terça-feira, 15 de outubro de 2013

Samurai Flamenco 1 - "A culpa é da Caverna do Dragão".

 I've screwed up!

... Parafraseando Mato Sem Cachorro (e sim, eu acabei de mencionar um filme brasileiro no meu blog weeaboo); Porque, como todos sabemos, a culpa pelos nossos erros vem da Caverna do Dragão*.
* Pra quem não viu o filme e não sacou a referência, leve em consideração a idéia de que a atual geração de jovens cresceu com percepções distorcidas de realidade por conta do idealismo da Caverna do Dragão, e outros desenhos do tipo. E é por aí que o Masayoshi explica seu "alter-ego" de super-herói - ele literalmente diz que cresceu com tokusatsus, mas não os superou na fase adulta, diferentemente de seus colegas, e decidiu tornar-se ele mesmo um super-herói: Samurai Flamenco. (Esse nome ainda é muito bom!!)

Esse é Hazama-kun, o nosso colega herói; Ou Masayoshi, como preferir. Ele prefere Masayoshi (正義), porque escreve-se como "Justiça". É sério. De qualquer forma, Masayoshi vive uma vida dupla. De dia, o rapaz de 19 anos leva uma vida solitária em um apartamento, com o dinheiro que ganha do trabalho como modelo - um trabalho confortável para um rapaz bonito e solteiro. De noite, no entanto, quando não está vendo seus amados tokusatsus, Masayoshi se transforma em um super-herói: Samurai Flamenco.



...que é espancado por crianças ginasiais, e vira uma espécie de viral num NND da vida, pelo que é possível perceber ao final do episódio.

Eu vi esse episódio duas vezes; Na primeira, uma vaga brisa que me impediu de entender muito bem tudo que estava acontecendo, além de que o Masayoshi é uma "vítima-da-Caverna do Dragão" - ou Kick-Ass, como bem notado pelos blogs Xil e Anikenkai em suas resenhas.  Na segunda vez, porém, acabei percebendo algumas sutilezas em relação à maneira com que os acontecimentos no anime são manejados e se desenrolam.


Samurai Flamenco, a princípio, não tem nada de especial. Um garoto pelado na rua, achando que é um super-herói; Um policial fumante, um tanto conservador, que o salva. E o salva novamente, e mais uma vez, e acabam vendo tokusatsu juntos; O policial ignora a chamada da namorada pra ver tokusatsu. O garoto faz mais besteiras e liga pro policial. O garoto faz besteiras, se esconde num orelhão, tem um surto grita o nome do seu super-herói favorito e pede pra ser salvo novamente.

Não tem nada de realmente original aí, mas é bastante interessante, na minha opinião, a maneira que se lida com isso. A começar pelo fator damsel-in-distress do personagem principal;  Masayoshi é um garoto extremamente sortudo. Ele é bonito, tem um emprego relativamente bom, apesar de se recusar absolutamente a aprender coisas novas - por exemplo, na conversa com a secretária no carro, ele simplesmente recusa uma entrevista pois "não sabe falar" - e vira um viral pelas suas peripécias bizarras. Outra coisa que eu gosto é como Samurai Flamenco é bastante atual; Pelo menos é o que eu sinto, em cenas simples, como a de Goto pesquisando Masayoshi na Internet. Isso é uma característica de diversos animes do NoitaminA que me agrada bastante.


É hilário o discurso - quase Toyama-Koichi-fascista - de Masayoshi: um cara vestido de super-herói, a noite, no meio da cidade, falando sobre como um bando de ginasiais zoando por ali são um "incômodo para a sociedade", que "é por causa de gente assim, que nunca vai ser nada na vida, que a sociedade vai mal", e que "vocês devem ouvir os seus pais". Pra mim, isso tudo meio que evidencia um personagem bem contraditório e possivelmente complexo.

Gostei bastante também da caracterização de Goto, que a princípio é uma espécie de humilde salaryman que interrompe sua rotina chata ao se deparar com esse "novo herói" da cidade. Vi comentários sobre como isso não parecia "realista", e que a relação se estabeleceu de maneira imediata demais; Mas eu acho perfeitamente plausível, tentando me colocar no lugar dele, que ele ficasse no mínimo curioso em relação àquele estranho garoto.

A cara da justiça.

Apesar do relacionamento entre eles ter se estabelecido na minha opinião de forma superficial sim, acho que eles tem potencial para se tornarem personagens interessantes, pelo menos se o anime conseguir superar o dualismo simplório do "herói idealista / herói realista". Levando em conta que vão ter vários personagens, pelo que dá pra ver pela promo art, eu acho possível sim que vários relacionamentos interessantes se estabeleçam.

... E na verdade, se tudo o mais falhar, já deu pra perceber que a equipe está interessada em apelar pra galera fujoshi, então pelo menos por isso dá pra dar um crédito.

Fried Curry rice? Curry rice. 

Eu percebi que a maioria das resenhas mostraram-se negativamente surpreendidas por Samurai Flamenco. Mas com tudo isso eu acredito de alguma forma - e talvez tenha um bias aí, levando em conta que eu adoro tanto a premissa quanto o bloco e tudo o mais, como já disse, - que Samurai Flamenco deve ter alguma mensagem mais significativa do que uma simples questão de Kick Ass japonês ou boa idéia mal-executada. Pode não ser espetacular - de longe, desde a animação, haha - mas o primeiro episódio foi sólido e divertido, e pra mim isso basta.

Portanto, até mais!~ 

2 comentários:

  1. Olha acho que vou passar a acompanhar esse. talvez ate post ele para download no meu blog.

    Passando para avisar que a parceria foi aceita. só não achei o seu Button para colocar la no meu blog....

    Você você fizer um passa lá e avisa.

    Pode pegar o meu banner lá na pagina de parceria, quando tiver com o seu passa lá e avisa que eu venho pegar para colocar lá viu.

    ||Sendo um Otaku - Parceria||

    Adorei o seu blog mesmo, a área de postagem e bem espaçosa e fica confortável ler a postagem, não desiste viu, começo e difícil mais você consegue.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mesmo? Fico feliz que tenha ajudado a convencer alguém!! *-* haha. Esperemos que seja um bom anime!

      Eu acabei fazendo um par de buttons por causa disso! c: estão aqui: http://notloli.blogspot.com.br/p/blog-page.html
      Ainda não consegui colocar seu link aqui na página principal (tenho problemas com esses gadgets de vez em /sempre/ orz), mas está na página de parceiros, então ajustarei logo mais.

      Obrigada! Quanto ao espaço, isso foi intencional, fico feliz que tenha reparado!! Acho tão mais fácil simplesmente abrir a página e ler o post confortavelmente, e mesmo assim é tão raro, haha.
      Muito obrigada por todos os comentários! Seu blog também é muito bom, e teve um crescimento muito rápido, então parabéns pelo seu ótimo trabalho!! C:

      Excluir