sábado, 28 de junho de 2014

Divulgação: Campanha Shoujos no Brasil #QueremosMaisShoujos


Olá, gente!~

Dei uma interrompida esses dias no ritmo frenético de posts de resenhas, já que fiquei sem tempo e elaborar esses posts, acreditem ou não, leva um certo tempo. Prometo que retomo as resenhas no fim de semana. (Eu prometo de verdade, ok??)

Mas o post de hoje não é pra falar de nenhum anime da temporada, mas sim de uma causa maior (dun dun dun). Vocês podem ou não ter ficado sabendo através do Twitter, dos blogs Shoujo CaféChuva de NanquimGyabbo, e vários outros cantos da blogosfera que está rolando uma campanha pela publicação de mangás shoujo no Brasil, chamada - advinhem, advinhem - Campanha Shoujos no Brasil. A campanha tem comunidade no Facebook na qual se encontram seus objetivos e diretrizes; Resumidamente, o intuito é fazer uma pressão sobre as editoras para colocarem mais mangás shoujo e josei nas bancas. Uma pressão justa, eu diria, levando em conta que mangás shoujo/josei tem sim um bom público - eu arrisco dizer até que esse público tende a preferir o meio mangá em relação a anime mais que fãs de outros gêneros, mas isso é mais achismo do que observações rigorosas, ok? - e eles andam cada vez mais subrepresentados nas bancas, especialmente da parte de editoras maiores e tal...

Pessoalmente, não sou leitora ávida de mangá - mais pelo fato de mangás novos serem caros demais e eu não ter tanta grana do que qualquer outro motivo, e mais caros ainda levando em conta o frete que eu vou ter que pagar pra acompanhar qualquer série até o final por causa da distribuição pífia, mas enfiiim - mas a verdade é que, conforme eu reparei recentemente, eu nunca fui à banca comprar um mangá novo que não fosse shoujo/josei. Porque, bem, ainda que não seja tão viciada como já fui, eu gosto de shoujo/josei. (incrível, eu sei.)
E faz eras que não publicam um único título do gênero do meu interesse.
Não é porque poucos títulos me interessam. É que a variedade é ridícula, e por algum motivo são poucos os títulos populares (com adaptações em anime e afins) que chegam às bancas. Honestamente, parece que eles nem tentam procurar algo mais popular quando o assunto é shoujo/josei (ou BL, que eu também gosto, ou qualquer público considerado no Ocidente como mais "de nicho").

Pra quem não sabe, aliás, meu mangá favorito - ou seja, aquele que eu pagaria R$25 num volume, *caham*, sem ofensas às editoras que publicam mangá a R$25 a torto e direito.... - é um josei, Hatenkou Yuugi. A despeito disso, eu não acho que ele deveria ser publicado no Brasil, entre outros motivos porque ele é a) longo (10+ volumes) e em publicação, b) pouco popular e c) o traço no começo não é nada atraente. Mas eu acho, sim, que existem muitos títulos shoujo/josei de qualidade, com uma variedade enorme de histórias e propostas - afinal, não dá pra ninguém dizer que Tonari no Kaibutsu-kun, Utena, Vitamin e Dolls são "tudo a mesma coisa" - e que tanto o mercado de mangás quanto o público se beneficiariam se houvesse um maior investimento nesses títulos, afinal, fechar-se em uma só demografia (digamos, publicações para garotos adolescentes) tende a tornar esse "nicho" (o mercado de mangás) ainda mais estagnado e fechado para novos públicos.

É por isso que eu apoio essa campanha, e é por isso que estou aqui divulgando para vocês. (◡‿◡✿) Falando por mim, eu adoraria comprar coleções mais curtas de shoujo - minhas coleções de Princess Princess e MeruPuri me vem à cabeça - se estivessem nas bancas. Mas esse grupo é exatamente uma possibilidade de fazer um levantamento, e ver o que esse público tão amplo quer comprar. Então, vamos aderir, vamos postar!~ ⇓⇓⇓

2 comentários:

  1. Yoooo,não acredito que encontrei gente lutando por essa causa TT^TT,a tanto tanto tempo venho me queixando dessa falta.Para você ter uma pequena noção,quando fui procurar mangás de presente de Natal para minha irmã mais,só achei DOIS shoujos na banca(okss a cidade onde moro não é lá um centro urbano desenvolvido),mas depois disso fui viajar e também andei observando que não era só onde eu morava que isso ocorria, não se tem um acervo considerável de shoujos muito menos de joseis =/
    Sobre Hatenkou Yuugi a muito tempo gostaria de ler o mangá o problema é que não acho em quanto algum!E o anime tem apenas 10 episódios =/
    Enfim,espero que essa campanha resulte em algo ^^

    ResponderExcluir
  2. Aww, agora você encontrou um grupo inteiro de pessoas!! Hahah ^_^
    É verdade, é verdade. Minha cidade também não é super grande, e eu passo pela mesma coisa aqui. É que tem proporcionalmente MUITO menos shoujo/josei que shounen e seinen nas bancas, mesmo.
    Verdade?? Se você souber ler inglês, eu posso te passar o link de um site pra baixar os scans ou ler online. Eu tenho os volumes em inglês no meu pc então posso fazer reupload.
    Agora, em português eu também não sei, e acho que nem existe. Eu faço algumas traduções pro Uchiha Scanlator, até cheguei a começar Hatenkou Yuugi mas não encontrei ninguém pra editar. ^_^ Se você tiver interesse, e conhecer gente que tem, eu posso retomar o projeto mês que vem!
    Bem, também estou torcendo por essa campanha, e por essa causa que eu considero ser justa!
    Abraços e até mais!~
    Chell

    ResponderExcluir