sábado, 2 de agosto de 2014

OVA: Tokyo Marble Chocolate - Tão doce quanto o nome pode sugerir.


Volta e meia, eu pego coisas aleatórias e curtinhas para assistir, esperando uma experiência diferente do habitual das séries de anime.

Eu peguei Tokyo Marble Chocolate para assistir por dois motivos principais: Primeiro, porque o estilo delicado da arte me agradou de cara; Segundo, porque eu achei o nome muito fofo. Afinal, eu sou sim uma gorda de espírito, e chocolate marmorizado é tudo de bom. Uma história de amor em Tóquio com um nome como "Tokyo Marble Chocolate" não podia ser ruim, certo?

Foram estes os motivos bobos pelos quais eu decidi assistir esse OVA, e como coleciono mentalmente animes excepcionalmente fofos, fico feliz por essa decisão.

Tokyo Marble Chocolate foi produzido pelo estúdio Production I.G (Shingeki no KyojinPsycho-Pass [resenha]), em 2007, sob a direção de Naoyoshi Shiotani (Psycho-Pass [resenha]). É um OVA de dois episódios - baseado em um mangá josei de dois capítulos, a propósito - que nos apresenta o romance de Chizuru e Yuudai, um jovem (e ingenuamente adorável!) casal da cidade de Tóquio.

A premissa básica é essa; Ambos os personagens são pessoas muito simples, ou pelo menos nos são apresentados dessa forma no curto tempo dos episódios, e a história deles não é diferente de todas as que eu ou você já vimos.

Apesar disso, essa simplicidade não implica em simploriedade da obra. O diferencial do OVA não está em personalidades excêntricas ou acontecimentos extraordinários, mas sim na forma pela qual a história delas é apresentada. Cada episódio serve para contar uma mesma história (pra ser mais exata, uma série de ocorrências transcorridas no decorrer de dois dias, mais ou menos) da perspectiva de uma pessoa diferente - o primeiro, da perspectiva de Chizuru, e o segundo, da perspectiva de Yuudai.

Essa mudança de perspectiva não é um recurso narratológico super incomum, mas funciona muito bem aqui ao ser usada para explicar uma briga de casal. Apesar de ser uma história totalmente coerente e não-contraditória, o espectador pode ser enganado na primeira vez que assiste. Tanto os personagens quanto o espectador precisam juntar as peças para entender o que aconteceu, e é exatamente aí que reside a beleza e o desafio desse romance: Por precisar assistir a ambos os episódios para entender tudo, nos damos conta de que eles conseguem ver a perspectiva do outro sem que ela seja mostrada diretamente. Isso é extremamente doce, e justifica cada letra do "chocolate marmorizado" do título.

Não, você não vai encontrar aqui um nível de drama ou de densidade psicológica excepcionais-a-despeito-da-curta-duração, mas é sim uma história amável e heartwarming.

Similarmente ao que eu falei sobre a arte de Isshuukan friends. na resenha que fiz, e também similarmente a um Honey & Clover ou Hourou Musuko, a arte de Tokyo Marble Chocolate faz uso de cores levinhas pra refletir o sentimento da narrativa. Funciona. As músicas são poucas, mas os encerramentos ficaram populares: Mata Aimashou, do SEAMO, e Zenryoku Shounen, do Sukima Switch, foram alguns dos seus primeiros trabalhos em animações. (Nota: A título de curiosidade, quem tem um DS e gosta de jogos de música japonesa já deve ter ouvido essas músicas em Taiko no Tatsujin e Osu! Tatakae! Ouendan! 2. Eu tinha, e fiquei me perguntando por que eu conseguia até cantar junto ambas se nunca tinha assistido ao OVA!)

Não é preciso assistir os OVAs na ordem de lançamento para entender a história. Se quiser uma experiência diferente, assistir na ordem contrária é uma opção. Fica aqui minha recomendação para quem quer assistir um romance levinho numa tarde fria.♡

2 comentários:

  1. Yooo beleza!?
    Partiu assistir as ovas /oooooooooo,amo histórias simples de amor *-------*,tenho uma queda por elas,mesmo que ultimamente eu esteja optando por dramas e coisas do tipo,eu ainda possuo um amor incondicional por histórias kawaii's >//////<

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oláa! o/
      Yayy!! Ainda bem que gostou da recomendação! Hahah eu também adoro historinhas de amor e coisas fofas, então me diverti com Tokyo Marble Chocolate, espero que você goste também. Não tem nada mais relaxante que uma história simples e levinha, não é?
      Muito obrigada pela visita e pelo comentário, e até mais! (^∇^)

      Excluir