terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Metas para 2014

(Eu confesso que só estou publicando esse post porque já é Fevereiro e pouca gente sabe qual é a história da "meta", mas eu não estou nada feliz com esse compromisso, e tenho certeza que não vou conseguir isso, mas, ei. Vale... documentar... o quanto eu falhei??)

Olá, blog!

Um fato pouco conhecido das pessoas em geral é que meu backlog de anime me incomoda profundamente.

É o tipo de coisa que eu sempre finjo que não me incomoda. Ignoro, e falo mal do MAL (ha... ha) e deixo tudo bagunçado, mas é aquela sujeira que eu empurro pra baixo do tapete - continua lá, e eu sei que ela está lá, e ela começa a formar uma maldita pilha embaixo do tapete e virAR UM MONSTRO DE SUJEIRA BLARGHH

BLARGHHH


...*caham*. Mas é isso. Eu acabei de confessar: Meu backlog de anime me incomoda. Eu nunca me dei ao trabalho de assistir anime desenfreadamente, até porque não sou o tipo de pessoa com uma disposição passiva o suficiente pra passar 13 horas a fio assistindo anime (ou vendo filmes, lendo livros, etc.) e não cansar, a menos que seja realmente muito cativante - e com isso eu quero dizer coisa que no máximo 2 ou 3 séries já conseguiram fazer. Depois de dois episódios eu costumo ir pegar comida, acabo abrindo o Facebook, e as coisas desandam.
O resultado disso é uns seis anos de backlogging que até me desanimam de acompanhar novas séries. E eu reconheço que isso é besteira, mas me incomoda.

E se algo incomoda, devemos resolver, certo?

Então, uma das minhas resoluções pra 2014 foi a de acabar ao menos com o backlog do MAL, que nem conta com as séries de anos recentes. Pauta pro blog, leveza pra vida. Isso seria um trabalho mais tranquilo, se eu não tentasse fingir que sou um ser humano respeitável que nunca passaria horas vendo desenho e não demorasse literalmente 2h para baixar um episódio de 70MB/30min com a minha conexão - e tem 99% de chances de você ser uma pessoa mais grata pela sua banda de 1MB agora - mas enfim, estamos aí.

Meu plano inicial era o de começar o ano com a série mais longa do meu backlog, e uma que eu coloquei na minha lista mental de "preciso ver antes de morrer". A série é Legend of the Galactic Heroes, uma série de OVA com 110 episódios, com uma arte maravilhosa para um anime da década de 1980, e uma abertura pra fazer qualquer um chorar com a breguice.

"I look above, the stars are bright, yet I'm blinded by your light."

Eu sabia que era legal o bastante, porque já vi os primeiros episódios umas cinco vezes? Então fiz um cálculo simples: São 110 episódios de meia hora; 10 episódios por dia significa 5 horas de anime por dia; Então, eu poderia ver tudo tranquilamente em menos de duas semanas, e terminar de ver a série completa ainda em Janeiro, certo?

Matemática e anime são duas coisas que não combinam na minha terra. A começar pelo tempo. Que. Demora. Pra. Fazer. Download. Se eu tirei alguma conclusão útil disso tudo, foi que eu preciso de uma conexão de Internet minimamente decente, então, hmm, serviu de algo.

Mas então, é Fevereiro. Eu acho que só consegui baixar 1/4 da série no mês passado, por conta dos links quebrados. Só acho que as coisas não estão indo na velocidade esperada. Mas comecei a ver Gundam Wing, e acho que já tenho meu fix de "conflitos políticos e lutas espaciais" por enquanto. Provavelmente vou ficar saturada quando terminar isso e Buddy Complex, mas fica aqui minha intenção de que eu tentei ver LoGH em 2014 (que provavelmente é a) o único anime com mais de 100 episódios que eu pretendo ver na vida e b) o único anime que eu preciso ver antes de morrer).

... e ah, pra quem quiser saber, eu acho que terminei uns... dois... em Janeiro. Prevejo níveis absurdos de sucesso nessa meta.

Mas estamos aí.

Nenhum comentário:

Postar um comentário