sábado, 19 de outubro de 2013

OVA: Pokémon Origins - Gotta catch'em all em uma hora e meia.

 

É, 19 de Outubro. Eu sei, estou vagamente atrasada.

Pensei em fazer uma resenha bonitinha, mas aí lembrei que a essa altura o que mais tem por aí é resenha de Pokémon Origins. Então, optei por jogar alguns breves comentários, impressões, gritos empolgados e fujoshismos com Red/Green. Vem comigo falar um pouco sobre esse espetáculo da propaganda gratuita, fanservice e nostalgia?~  ∩(︶▽︶)∩

O baguio é loko.
 

A história de Origins começa extremamente fiel aos jogos originais - o episódio 1 é literalmente uma versão animada das primeiras horas de jogo - mas coisas mudam depois do segundo episódio. A história geral do jogo se mantém nos 4 episódios, mas alguns pontos mais ou menos aleatórios foram exagerados - Lavender Town, sério? - talvez pra dar um mínimo de densidade à história. Isso faz com que o pacing seja... bastante irregular. No mínimo.

Exceto pelo Brock e o Giovanni, todos os demais líderes de ginásio são apenas mencionados, e as batalhas não são mostradas, o que é triste. Por falar nisso, a batalha com o Giovanni - que dura metade do episódio 3 inteiro - também é bastante exagerada, e a caracterização dele, pelo que eu me lembro, era muito mais rasa no jogo. O Giovanni é um tipo de vilão-Hisoka (Hunter x Hunter) nesse anime; Na minha opinião, isso é um exemplo de alteração legal que Origins apresenta em relação ao jogo original. Uma das poucas alterações, na verdade.



Quanto à  história inventada, o propósito da coisa toda é falar de amizade entre treinador e Pokémon, importância dos relacionamentos, aquele papo todo. Não levem a mal, mas eu achava essa temática legal quando era com a Team Plasma, e isso faz uns anos. Nesse contexto, soou apenas como uma desculpa pobre pra jornada. Em uma determinada hora, rola a seguinte pergunta: "Professor, tem algum motivo pra você ter mandado o Red nessa missão?". A resposta? "Porque ele é o único garoto na cidade além do meu neto, filha"? Não, alguma coisa sobre o kokoro e insira discurso de shounen mais barato que uma mega-franquia aqui.

Então, não posso defender a história. Mas ainda assim, é justamente o fato de se aprofundar livremente em alguns pontos canônicos que, na minha opinião, faz de Origins algo mais interessante que uma mera divulgação da história original pra galera mais nova, como eu imagino que tenha sido a intenção dos criadores. Pra mim, muito mais que o plot, foram essas pequenas coisas que deram graça a Origins, e fizeram com que essa hora e meia passasse rápido e fosse divertida o suficiente pra valer a pena.

 

Outros pontos que eu notei, que me fizeram feliz ou não foram:
  • O Brock sendo stalker dos novinhos do Red e do Green, no começo da jornada deles, o que levou o Red a ter uma interação mais complexa com o Brock. Ele agiu como uma espécie de mentor, o que eu imagino que tenha sido uma alusão ao anime original. Ou, hã, talvez tenha sido só pra explicar como funcionam os ginásios e tal, mesmo.
  • E por falar no Brock, a presença dos youngsters do seu ginásio o defendendo como um legítimo "super-líder" é bem interessante. Eu nunca tinha pensado realmente na interação entre os líderes de ginásio e seus treinadores. O papel deles é meio que nem o das fãs do Gary.
  • O Onix do Brock continua sendo o pica das galáxias. No jogo, no anime original, onde você quiser. Isso é incrível.
  • E aquele momento crítico em que você manda seu último Pokémon com HP no vermelho contra o último Pokémon do líder com HP no vermelho? Achei lindo eles terem colocado isso.
  • Falando em colocar coisas do jogo, as ceninhas de continue, save e etc. no estilo dos jogos originais também são uma graça, assim como algumas das músicas originais, como a da Bike e da Pokémon Tower.
  • TMs!! simplesmente. (Porque quantas temporadas o anime original passou sem TMs, mesmo? E quem nunca usou um TM? Então.)
 
  • A história do Cubone e do Marowak envolvendo a Equipe Rocket. Honestamente, eu não me lembrava de ser assim. É legal, mas pessoalmente não era uma coisa que eu tivesse notado muito. Eu acho que gosto menos de Lavender do que a maioria das pessoas. Mas acho que é um plot point que nunca foi abordado sequer no anime original, então tá valendo.
  • A história do Mew e do Mewtwo, que acho que ficou mais complexa do que a do jogo original, e talvez destoando do filme. Não posso dizer com certeza porque faz tempo que vi os primeiros filmes e joguei os primeiros jogos, mas parecia ter algo de significativamente diferente, e, IMO, não de um jeito bom.
  • Eu achei o final de Pokémon Origins é especialmente estúpido. Analisemos: O Green aparece todo ferido em uma cama, porque foi atacado por um "Pokémon misterioso", depois que o Red captura os 149 Pokémons. Como ele capturou os iniciais é uma coisa que nunca saberemos. E ai surge a história do Mewtwo. O Red vai atrás dele, porque ele é bom assim; O Mewtwo e o Charizard tem uma batalha de swift - de todos os ataques no universo, eles ficam lançando estrelinhas um no outro - e aí o Red captura o Mewtwo na primeira Ultra Ball. Sério, vai cagar. Tudo isso era só pra mostrar a megaevolução do Charizard, o que meio que deu uma desculpa pra fazer um final porco, talvez.
  • O Green seguindo ativamente o Red em cada episódio é hilário.
  • Na verdade, todas as interações entre o Green e o Red.
   
Real fucking smooth, Green.

O-T-P.


Com tudo isso, eu tenho que discordar radicalmente de uma opinião que eu tenho lido por aí: Eu discordo que Origins seja um anime melhor que a primeira temporada original de Pokémon. De longe. Nem que fosse por esses pequenos detalhes; É claro que é muito mais fiel, mas o intuito não é ser uma boa história, - felizmente! - e tecnicamente mesmo, em termos de animação, planejamento e tudo o mais, eu diria que Pokémon Origins não é nem "bom". Haters gonna hate, mas a primeira temporada de Pokémon foi boa sim, e mesmo que todo mundo odeie o Ash - ele ainda era um personagem melhor na primeira temporada, ok? - se formos ver o anime original como a jornada de um treinador específico da cidade de Pallet que não o Red (leia-se: um jogador qualquer de Pokémon pra GB), ele é suficientemente fiel ao jogo, IMO.

O que eu tenho pra falar de realmente bom sobre Pokémon Origins? É que, no fim das contas, agora os fãs de Red/Green tem material em versão animada, então estamos todos felizes. (!!) (。◕‿◕。)

   
Tsun tsun, dere dere. ♡

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Muito obrigada, Hime!!

      E parabéns pela entrada no Anime Shoujo, haha~

      Excluir