Hollywood: Holly Stage for 50, JoJo Stardust Crusaders 2nd Season, Rolling☆Girls, KanColle, Ansatsu Kyoushitsu e Tokyo Ghoul √A.


Ufa! Finalmente, ainda que com um pouquinho de atraso, saiu o primeiro post da série de primeiras impressões da Temporada de Inverno 2014-2015
Eu acabei demorando um pouco mais do que eu gostaria porque algumas das séries que eu anotei pra assistir no Post de Expectativas da Temporada ainda não saíram com legendas, e outras demoraram pra sair, então ainda não consegui assistir tudo.
Com isso, o post acabou ficando dividido em duas partes, apesar de nem ter tantas séries assim. O post seguinte terá ainda minhas impressões de Junketsu no Maria, The IDOLM@STER: Cinderella Girls, Yoru no Yatterman e outras séries que ainda devem sair (espero) (sinceramente) até lá (Falcom Gakuen SC e Punks! 2-Jigen, olhando pra vocês!!).

Em geral, fico com a impressão de que essa vai ser uma temporada de poucos títulos dignos de serem assistidos, mas com alguns destaques importantes e algumas séries bastante originais, dignas de serem lembradas lá no fim do ano.




Expectativa inicial: "EBA, finalmente mahou viados!" ★★★★★

O famoso anime dos mahou shounen. Esse anime deixou altas expectativas nos corações das fujoshis fãs de garotas mágicas - ou seja, eu e mais um milhão - e, bem, no fim das contas ele é basicamente um Danshi Koukousei no Nichijou, só que com garotas mágicas. Ou garotos mágicos. O estilo de humor é bem... "pra moleque", e em geral não é o tipo de coisa que eu curto, mas eu preciso confessar que adorei as sequências de transformação] e acho que mesmo assim vai ter uma vasta fanbase e fanarts bonitos, então as chances de eu acompanhar meio que só pra não ficar de fora são grandes. Por outro lado, as chances de eu virar fã são pequenas, confesso.

Pretendo continuar vendo?: Sim.







Expectativa inicial: "Mais Ikuhara nunca é demais." ★★★★★

Bem, o que dessa estreia correspondeu às expectativas e o que não correspondeu? Vamos começar pelo que correspondeu: Yuri Kuma Arashi é, de fato, Kunihiko Ikuhara sem restrições, o que significa que é algo completamente insano, majoritariamente incompreensível, cheio de lésbicas e metáforas. Ok, isso é esperado. Do famoso O Cara de Utena (amo), Sailor Moon S/SuperS (sou) e Mawaru Penguindrum (é bonito), eu estava esperando coisas, e... bem, o que decepcionou foi que tem uma quantidade absurda de reciclagem.
Eu queria acreditar que todos esses erros gritantes e repetições óbvias são, tipo, zoação com o fato de que a indústria de anime se tornou 99% reciclada - mas provavelmente não é. Eu queria acreditar, como outras pessoas estão acreditando, que o fanservice gritante é apenas para denunciar todo o moe e a má representação da sexualidade de personagens homossexuais em anime - mas provavelmente não é. Enfim, eu queria ser otimista, mas eu tenho um pé na realidade e ele me diz que Yuri Kuma Arashi vai ser um flop de proporções astronômicas. Ou não. Pode ser que realmente fique bom. Pode ser que tenha uma carta na manga, afinal. Eu só estou torcendo, e empolgadíssima com cada episódio!

Pretendo continuar vendo?: Sim, e pretendo postar minhas impressões sobre também!




Expectativa inicial: "Por favor seja bom. Por favor corresponda ao potencial que você tem." ★★★★★

Antes de tudo, eu queria dizer apenas que esse anime tem a melhor abertura da temporada, e possivelmente do ano."Credo, Chell, mas o ano acabou de começar!" eu sei, eu sei, mas ela é boa assim. Ela é super divertida, e me fez pensar coisas por si só, mas eu vou comentar mais isso em um post individual - porque eu super quero fazer posts semanais desse anime.
E o que dizer dessa estréia? Eu preciso confessar uma coisa: ela realmente me fez lacrimejar, assim como o OVA Death Billiards [resenha]. Foi uma lição de vida em 24 minutos, realmente. Ainda é muito cedo pra dizer, mas acho que esse anime tem um grande potencial, apesar de pelo menos o primeiro episódio ter sido bem.. emocionalmente denso e pesado. Ou seja, não é delicioso de assistir, não é um Barakamon [resenha] da vida. Não é uma lição de vida feliz; é um chute na cara. Mas honestamente? Venho sentindo falta de histórias assim, realmente emocionais, em anime, e Death Parade parece ter vindo pra suprir essa necessidade. Tem sido uma grata surpresa e só espero que continue assim, exatamente deste jeitinho.

Pretendo continuar vendo?: Sim, com toda a certeza, e estou super empolgada!




Expectativa inicial: "Mais Kamisama Hajimemashita [resenha] é algo bom no meu conceito!" ★★★★☆

Vou ser sincera aqui: eu achei o primeiro episódio de Kamisama Hajimemashita círculos concêntricos (essa série de anime faz umas escolhas estéticas arriscadas, mas isso só me faz gostar ainda mais dela!) um pouco mais fraquinho do que a temporada passada, em particular no que diz respeito ao humor, mas isso pode ter sido porque eu acabei de assistir a primeira temporada recentemente - que teve um final ótimo, aliás - e as coisas ainda não engrenaram muito; já o segundo episódio, achei consideravelmente melhor. Enfim, atualmente o enredo está girando em torno de um "encontro de deuses" que a Nanami pretende participar. Eu gostaria muito que essa não fosse apenas uma temporada cheia de fillers.

Pretendo continuar vendo?: Sim, e confesso que estou me apaixonando mais por essa galera do que jamais imaginei.




Expectativa inicial: "Eba, mais Shounen Hollywood [resenha]!" ★★★★★

Essa é a segunda temporada de um anime que já resenhei aqui no blog. A primeira temporada foi assistida por poucas pessoas mas, aparentemente, quem assistiu tende a falar bem. Pelo menos eu com certeza só tenho a falar bem. Talvez não seja um exagero dizer que essa foi uma das séries que eu mais gostei do ano passado, apesar de não ter uma produção soberba e de ter sido tão pouco comentada.
O fato de o primeiro episódio da segunda temporada ter começado com a cena que todo mundo queria ver durante a primeira temporada fez com que ela já começasse maravilhosamente e deixasse as expectativas dos fãs lá no alto. De resto, é Shounen Hollywood, sem tirar nem pôr. Uma série meio morna, meio realista, mas interessante de maneira geral, especialmente pra quem se interessa em conhecer a indústria dos idols e boybands japonesas.

Pretendo continuar vendo?: Certamente que sim!





Expectativa inicial: "É mais JoJo, e eu não vi metade pra não ver o resto." ★★★★★

E por falar em continuações sem tirar nem pôr, esse é o caso da segunda parte da Parte III de JoJo (é) no momento. Aliás, mentira, porque teve um pouco mais de efeitos brilhantes. Além disso, esse episódio teve... um Stand cachorro, entre outras coisas bizarras, e ainda nada de Dio. Como alguém que não viu a Parte I ainda, e quer saber qual é a desse Dio, eu estou super ansiosa, sério. Diria até que é por isso que eu ainda estou vendo JoJo. Lutas, por mais inovadoras e incríveis que sejam - e esse é o caso de JoJo - eventualmente me cansam, mas eu estou morrendo de curiosidade pra saber como vão ser as coisas nessa segunda parte, no Egito. De resto, não sou grande conhecedora da série, então não sei se posso falar muito!

Pretendo continuar vendo?: Sim, com certeza.




Expectativa inicial: "Garotas moetoqueiras HAHAHA" ★★★★☆

Wow, isso foi seriamente confuso. Eu abri esperando algo muito legal, e tive algo que misturava o "muito legal" com "muito ruim" - e acho que o muito ruim prevaleceu. O lado legal é quando o anime tenta imitar o estilo visual de estúdios como o Studio Trigger (Kill la Kill, Inferno Cop), que é deveras interessante, colorido, etc. O lado ruim é quando ele tenta imitar a comédia e a falta de sentido que as coisas fazem em anime do Studio Trigger. Eu ouvi alguém dizer que tinha "uma vibe Kill la Kill". Até eu senti essa vibe, e olha que eu a) só vi 8 episódios de KlK e b) detestei-os.
Mas... Rolling Girls não chegou a ser um "100% detestável". Porque foi mais como um "Kill la Kill mais palatável pra audiências menos mentalmente perturbadas", ou, em palavras de outras pessoas que eu li por aí, uma versão "mais gentil" de KlK. Eu meio que concordo, e é essa a parte boa pra mim, pra falar a verdade, porque o que me mata em anime como KlK é o humor grosseiro. Por outro lado, eu não quero nada que me lembre (nem vagamente) de Trigger na minha vida. Nada.

Pretendo continuar vendo?: Provavelmente... sim. Apesar de não fazer mesmo meu tipo, é uma série que eu meio que quero ver onde vai dar.




Expectativa inicial: "Eba, finalmente vou entender os trocadilhos com 'ships de ships'!" ★★★☆☆  

Bom... eu assisti. Como já disse no post de impressões, assisti sem conhecer nada de Kancolle, mais pra conhecer do que qualquer outra coisa. O problema é que eles mal apresentam as coisas direito, então se você não conhece o jogo, provavelmente vai ficar meio perdido, e se não for obcecado por menininhas moe, provavelmente não vai achar muita graça - foi exatamente isso que aconteceu comigo, pelo menos. Por outro lado, a proposta é bem legal, e tem partes com muito potencial (como aquele monólogo profundo com a voz da Kasei logo no começo! E todos os efeitos legais e coisa e tal!). Em geral, eu só não achei graça, e fiquei um pouco confusa demais. Ficar confusa no primeiro episódio nunca é um bom sinal pros próximos, então...

Pretendo continuar vendo?: Provavelmente não, mas a proposta deu até uma vontadezinha de tentar jogar o jogo de novo, então acho que a propaganda funcionou.




Expectativa inicial: "Shounen popularzinho, devo mesmo tentar?" ★★★☆☆ 


Os primeiros momentos foram bem aquém das expectativas: Uma abertura super feliz pouco adequada pra anime-de-matança (que fez meu "sensor de shounen de matança com mortes idiotas" disparar), um visual um tanto sem graça, um universo muito simples com uma vibe muito, muito "shounen genérico"... Mas não é que eu me surpreendi positivamente?
No fim das contas, o visual é até legal; tem degradês interessantes e é o tipo de coisa que é pobre, mas bonitinha. A abertura (que me lembra a de School Rumble!) até que fica na cabeça, e o encerramento é lindinho; e o "grande vilão" tem a voz do meu amado Jun Fukuyama (Lelouch, Watanuki) (insira aqui comentário obrigatório sobre como ele faz a voz do meu husbando eterno, como ele é super versátil, como ele faz aniversário no mesmo dia que eu e eu o adoro, etc., etc.)
Enfim, com tudo isso, é até... um anime divertido. Não é Tokyo Ghoul, aliás, ao contrário da minha primeira impressão. Também não é "só mais um shounen maluco e transadinho". Não é um anime que se leva super a sério ou que espera que você o leve a sério, e essa é a parte boa. Ah, e é consideravelmente bizarro, o que pode ser bom ou ruim. (Tem esse rapaz que gosta de ser educado como um assassino pelo monstro dos tentáculos - ew - e ele reflete sobre como "nunca assassinou ninguém antes"... Ok... Bom saber.)
É tudo feliz, só que não.Como não leio o mangá, provavelmente vou continuar assistindo pra conhecer, porque achei até bem... interessante.

Pretendo continuar vendo?: Sim.




Expectativa inicial: "Ebaaa, mais Tokyo Ghoul." ★★☆☆☆  

E Tokyo Ghoul está de volta! Vulgo "uma das minhas decepções do ano passado", porque o quanto eu gostava no começo era proporcional ao quanto eu odiava no final. Enfim. Dessa vez com uma história original pra anime (pergunta: a da primeira temporada não era? Porque aparentemente era bem diferente do material original), e uma abertura estranha, aliás. Quase tão estranha e pretensiosa quanto o título. O grande assunto da semana, em muitos círculos, foi: "Por que a abertura da segunda temporada de Tokyo Ghoul é tão horrível?". Não sei responder. Não achei horrível porque é o tipo de música que você se acostuma, mas é uma escolha deveras estranha e que tem cara de encerramento.
De resto, pareceu mais um episódio final da primeira temporada, com muitas lutinhas e guerras de gangues. Também não sei por que eu ainda estou vendo Tokyo Ghoul, já que eu me perdi em algum momento em que a história tinha ficado entediante... mas esse foi um começo de temporada bom... provavelmente melhor pra quem ainda está entendendo tudo.

Pretendo continuar vendo?: Acho que sim... quem sabe? É bonito... Pelo menos......



Bem, é isso! Esse foi o primeiro post de impressões dessa temporada de séries de anime. Dentro dos próximos dias, devo estar postando o restante das minhas impressões.

E o que ficou disso pra mim e para o blog?

Em primeiro lugar e mais importante: que eu adoraria fazer comentários semanais de Death Parade, e super pretendo fazer isso.
Em segundo: que Yuri Kuma Arashi promete ser um trainwreck Ikuhariano digno de ser, no mínimo dos mínimos, um flop majestoso.

Em terceiro: eu estou realmente feliz que essa temporada não vai ter muita gente assistindo coisas diferentes de mim. Afinal... acho que eu curto quase tudo que tem de bom e popular nela. Que não é muita coisa, na realidade, mas tem algumas coisas bem interessantes e diferentes.

Enfim, comentem aí o que mais vocês gostariam que eu comentasse em um próximo post - afinal, não sei se só eu não sei o que mais está passando de bom/popular... - e, claro, também compartilhem o que vocês estão assistindo!
Como sempre, muito obrigada pela visita, e nos vemos no próximo post de impressões! (ノ◕ヮ◕)ノ*: ・゚✧

2 comentários:

  1. Yoooo belezura!?
    E eu aqui ilusoriamente pensando que não lançariam um anime mais gay que Free (sabe de nada inocente!). Eu não curto acompanhar animes em lançamento, porém faço questão de acompanhar esse sailor moon versão viadagem!
    Kamisama Hajimemashita é a minha grande espera! Estou ansiosa para o anime terminar assim posso assisti-lo todo de uma vez *u*, tanto o mangá quanto o anime são meus xodós >//////<, é impossível odiar alguém nesse anime, todos são tão cute, cute, tão fofinhos *-------*. Ah, e sobre a questão da comédia, bem no mangá é bem assim também, aliás, pelo que andei vendo o anime está super fiel ao mangá e pelo visto não teremos nenhum filler (mas na verdade aqueles fillers da primeira temporada realmente estão no mangá também!). Enfim, nessa segunda temporada o Tomoe vai estar muito fofo >///////<
    Nem vi ainda a primeira temporada de Shounen Hollywood Ç.Ç, e agora com o término da ultima temporada de animes, minha lista aumentou consideravelmente, enfim eu pretendo ver esse anime, só não sei exatamente quando e.e''''''
    Sobre Death Parade......Gamei nesse personagem de cabelo branco *Q*, aliás, tenho uma super queda por personagens de cabelos brancos *-*
    Tá todo mundo falando desse Ansatsu Kyoushitsu, espero que seja bom e não mais outro SAO da vida! Porque aquele anime me decepcionou muito!
    Finalmente a segunda temporada de Tokyo Ghoul! Eu curti bastante a primeira e no final me senti satisfeita, é claro que eu queria ver o Kaneki de cabelo branco todo fodão, mas naquela altura eu já suspeitava que rolaria uma segunda temporada (acho que já até corriam boatos sobre isso). Enfim, espero que essa segunda me agrade também *u*
    Kiss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oláaa Hinata-chan!~ E aí, como vai você? (◠‿◠✿)

      HAHAH realmente, sabe de nada, inocente!! Esse anime (...que eu ainda não decorei e nem sei abreviar o nome, juro...) tá se mostrando uma grande homenagem a Sailor Moon, mais ainda pelo segundo episódio. Aliás, depois do ep 2, eu estou curtindo ele mais do que esperava!

      E ahh, entendi! ;_; Por isso que é bom ter a opinião de alguém que conhece o mangá!! Fico feliz que eles estejam adaptando no ritmo certo. Fiquei com medo de que eles poderiam enrolar essa temporada pra deixar só a história do "encontro de deuses" nela... Ah, mas eu realmente fiquei bem mais confiante com o segundo episódio. ♡ Está igualmente fofo, eu estou ansiosa pra ver como vai ser essa reunião, e agora que você comentou, quero saber logo qual é a do Tomoe também!!

      Sobre ShoHari: bem vinda ao meu mundo! HAHAH minha lista de pendências acumuladas ao longo dos anos acompanhando anime é tão grande que é virtualmente impossível de ser assistida... OTL mas tudo bem, eu assisto aos poucos, quando tenho tempo e coisa e tal, nem esquento mais. Só é chato quando sai alguma continuação de algo que eu queria ver e ainda não tive tempo. ;A; Então, sei bem como você se sente!!

      Eu também, pra falar a verdade gamei em todo mundo que já apareceu em Death Parade. ♡ Foi uma das minhas estreias favoritas, se não A favorita. Super recomendo!

      Pois é, então!! Eu estava achando que Ansatsu Kyoushitsu ia ser ruim justamente por causa de todo esse hype, mas não é que eu me surpreendi positivamente? Assisti até o episódio 2 e estou até que gostando, mas com medo de ficar muito repetitivo, só naquela coisa de "personagem-destaque da semana". Mas acho que isso só vamos saber mais pra frente.

      Eu acabei decidindo não assistir essa segunda temporada de Tokyo Ghoul porque eu realmente me perdi demais na história, e perdi meu interesse lá pela metade da primeira temporada. D: Mas se acontecer algo bom, me conta!! Quero saber o que acontece com o pessoal, principalmente com o meu queridinho (Hideyoshi). ♡

      E como sempre, muito obrigada pela visita e pelo comentário, Hinata-chan!! Eu peço desculpas pois estou devendo algumas visitas (esse mês está corrido pra mim por conta do TCC, mas acho que vai ser assim sempre a partir de agora...) ^_^;; Enfim, mas mais tarde, quando tiver mais tempo, prometo que deixo meus comentários também no seu blog!
      Bjs e até mais!~ ♡

      Excluir