quarta-feira, 30 de julho de 2014

Free! Eternal Summer 3 & 4 - Quem dera Naruto fizesse fillers assim.

Tamanha zoeira parece 50% Off mas é Free! mesmo.

Olá!~

Pra variar, faz bastante tempo que eu não posto aqui, né?

O motivo principal, como eu já postei no Twitter, é que eu estou acompanhando coisas demais nessa temporada. Eu juro que tentei, juro que não era minha intenção, mas...
Essa temporada está muito boa, não?
(E com "boa" eu quero dizer também que "tem bastante slash, shoujo, e fanservice pra população feminina em geral", é claro. (ノ◡‿◡)ノ)

E então, digamos que eu lembrei esses dias que tenho um blog, e que minha vida não deveria girar em torno de lições de japonês e tentativas miseráveis de não ficar atrasada nos episódios da temporada.

Explicado tudo isso, venho hoje - antes de sair o episódio 5, pra dar aquela recapitulada básica - trazer a resenha dos episódios 3 e 4 de Free! Eternal Summer, que foram basicamente um grande filler na opinião de muitos, mas... vamos ser sinceros? Free! é um anime sobre nadadores musculosos. Toda a história é um grande "filler" pra disfarçar o fanservice óbvio. Pra variar, os fillers desses episódios foram muito bem-feitos. Não, não tenho reclamações a fazer: foram ambos episódios hilários, e eu não esperava nada além.

Pessoalmente, eu preferi o episódio 3, que foi quase todo centrado no clube do Colégio Iwatobi, mas estou percebendo um padrão de intercalar episódios focados em clubes diferentes que considero positivo, né? Quer dizer, enquanto tiver o Makoto-mozão eu vou estar feliz, né?



No melhor estilo do episódio 2, o episódio 3 começou com um festival que aconteceu no colégio Iwatobi. Como a divulgação do tal do "Splash Fest" não funcionou muito bem, e o clube de natação do colégio Iwatobi ainda precisa de novos membros, Gou vê num festival de clubes do colégio uma outra oportunidade para conseguir novos membros... na verdade, eu acho que já vi esse plot de "clube que precisa conseguir membros" em alguns lugares por aí (qualquer semelhança é mera coincidência e tal) e Free! parece estar indo pelo mesmo caminho. É um plot device meio preguiçoso pra não tirar o clube do colégio Iwatobi de cena, na minha opinião, mas como ninguém vê Free! pelo plot, sem problemas, certo?

Enfim, é essa a desculpa para o espetáculo de músculos e atletismo que acontece na primeira parte do episódio 3, em que os garotos do clube de natação ganham numa corrida contra vários outros clubes do colégio Iwatobi, provando o quanto os garotos do clube de natação são o máximo. Esse momento serve basicamente para lembrar que o Rei um dia foi do clube de corrida, já que ele dá uma de super-trunfo, e isso vai ser importante mais tarde no episódio.


A divulgação continua não funcionando muito, porque ninguém tem interesse em natação (nota da autora do post: sério, amigos? Aqui fora tem até fila pra entrar nesse clube), mantendo nosso plot device por mais um tempo. Além disso, a piscina é enfim inaugurada oficialmente, e o capitão Makoto instrui a todos que se preparem para o relay, com o Crowning Moment of Heartwarming desse episódio sendo a fala do Haruka, sobre só nadar freestyle e relays. Com essa declaração, todos os garotos ficam empolgados para a competição, e decidem tentar novos estilos; Inclusive o Rei que, bem, era do clube de corrida afinal, e ainda afunda tentando nadar em qualquer outro estilo.


Rei começa a entrar em crise a respeito da sua participação no clube de natação do Iwatobi (dejavu much?) e é aí que ocorrem as cenas do preview do episódio anterior: Fazendo uso do seu velho método de revirar livros à procura da forma perfeita, nosso nerd preferido tem uma conversa com o capitão do clube de corrida, que o elogia pelo seu feito na competição dos clubes, e questiona como ele se sente sobre não estar mais no clube de corrida. Além disso, Haruka pergunta para Gou sobre Sousuke, com quem ele discutiu no fim do episódio passado, e desconversa mais uma vez sobre a ideia de levar a natação a sério.


Após ver essa cena, começa a se ver cada vez mais pressionado e toma uma escolha que justifica uma metade de um episódio inteiro de fillers hilários e com conteúdo altamente shippável: Nos últimos dias, Nagisa não tem conseguido se encontrar com Rei, já que ele sempre diz estar ocupado e acaba voltando pra casa sozinho, ou recusando sair para passear; Parece estar misteriosamente cansado, e quando questionado sobre o que tem feito, desconversa. Perturbado, Nagisa compartilha isso com o clube de natação, inclusive com o treinador Sasabe, que conclui que ele só pode estar... namorando escondido!


É claro que o Nagisa tem um surto, e quando a Gou tenta dar uma de cupido dos amigos, o Rei tem uma reação tão engraçada quanto suspeita. É claro também que, como bons amigos, todos começam a andar escondidos atrás do Rei para saber o que ele tem feito. É assim que a Gou chega à conclusão de que ele só pode estar namorando o capitão do clube de corrida! Afinal, eles tem se encontrado sozinhos, e... né? Né?! Porque ships em Free! nunca são demais.

Para acabarem com a dúvida, Makoto dá uma de capitãozão e convida todo o clube pra um "encontro de emergência". Makoto autoritário é uma coisa tão disfuncional quanto soa. Depois de muitos minutos de silêncio, é o Nagisa quem surta e pede para o Rei não trocar o clube de natação pelo de corrida, e temos aí mais um momento fofinho sobre como Friendship is Magic com uma boa dose de NagiRei, quando Rei afirma que não é nada disso e que ele tem toda intenção de continuar no clube... mas que ele ainda assim precisava sair correndo para fazer algo misterioso.


Óbvio que todo mundo vai atrás, e só aí que eles descobrem depois de uns 15 minutos de filler onde exatamente Rei tinha ido! E esse lugar era... o Colégio Samezuka, de todos os lugares possíveis, onde homens másculos fazem atividades provavelmente bem heterossexuais à noite. Não, mentira, dessa vez ele só estava realmente... aprendendo outros estilos de nado com o Rin! "Ooh, quem os viu na temporada passada e quem os vê agora", né? O Rin diz que "deve uma para o Rei" - pra quem não lembra da competição do episódio final, em que o Rei cedeu seu posto para o Rin - e que por isso estava ajudando-o, enquanto o Rei o "paga" com biscoitos que, pra tristeza do adorável jovem-na-puberdade Momotaro, não eram da Gou. Rei conta para o Rin sobre o quanto ele quer ficar com o clube e fazer essa surpresa para eles, mas os colegas de clube acabam escutando e estragando a surpresa, o que leva a mais um momento hilário provando que como atores os garotos do clube do Iwatobi são exímios nadadores.


Em resumo, o 3 foi um episódio muito focado nos garotos do clube do Iwatobi, o que me agradou, já que os garotos do Samezuka tem aparecido demais. Voltamos a ter tímidos momentos MakoHaru (♡), e no geral, apesar de ter sido bem enrolado, foi um episódio divertidissimo e eu só quero mais Iwatobi. Enquanto isso, os garotos do Samezuka continuam... ah sim, incrivelmente gays. Espera, eu não ia dizer isso, mas eu disse. Animadores continuam amando o Rin, e no final, o Sousuke continua disfórico, com sua bunda metafórica consideravelmente doída porque o Rin tem amigos e ele não.


Amarrando essas pontas, o episódio 4 começa com um flashback do Rin e do Sousuke, os quais acabam sendo o foco desse episódio, disputando sorvete e fazendo promessas. O episódio começa efetivamente mostrando uma sessão de treinamento dos garotos do clube do Samezuka, cujos tempos serão usados para a seleção de quem participará do relay, segundo a tradição do clube. Momotaro parece ser bom e tem ganhado a admiração dos demais, apesar dos tempos bem inconstantes, e vemos também Nitori que treina com toda a boa intenção do mundo para poder participar do relay. Sousuke declara que ele não tem chances, e Rin demonstra ter fé nele, mostrando que não é mais o Rin mesquinho de antes, e é um capitão adorável porque os produtores o amam - sério, pode esse screentime todo em detrimento do Makoto-mozão, Arnaldo??.

Deixando a revolta de lado, enquanto isso no colégio Iwatobi o que rola é uma competição de obento com a Gou como jurada. Acho que a Gou gostou desse negócio de ser jurada depois da competição de músculos. Enfim, sim, chegamos nesse nível de filler, com direito a pães sugestivos (imagem ao lado!) e Gou e Makoto sendo uns lindos agindo como mãe e pai do clube.

No Samezuka, mais filler: Os garotos do Samezuka saem juntos para comprar roupas de natação (e eu preciso notar que poucas vezes vi o Sousuke com uma cara tão feliz quanto comprando roupas até agora. E ele se veste bem! Então...) e encontram Gou. Pra ser mais exata, Momotarou encontra Gou há uns 500 metros de distância de onde eles estão comprando roupas, corre até ela, e tenta se apresentar de novo, demonstrando ter um gosto pra roupa de natação pior que o do Rei. O Rin dá aquela puxada básica de irmão ciumento, e sugere swimming briefs para o Momotaro... É... É esse o nível de filler, amigos. (Imaginem aqui: "A que ponto chegamos.jpg".)


Durante o passeio, Sousuke e Rin se afastam para comprar bebidas em uma máquina, e se lembram das suas competições na infância, que nem no flashback do começo do episódio - aparentemente, o Sousuke sempre ganhava nas competições de natação, e o Rin sempre ganhava nas de sorte. (Eu confesso, pelo menos, que eles eram umas gracinhas!) 

O Rin ficou devendo um favor para o Sousuke em uma dessas apostas, mas eles não se falaram por anos depois daquilo. Conforme se lembram disso, o Rin fala que Sousuke pode pedir o que quiser agora. Nesse momento, Sousuke pede para trocar de cama com o Rin e depois pede metade do refrigerante dele - duas coisas que o Rin prontamente rejeita com "é isso que você quer pela nossa promessa de anos atrás?!", me fazendo interpretar tudo isso como um "cala a boca e beija logo" sutil. (Sério, que tipo de pedido ele esperava...?)

Aí começa o momento realmente fofo: Sousuke começa a lembrar que Rin parou de entrar em contato enquanto estava na Austrália, e ele nunca soube se algo tinha acontecido... e declarou, com olhos brilhando quase tanto quanto Haruka ao ver uma piscina, que queria saber o que aconteceu nesse meio-tempo, o que foi basicamente uma confissão de amizade vinda do tsundere da galera. Rin desconversa um pouco, e temos um flashback real de Haruka com pétalas de flor de cerejeira... Ah, gente, episódio 4 da segunda temporada. Eu devia mesmo estar notando essas coisas? Já sabemos que os animadores adoram umas cenas gays. Prossigamos. Rin diz que foi salvo pelos seus amigos, e que nada pelos seus amigos, e aquela coisa toda, o que faz o Sousuke chamá-lo de "romantist da natação" com uma pitada de ironia ou inveja. Eu preciso dizer, aliás, que isso me cativou, porque, bom... a gente sabe quem mais é romantist da natação, né? (Se não, dica: "The water is alive"-Haru-chan.)



Enquanto isso, Gou conta para os garotos do clube do Iwatobi que comprou coisas para preparar uma alimentação mais saudável para todos, e com coisas ela quer dizer doses cavalares de suplementos vitamínicos, mas é claro que eles só descobrem isso depois de comerem as "Mystery Food X" dela. Ao comentar que encontrou o Rin e o Sousuke, Haruka se mostra interessado, e Rei também pergunta sobre o passado deles, no que ela conta o pouco que sabe sobre o irmão: Que eles chegaram a nadar juntos, mas apenas uma vez. O Rei questiona por que eles não continuaram juntos na competição, já que eles já conheciam o estilo um do outro, e descobrimos então que os antigos colegas de clube do Rin - vulgo "Haruka, Makoto e Nagisa" - conhecem essa história melhor: O Nagisa perguntou para ele na época, o Rin disse que as coisas entre eles não funcionavam porque eles se conheciam bem demais, e porque, desde aquela época, eles já tinham essa coisa de "passionate Rin vs theorist Sousuke" que acabamos de presenciar.

E mais história inacreditavelmente inútil, provando que todos os pontos em desenvolvimento da temporada vai para o colégio Samezuka: Enquanto todos discutem o que seria mais nutritivo, o treinador chega com uma pizza deliciosamente gordurosa para acabar com a discussão. Quem nunca? O Rei e a Gou trocam um momento de "você não é tão ruim quanto eu pensei", graças à bem-elaborada Dieta da Gou, e a Questão Nutritiva da Semana parece ter sido resolvida. Ufa, hmm!


Enquanto isso, no colégio Samezuka, o Momotaro faz tempos terríveis que fazem as pessoas questionarem se ele realmente só deu sorte no começo, e Sousuke e Rin fazem um cooper noturno enquanto Nitori se mata de treinar. Rin elogia os esforços de Nitori, e nessa hora, mais uma cena impactante: O Sousuke começa a dar uma lição para o Rin sobre como não há espaço para essa coisa de amizades em um relay se ele realmente quiser se tornar profissional, que o deixa irritado e o faz dar uma resposta a altura: "Eu sou quem eu sou por causa dos meus amigos", Rin diz, e diz que apesar de se importar com suas aspirações profissionais, é a prospectiva de nadar com os amigos que o dá força. Então, ele promete para Sousuke que irá provar que pode ter ambos com o melhor grupo possível, o que faz o Sousuke deixar de cu doce e admitir que quer participar do relay, apesar de ele "nunca ter gostado de nadar em grupo", conforme ambos bem sabiam.

É aí que descobrimos o que realmente aconteceu entre eles no passado: Após uma atuação ruim, Sousuke começou a desprezar relays, dizendo que natação era um esporte individual, e desmerecendo então o trabalho do pai do Rin, e foi assim que eles pararam de nadar juntos.

Voltando para o presente, Sousuke diz que as coisas são diferentes, e que ele quer que Rin mostre o que ele espera ver, no maior estilo Rin-e-Haru-na-primeira-temporada, como os flashbacks bem nos ajudam a lembrar. O Rin lembra Sousuke, no entanto, que os participantes do relay são escolhidos pelos seus tempos, mas que ele está aberto a uma competição 1-1 amigável, na sua modalidade secundária.

Sousuke ganha por pouco, e então Rin toma a decisão de declarar, perante o grupo, que está mudando as regras para o relay deste ano, e que ele próprio escolheria quem ia participar (democracia pra que, certo? Pra que tentar ser simpático, certo, novo capitão?!) não apenas com base em tempos, mas com base em interesse e determinação.

O que significa, em outros palavras, que ele deve escolher o Quarteto Fantástico do Samezuka simplesmente porque (agora) ele pode.

E assim termina o episódio 4, mais um episódio com uma quantidade inacreditável de fillers, mas incrivelmente divertido. E como eu disse na resenha do episódio 2 sobre não poder esperar pelo Sousuke se tornar um pouco mais agradável: isso começou a acontecer nesse episódio. Coisas simples como ele sorrindo na loja me agradaram, mas para além disso, ele realmente teve uma mudança de atitude drástica nesse episódio, e para melhor. Foi bom ver um pouco de emoção vinda dele, e também foi bom conhecer um pouco da sua personalidade quando criança.

O preview do episódio seguinte é sobre por que ponta você começa a comer o pão. Não, não é, mas é sobre isso que eles estavam falando no preview! O episódio parece ser sobre o Nagisa, assim como esse foi mais focado no Rei, but-not-really. Pessoalmente, eu agradeço ao menos o esforço em manter um pouco do screentime do clube do colégio Iwatobi, já que foram eles que nos cativaram na primeira temporada, mas eu ainda estou sentindo falta do Makoto-mozão. ;_; Ah, deixando o bias de lado: Acho que qualquer pessoa que não curtiu muito os personagens novos deve estar sentindo muita falta, porque eles não tem demonstrado medo de mudar o foco... Apesar de eu não achar realmente que dê pra alguém odiar o Rin atual. Talvez esse autoritarismo pra cima da escolha dos integrantes do relay não tenha sido sua melhor escolha de vida, mas no geral, ele se tornou um personagem incrivelmente adorável.

A propósito, já pararam para pensar sobre como os produtores tem um bias violento com o Rin, uma identificação forte com a Gou, e como a competição de músculos (tm) do episódio passado provavelmente foi uma referência a isso? Makoto ganhou em popularidade, mas na realidade não foi por causa da Gou, que deu nota mais alta pro Rin! A galera simplesmente gostou do Makoto, que a propósito merece mais screentime nos próximos episódios!! ¯\_(╹◡╹)_/¯ I want to believe.

Deixo no ar. Ou na água. Já disse que ambos estão vivos hoje? Reflitam sobre isso. ~Until next water time~.

4 comentários:

  1. Yooo beleza!?
    Pois é,notei que a senhorita andou sumida,que história é essa de abandonar seus leitores!? TT^TT
    Uhuuulllll finalmente minhas preces foram ouvidas: ''uma temporada com shoujos e fanservice para as garotas /ooooooooooooooooo'' já estava cansada de só ver animes com peito e bunda,NÓS MULHERES TAMBÉM QUEREMOS VER HOMENS NUS NESSES ANIMES! U3U kk
    Realmente quem dera Naruto fizesse uns fillers assim,apesar que o arco do Sora ''Doze Guardiões'' (abertura Blue Bird) fiquei sabendo que todo ele era puro filler,não tem no mangá.Além disso tem o filler ''chikara'' que foi muito shooowww XD,mas também só esses dois o restante é só bobagem =/
    Enfim,free veio para fazer a felicidade da mulherada (e está conseguindo *q* ).
    Kiss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awww, muito obrigada, Hinata!! \(^∇^)/ Agora eu não estou mais atrasada no que eu estou assistindo, e tem vários posts que quero fazer, então prometo que vou aparecer mais!

      Nâo é verdade?? Há quantos anos não tinhamos uma temporada assim, hein?! Sério... E não só tem muito anime voltado pro público feminino em geral, como tem muito anime de qualidade! Até o que eu esperava não ser bom na versão em anime, como Love Stage, tem me surpreendido positivamente. Confesso que estou adorando todas as minhas escolhas da temporada (e isso é um problema, porque eu jamais quero ter que parar de acompanhar qualquer uma delas, caso o tempo fique curto! o(;△;)o )

      Não é? Eu confesso que nunca vi Naruto Shippuuden, e mesmo da primeira temporada vi muito pouco... Não por ser ruim (na verdade, minha implicância com Naruto é mais com alguns fãs da série do que com a série, tbh) mas eu não me ligo em shounen de luta. (Mas, se eles incluíssem coisas como "competição de músculos" e "compras de sungas" nos fillers, eu provavelmente assistiria, LOL.)

      Até mais, e muito obrigada pela visita e pelo comentário! ヾ(^∇^)

      Excluir
  2. Poxa, eu fico vendo os blogs que acompanham Free e sempre falam tão bem, está na minha lista há séculos, mas eu ainda verei! rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha... Free! é muito bom, tecnicamente falando, apesar de talvez pecar em história e desenvolvimento. Na minha opinião, as características que fazem ele se destacar são o fato de ser um Slice of Life (bom) com Esporte, e não o contrário como costuma ser; E além disso, um anime bem-produzido com fanservice de garotos, o que é coisa rara!
      Acima de tudo isso, porém, Free! diverte pra caramba, e eu que fui ver cheia de preconceitos me apaixonei. (●´∀`●) Não "acrescenta" em nada, mas ei... me acrescenta alegria semanalmente, não posso reclamar!
      Muito obrigada pelo comentário, e volte sempre! ( ´ ▽ ` )ノ

      Excluir