Bem vindo ao Blog Not Loli! Estamos em construção no momento! Siga-nos nas redes sociais!icones redesPesquise algum tópico: search
Parceiros parceiros

domingo, 7 de setembro de 2014

Free! - Leituras de "High☆Speed!".




Olá! Como vão?

Depois do ritmo acelerado de semana passada, nos últimos dias, eu parei de postar um pouco aqui por dois motivos. O primeiro, porque estou tentando - miseravelmente - fazer um layout novo pro blog. O segundo, porque estive lendo High☆Speed! [ハイ☆スピード!]. Para quem não sabe, como até já comentei um pouco nos posts teoricamente semanais de Free!: High Speed! é a light novel que inspirou o comercial Suiei-hen (Ore To Omae No Sa o Oshiete Yaru Yo), do Kyoto Animation, o qual por sua vez inspirou a série de anime Free!

O que significa que não é 100% Free!, 50% Off PAREI mas é bem próximo, até porque a editora KA Esuma Bunko é do estúdio, tendo publicado outras séries que receberam adaptações animadas como Kyoukai no Kanata e Tamako Market.


Então, High☆Speed! conta a história dos quatro garotos do clube de natação do colégio Iwatobi - Haruka, Makoto, Nagisa e Rin - antes de Rin ir para a Austrália. Por falar nisso, é em cenas dessa light novel que se baseiam a grande maioria dos flashbacks do anime, o character design, e várias outras características da série que conhecemos através do anime.

Eu não tinha lido High☆Speed! até hoje, mas ao descobrir a tradução da usuária do Tumblr janeypeixes, eu comecei a ler. Comecei por mera curiosidade, mas não é que eu não consegui mais parar? Vale adiantar que as light novels tem uma pegada bem diferente do anime - pra começar, porque se passa com garotos de 12 anos, na 5ª~7ª séries, e não de 17, no final do colegial. 




As preocupações, portanto, são outras: Se Free! Eternal Summer vem buscando fazer toda aquela discussão do futuro, transição pra fase adulta, necessidade de fazer escolhas e coisa e tal, em High Speed! a transição que eles estão passando é a da infância para a adolescência, e conforme li na internet - inclusive nessa ótima entrevista com um dos editores das novels - o autor buscou retratar justamente esses conflitos, e essa mistura da inocência infantil com a mentalidade madura. Essa é uma perspectiva interessante, levando em conta que adultos tendem a menosprezar a inteligência - e a caracterização, portanto - das crianças, e torna os personagens ainda mais encantadores.

E que encantadores! É encantadora toda a "pose" do pequeno Haruka, seus pensamentos "comicamente irônicos" no melhor estilo Kyon e outros narradores sarcásticos em particular de anime do KyoAni, né: Chuunibyou, Hyouka,..... Mais do que isso, é delicioso ver uma outra construção desse "narrador sarcástico" - uma que não é assim por ser desiludida com a experiência da adolescência, mas que desde pequeno parece observar e analisar demais o mundo. E não é só ele - o cast, imaginem, é basicamente o cast bizarro de Free!, só que crianças. E sendo assim, eles se parecem menos com estereótipos, como podem parecer pelo anime; Eles são personalidades interessantes em formação, e observar a maneira que cada um influencia e inspira o outro em suas razões de ser é bem interessante.



Dessa forma, High Speed! tem uma história bem interessante mesmo pra quem não gosta de Free!. A história, ao menos do primeiro volume (Nota: Estou lendo o segundo, e ouvi dizer que tem menos enredo e foi feito por razões mais comerciais e tal, e de fato apesar de entreter não tem me prendido tanto) é uma história bem construída, como esperado de um livro; Tem um começo, meio e fim, e uma mensagem a passar. Vale notar também que, sendo com crianças, além de o autor ser um homem, High Speed! não tem a pegada fetichista nem o fanservice de Free!. Sem contar que, como é tudo texto, não dá nem pra dizer que "ai, é pra ser shota fofinho", porque não é. Ou seja, se você não gosta de Free! automaticamente por causa do fanservice, mas ainda assim quer entender o "fenômeno", dê uma chance ao universo com High Speed!. Conheça os personagens. Mergulhe nessa onda! (OK, PAREI!!!)
Rin: [...] swimming with nonsensical guys like you is more amusing. Though there’s a lot of trouble, too.
Nagisa: What do you mean by nonsensical?
Rin: Like, a guy whose arms stretch right before the goal.
Nagisa: Is that me?
Rin: Like, a guy who wastefully swims with all his power.
Nagisa: That’s Mako-chan, huh?
Rin: Like, a guy who does an unbelievable swimming once you think it’s no use.
Nagisa: Haru-chan was amazing, huh?
Rin: You guys really are a bunch of weirdos.
Raising his eight-shaped eyebrows, Makoto shows a carefree smile.
Makoto: There’s a crybaby romanticist who speaks of his dream, too, huh? [...]


Por outro lado, pra quem já conhece o anime, é claro que a novel também é muito interessante. Uma, porque no anime a todo momento temos flashbacks que são de fato retirados dos dois volumes de High Speed!, e outra, porque nos ajuda a entender melhor a história de fundo dos personagens, coisa que pode ficar meio perdida no anime, já que é apresentada aqui de forma linear. Além disso, também é muito interessante observar as semelhanças e diferenças da novel para o anime.

Até a dimensão do nado, que é fascinante no anime graças à animação majestosa, não deixa a desejar nas novels, cujas descrições poéticas dos momentos de nado são igualmente interessantes. As ilustrações - essas ilustrações ao longo do post são retiradas das novels, em scans das usuárias do Tumblr janeypeixes e sunyshore - são similarmente boas. Mas além dessas questões de adaptação, é especialmente interessante observar as liberdades que a produção do anime tomou. Free! é quase como um doujinshi que se passa no futuro com os personagens de High Speed!. Assim sendo, por mais fiel e relativamente coerente que seja (afinal a produção é ótima), algumas liberdades artísticas são tomadas.

A diferença que mais me marcou, num primeiro momento, foram as descrições físicas. Isso acontece com qualquer adaptação - de livro pra filme, por exemplo, é comum que o leitor se choque ao ver como a produção imaginou os personagens e o quão radicalmente diferente eles podem ser esta visão da que ele tinha em mente. Não podia ser diferente aqui - mesmo vendo o anime antes, ler as descrições pode nos fazer ter uma impressão bem diferente dos garotos. Por dois motivos: primeiro, que a história de High Speed! se passa antes da puberdade deles, e sim, o formato do corpo de alguns muda bastante. Como exemplo, cito o Sousuke, que tinha como característica um físico alto e esguio; No anime, ele não parece tão mais alto ou esguio que os outros garotos, e na adolescência ele deve ser o que tem ombros mais largos e tal, mas a descrição do físico dele dá uma ideia totalmente diferente, que claro, também está relacionada com a imagem que temos da personalidade dele.


Em outra situação, na novel é descrito bem claramente que o Makoto tinha ombros largos para uma criança e era maior que o Haruka, o que combinava de alguma forma com seu nado - forte e agressivo contra a água, que ele temia, enquanto o do Haruka já era suave e toda aquela descrição poética de como seu nado é fluido - mas isso não é tão visível no anime, nos episódios em que ele aparece criança. Em suma, os físicos diferem um tanto, e como os traços físicos também simbolizam um pouco da personalidade dos personagens, é interessante ver como desde aí a equipe de produção do anime tem visões diferentes deles, em alguns pontos, do autor da light novel. O Haruka, em especial, tem mais protagonismo e personalidade no texto escrito, e o Nagisa é ainda mais "shota feliz"; O Makoto parece ser mais sociável, e menos "benevolente-e-angelical", com seus momentos sarcásticos, e assim por diante. No geral, os personagens são mais desenvolvidos, justamente por todas as características de formato e público diferentes.

Além disso, há mudanças no elenco: As novels tem uma garota (wow! eu sei...), Aki, que é de outro clube de natação, enquanto a Gou pouco aparece; As novels não tem o Rei, e tampouco o Nitori. Aliás, curiosidade: sinto que o Nitori foi quase uma homenagem ao Nagisa, que quando pequeno, nas novels, também puxava o elástico dos óculos à la Rin-senpai (além de serem ainda mais parecidos).

Em conclusão, High Speed! não é Free!. E vice-versa. E isso é bom! Além de poder recomendar com certeza as novels para quem pode ler inglês, e não é chegado em Free! por conta do fanservice ou qualquer outro motivo, também (obviamente) estão recomendadas para quem gosta do anime e quer entender melhor o universo dos personagens, suas histórias de fundo, e quiçá chutar o que pode acontecer nesses episódios finais...? Como as histórias não tem relação direta, é perfeitamente possível curtir um material sem o outro. E High Speed! é um material legal; Não é sem motivo que ganhou o concurso da Esuma Bunko. Posso dizer que curti bastante a leitura pra ter o meu Free!-fix durante a semana, e recomendo pra geral.

2 comentários:

  1. Yooo beleza!?
    Não pera.......revelações bombásticas! FREE SAIU DE UM COMERCIAL!? OMG, nunca que eu imaginária isso! Então a novel deu origem ao comercial, o comercial ao anime, e a primeira temporada deu origem a segunda temporada.......nossa por essa eu não esperava '-'
    Enfim, choques e surpresas a parte, fiquei muito curiosa para ler a novel, ainda não vi free e pouquíssimo sei sobre ele, aliás de primeira não estava muito interessada no anime e nem sei direito o porque disso, mas tenho certeza que não é por causa do fanservice, aliás estou apoiando 100% todo o fanservice de free (afinal qual o problema de aparecer uns carinhas bonitos de peito nu para as garotas!? u-u),enfim, mas depois de ler suas resenhas comecei a me interessar muito pelo anime, e assim que terminar a segunda temporada vou assisti-lo. E até lá dou um jeito de avançar no meu inglês para depois ler a novel, ou então nada que um bom google tradutor e paciência (até lá também dou um jeito de desenvolve-la), não resolvam u-u.
    Adorei o post >/////<
    Kiss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oláa Hinata! E aí?~
      Hahaha pois é, isso aí! Fico feliz que eu tenha conseguido te deixar interessada! (゜∇´ )ゝ De fato, a premissa de Free! é bastante desinteressante, mas o elenco é tão divertido que você acaba se apegando... Eu mesma não tinha muito interesse no começo, e virei a fã que virei. orz Ahh mas faça isso sim! Já tem tradução sendo feita pro espanhol, então quem sabe uma hora sai pro português? (◠‿◠✿)
      Fico feliz que tenha gostado do post! Obrigada pela visita, e até mais!~

      Excluir