sábado, 5 de julho de 2014

Anime: Soredemo Sekai wa Utsukushii - Encontros, partidas, e um jovem casal tentando ser feliz.


Soredemo Sekai wa Utsukushii é um anime que foi produzido pelo Studio Pierrot (Bleach, Naruto), tendo estreado na temporada de Primavera e tido duração de uma temporada - mais precisamente, 12 episódios - como outros que resenhei recentemente.

O anime é baseado em um mangá shoujo serializado na revista Hana to Yume, que serializou entre outros mangás shoujo de sucesso - como Kaichou wa Maid-sama, Fruits Basket, Ouran Host Club, Vampire Knight - também o mangá de La Corda d'Oro, série da qual possivelmente eu tratarei num post seguinte. E assim como algumas das séries mencionadas, eu chamaria Soredemo Sekai wa Utsukushii de inegavelmente shoujo, porém especial.

Soredemo Sekai wa Utsukushii conta basicamente a história de um jovem casal, Nike e Livius. Nike é uma das filhas do rei de uma ilha, na qual as mulheres da família real tem o poder de fazer chover ao cantarem uma certa música. Livius é o jovem (eu quis dizer "criança") rei do grande império do universo da história - basicamente um D. Pedro II se o Brasil fosse um grande império com várias colônias em 1838 - que sabendo disso e interessado nesse curioso poder, pediu ao rei que lhe oferecesse uma de suas belas filhas para se casar com ele. A filha escolhida foi Nike, que aparentemente é a menos bela, mais maluquinha, e desde o começo deu um tanto de trabalho pro reino, mas não que o reino não tenha dado trabalho pra ela, bem...

É essa a premissa básica: Casamento arranjado, e é curioso porque esse é um shoujo justamente sobre como fazer um casamento arranjado funcionar. O casamento não é necessariamente algo negativo - claro que alguns personagens vêem dessa forma, mas a história não - e tampouco algo meramente protocolar; A trama é justamente sobre como esses jovens acabam formando um laço, aos trancos e barrancos, e fazendo esse estranho casamento funcionar.




Eu diria que, juntamente com essa premissa, e a despeito das idades muito jovens dos protagonistas, outra coisa que faz de Soredemo Sekai wa Utsukushii um título especial é que é um shoujo com uma aparência despretensiosa e imatura - e a animação simplista do Studio Pierrot apenas reforça essa impressão - mas que faz pensar sobre algumas noções de romance relativamente maduras. Os protagonistas vão se aproximando à medida em que se conhecem, conhecem os passados e as famílias um do outro, e são forçados a enfrentar dificuldades juntos, ao invés de se sentirem atraídos à primeira vista. Não é uma premissa tão original, falando assim, com o tanto de "tsunderismo" em shoujos afora, mas o interessante é que eles realmente não tem interesse um no outro; É apenas um casamento arranjado por razões de poder. Outro motivo pra isso pode ser - e é - a diferença de idade, que é inclusive um assunto problemático.






Nike possivelmente é maior de idade, tendo por volta de 18 anos, e Livius é bem mais jovem apesar de sua maturidade - ele tem 12 ou 13 anos, se bem me lembro - o que gera um certo conflito pelos ocasionais momentos de interesse sexual da parte de um garoto púbere. Ela se sente desconfortável com isso, mas também se apaixona por ele. Eu pessoalmente achei isso bastante controverso - afinal, tem essa cultura de que "lolicon é ruim" e isso é positivo, mas parece que aliviam a barra quando se trata de shotacon - mas quanto a esse assunto, acho que esse post (em inglês) do blog Absolutely Anime foi bem escrito e pode iluminar um pouco. Em resumo, como você vai julgar depende do seu nível de tolerância. Eu achei no mínimo curioso ou diferente do que se costuma ver em shoujo por um lado, mas dizer que eu me senti confortável com a ideia de relações sexuais entre eles seria mentira. (Spoilers: nada acontece durante o anime, mas, bem, a ideia está colocada.)



Enfim, Nike e Livius. Um casal tão esquisito, a princípio, quanto apaixonante. Os dois são duas mulas teimosas, tem personalidades fortíssimas, e como já diria minha avó, "dois bicudos não se beijam". Ambos são pessoas que lutam pelos seus interesses - ainda que Nike seja a mais passional, e Livius em geral seja mais racional, apesar de agir muito como uma criança mimada em diversos momentos mais privados - e dão bastante trabalho pra todos à sua volta, desde o fantástico mordomo Neil, que é o pobre representante do bom senso nesse elenco surtado, até o bon vivant Cecil. Mas ambos tem também algo a oferecer pro outro; Nike tem uma doçura e um olhar mágico perante a vida que são essenciais para Livius, o qual é por trás de todas as máscaras apenas um garotinho difícil e bastante solitário. Ela é independente e sabe se virar, sendo inclusive uma protagonista de shoujo bastante inspiradora, mas no fim das contas precisa de alguém que a aprecie e ao mesmo tempo dê conta dos seus descontroles, e Livius cumpre esse papel. É dessa forma que o relacionamento acaba se estrturando, e tendo todo esse desenvolvimento ao longo dos doze episódios do anime.



E falando do "olhar mágico" de Nike sobre o mundo, essa é a outra característica do anime que me cativou e que eu acho que faz dele um título especial. "Soredemo sekai wa utsukushii" pode ser traduzido como algo como "Ainda assim, o mundo é belo". Porque é exatamente sobre isso que se debruça a história, e pra isso as músicas adoráveis e a animação colorida caem muito bem; Como a Nike tem esse poder de invocar a chuva, em diversos momentos - principalmente na primeira metade, em que as coisas são menos corridas, mas até o final existem menções a isso - o anime apresenta um discurso favorável à beleza da natureza. Mas não é um discurso ambientalista nem nada do tipo, é mais no sentido mesmo de apreciar a poesia da natureza, de como uma chuva pode remediar uma briga - como aquela do Livius e do Cecil, - ou de como um jardim de flores pode fascinar e trazer memórias - como ocorre lá pelo episódio 4; Eu achei isso muito fofo e positivo, e não é preciso mais.

Não existe uma história mirabolante em Soredemo Sekai wa Utsukushii - na verdade, os episódios meio que se dividem em arcos temáticos cuja única ligação é a apresentação e exploração de vínculos dos personagens uns com os outros e com suas famílias, e cujas resoluções parecem ter sido na maioria apressadas; O foco nunca muda, por exemplo, para as guerras que o império de Livius supostamente causa nem nada, tudo fica dentro do esperado pra um shoujo genérico. Então, se Soredemo Sekai wa Utsukushii se destaca por esses dois fatores - dos personagens e seus relacionamentos, e da visão de mundo otimista e bela - provavelmente peca em desenvolvimento da história, que tem um momento de crise aqui e ali, cujas resoluções também são bem previsíveis. A história se sustenta apenas nisso. Isso pode ser negativo na opinião de muitos, mas o fato é que a história efetivamente se sustenta, e na verdade isso não é algo tão incomum em shoujo, então na minha opinião o anime já funcionou muito bem dessa forma.

Pra falar um pouco mais da parte técnica, Soredemo Sekai wa Utsukushii é sim um tanto simples, mas bem-feito e funciona. Tendo cores alegres, uma abertura tão genérica quanto adorável, um encerramento brutalmente "shota", tudo reflete o humor geral do anime e portanto nada se destaca, mas tudo funciona harmoniosamente. Pra ser honesta, tenho uma crítica em relação à música: Eu achei a rendição da música da chuva da Nike que toca na maioria dos episódios um pouco chata pra ser uma parte importante da história; Especialmente se comparada às do episódio final, tanto a dela quanto a da avó, que foram lindas, mas eh. De forma geral, tudo é bonitinho e passável.



No fim das contas, minha impressão do anime foi bastante positiva; Eu passei a maioria das semanas empolgada pra ver o próximo episódio, não super ansiosa nem nada do tipo (no começo provavelmente estava mais, mas logo percebi que a história não ia sair muito daquilo) mas está entre as séries da temporada que eu curti, tendo sido uma experiência satisfatória. Confesso que sentia falta de ver um shoujo com um clima diferente, uma coisa de empoderamento e uma mensagem mais geral e importante do que clichês sobre o amor e sentimentos (dica eterna de shoujo "diferente": Hatenkou, Yuugi. Lindo!) e portanto esse anime me satisfez.

A quem achou a resenha interessante, recomendo bastante. Ainda que eu não tenha achado tudo aquilo num nível pessoal, não excluo a possibilidade de várias outras pessoas acharem, já que pra muitos pode ser um anime diferente do usual. (◠‿◠✿)


 
  

6 comentários:

  1. Yoo acabei de ver esse anime semana passada,sinceramente esperava um pouco mais do anime,eu pensava que ele trabalharia mais o drama(principalmente sobre o passado e psicológico do Livius),mas acabou sendo um anime de romance e comédia bem leve mesmo,quando começava a ter uma pontada de drama vinha imediatamente aquele alívio cômico.
    Mas o desenvolvimento do relacionamento da Nike e do Livius foi algo bem bacana,sem atrações ou amor a primeira vista,foi algo bem ao natural mesmo,quando você finalmente se dava conta,ambos já estavam apaixonados um pelo outro.
    No entanto,não curti a diferença de idade deles,se o Livius tivesse uns 15/16 pelo menos.Mas uma garota de 18 com uma ''criança'' de 13 (eu sei, a mentalidade dele era beeemm mais avançada),e eu sei que o mesmo é válido para o oposto(onde o garoto é o mais velho e a garota a ''criança'' ),só que sei lá,ao meu ver o clima entre eles acabou sendo mais de ''irmãos'' do que de amantes =/(enfim a verdade é que eu queria ver um HOMEM lá isso sim! U3U,todo bonitão tipo Kaname/Zero/Usui/Luka/Sebastian..... e assim por diante,do que um garotinho de 12/13 anos).
    Bom em resumo,foi um anime bem agradável mas que poderia ter tido um melhor desenvolvimento de drama e personagens.
    Kiss :*

    ResponderExcluir
  2. Mesmo? Sim, com certeza, é um anime super leve! Eu imaginei algo mais leve desde o começo, então talvez por isso tenha sido positivamente surpreendida... Mas, em geral, eu prefiro shoujo de "comédia" do que de drama ou que se leva a sério demais, então também tem isso. (´ω`)

    Também curti esse aspecto do desenvolvimento, e não curti a diferença de idade... Apesar de que, no meu caso, eu nunca gosto de diferenças de idade assim, muito significativas, mesmo quando o homem é mais velho. Acho super desconfortável. Mas achei que foi original, pelo menos (honestamente, eu já cansei dos "bonitões" em shoujo...). E bem notado que eles acabaram tendo um relacionamento mais de irmãos do que de amantes, concordo com isso, haha.

    Muito obrigada pelo comentário, e até mais!~ (✿◠3◠)

    ResponderExcluir
  3. Bem bacana a sua resenha! Em nível de comparação, particularmente eu gostei mais da música da Nike do que a final cantada pela vó, embora ambas sejam bonitas...

    "...a diferença de idade gera um certo conflito pelos ocasionais momentos de interesse sexual da parte de um garoto púbere."

    Você soube explicar muito bem essa parte rs no entanto eu achei bem engraçado esses lances sempre seguidos da estranheza dela e tentativas evasivas de não ceder!

    "Ela é independente e sabe se virar, sendo inclusive uma protagonista de shoujo bastante inspiradora, mas no fim das contas precisa de alguém que a aprecie e ao mesmo tempo dê conta dos seus descontroles, e Livius cumpre esse papel."

    O final demonstra claramente essa carência dela, mas é natural que ela sinta, se for pensar, por mais independente que uma mulher seja, ela sentirá falta da presença do seu companheiro! Faz parte das necessidades humanas. ^^

    Eu tenho curiosidade em ler o mangá, mas ainda não tive tempo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Karina! E aí, tudo bem? Fico lisonjeada que tenha gostado da resenha! (*^▽^*) Ah, eu entendo que seja questão de gosto, ambas são bonitas. Pessoalmente, a rendição da avó da Nike me pareceu coisa de filme da Ghibli, um pouco como conto de fadas e tal, então eu gostei bastante.

      Hahah é verdade, com certeza isso acrescenta à dinâmica conflituosa que já existe na relação dos dois, e forma um tipo de romance que é bem raro em shoujo, daí meu encantamento com eles (apesar de ver sim um probleminha moral nessa parte!).
      E não, não quis dizer de forma alguma que o afeto pelo Livius desmereceria a personagem dela! Pelo contrário, acho que ambos se complementam bem, e quis dizer que, do jeito que ela é - meio impulsiva e coisa e tal - alguém como o Livius deve dar muito certo com ela. ^_^

      Acabei não lendo o mangá até hoje, também, justamente por falta de tempo, mas dei uma espiadinha em algumas páginas na internet e me parece que muitas coisas acontecem entre eles. Tenho bastante curiosidade, mas por enquanto está difícil... (╥_╥)

      Bem, muito obrigada mesmo pela visita e pelo comentário, Karina! ♡ Espero que tenha gostado, e volte sempre!~

      Excluir
  4. adorei sua resenha ♥, eu me senti desconfortável algumas vezes enquanto via o anime pela diferença de idade tbm, é bem problemático essa questão, mas como gostei da historia resolvi ir atrás do mangá, lá se revela a idade dele, ele tem 15 anos, me aliviou um pouco,espero q mostre ele crescendo, recomendo q leia o mangá ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lynn, tudo bem? ^_^ Pois é, pelo que eu me lembro de ler na época a autora acabou mudando a idade para 15 para aliviar um pouco ou algo do tipo, ela comenta essa diferença... eu espero também que mostre ele crescendo e eu gosto da ideia de que eles se gostam muito e formarão um belo casal no futuro. Na verdade, esse fato foi a única coisa que me deixou desconfortável no anime. Também gostei da história e espero que tenha uma segunda temporada, porque eu ia adorar assistir! Não sou muito de ler mangás longos mas vou anotar sua recomendação!
      Super obrigada pela visita e pelo comentário, e até mais!~ ^_^

      Excluir