segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Free! 10 - E os anjos tocaram as trombetas, anunciando: "amigos, a palhaçada acabará!".

Esse foi um episódio em grande parte de retrospectiva da infância dos garotos, e com um final mais do que esperado - pelo menos por mim? I called it first. - envolvendo o Rei, então realmente não tenho muito a comentar além de "gaaaaay, porra". Resumo da ópera? Flashbacks, heartaches, viadagens. E o Rei.

Ah, o Rei.

Pre-para


O episódio começa com uma série de flashbacks sobre a infância dos garotos do clube da Iwatobi - Haruka, Makoto, Nagisa, e Rin, - mostrando como eles se conhecera e se uniram para participar da competição de revezamento medley. 


Rin Matsuoka se apresenta como um garoto com nome de garota, transferido da escola Sano para a Iwatobi. Na apresentação dele, Makoto mostra-se surpreso, e Haruka faz aquela cara de poucos amigos que Haruka faz. Então, na saída de uma aula, Rin, Makoto e Haruka passam por uma piscina, e tem uma conversa que leva os garotos a perguntarem se eles não se conheciam. Foi aí que Rin admitiu conhecê-los de uma competição escolar no passado, justificando que era uma coincidência, e Haruka se mostra pouco entusiasmado. 
Eu achei a seqüência toda um pouco estranha, e me fez perguntar se o Haruka realmente só tem um embolo permanente no estômago que faz ele ficar com aquela cara sempre, ou se eles já não tinham ido com a cara um do outro naquela competição. Uma hipótese mais plausível me veio depois, quando Rin entrou no clube de natação, já se aproximando mais dos garotos - que obviamente estavam surpresos - e se mostrou maravilhado (eu não estou exagerando aqui.) quando o Haruka entrou na água. Me ocorreu que talvez o Rin tivesse abordado o Haruka pela habilidade dele, ou algo do tipo. ...Ou não, já que mais tarde no episódio os garotos contam que de fato não se conheciam antes. Enfim.
(P.S.: Eu descobri que Free! já tem um prequel em mangá, maravilhosamente chamada de - tan tan tan! - High☆Speed!. Er, enfim. Talvez o prequel explique melhor o que aconteceu naquela época... Alguém?)

Depois disso, começa a obsessão do Rin por convidar os garotos a participarem de um revezamento medley juntos. O Haruka, como sempre, diz que não queria pois "só nada free", o que leva o Rin a fazer um discurso em classe no mínimo... hã, interessante, pra chamar o garoto para participar.

Fabulous.

Um fica chamando o outro de teimoso. (Um é mais teimoso do que o outro. É adorável!) Depois da cena chega o Nagisa, que ouve falar da competição e decide que quer participar, prometendo que irá se esforçar para isso. Aqui eu preciso deixar uma nota: o Nagisa mais novo é uma gracinha! (ノ´ヮ`)ノ eu não ligo muito pra ele geralmente, e também não costumo curtir shota, mas ele é muito lindinho.

A cara da credibilidade.

Nesse momento, está decidido - pelo Rin, é claro - que os participantes seriam ele, o Haruka com o freestyle, o Makoto com o nado borboleta, e o Nagisa com o nado de bruços. Rin, no entanto, continua perturbado com o fato de Haruka só nadar freestyle, e pergunta para o Makoto sobre isso, ao que ele responde que isso é provavelmente porque o Haruka gosta de ficar apenas na água, e não se importa com o fator competição. O Rin, que é o típico garotinho ativo e competitivo, não entende, e o Makoto ri. Vendo isso, eu percebi o quão perfeitamente adorável era a dinâmica que os quatro tinham naquela época; Na verdade, talvez o Haruka fosse o mais chatinho deles, o que é irônico já que ele é, hã, o protagonista.
Enfim, na véspera da competição, o Rin anuncia para o Makoto e o Haruka que irá para a Austrália após a competição, sem explicar até então o porquê disso; O Haruka fica particularmente frustrado, já que ele não queria participar desde o começo, e é aí que o Rin manda a sequência I can show you the world que a gente já cansou de ver:


   

Assim encerra-se o flashback, que descobrimos ser de um Rin vagamente depressivo. (Aw?)
Enquanto isso, no clube da Iwatobi, os garotos treinam loucamente pra competição, agora sob o comando do técnico Sasabe (♥), e o Haruka se mostra particularmente entusiasmado e dedicado no treinamento. Isso levanta algumas suspeitas no Rei, que acha que, apesar do seu nado estar tecnicamente perfeito, ele não está mais tão bonito. Ok. Como sempre, durante uma conversa entre eles, o assunto chega no Rin e em como Haruka gostaria de competir de novo com ele, e isso vai perturbando cada vez mais a Rei. Aliás, o Rei chega a brigar com o Nagisa no trem porque não entendia qual era a do relacionamento deles - e se fanfics cheirassem, eu estaria sentindo o cheiro delas. Um monte delas. Nesse momento. Yeah.

Depois disso, eles tem um jantar juntos, e agora vamos falar de coisa boa!: Lembram que a Miho - vulgo "a professora responsável pelo Iwatobi" - trabalhava com "trajes de banho", mas sempre se recusava a explicar mais sobre isso? Lembram também como o Sasabe a reconheceu quando a viu pela primeira vez? ... Lembram quando o Sasabe deixou cair uma pilha de revistas de modelos, e, oh, espera, essa não é a Miho?

Passado negro, quem nunca?

Aparentemente a Miho era uma modelo, conhecida como a "fada da água" Marin (!). Momento de tensão e desconforto no meio da janta-em-família. Amor, amor, amor. (Shippei? Shippei.) Caham. Próximo. Mais flashbacks e conversas sobre o passado dos garotos do Iwatobi; Dessa vez, por conta de fotos de até mesmo antes de conhecerem o Rin.

Detalhe pra quem está no fundo sendo o garoto pop da galera.

Tudo isso começa a irritar o Rei, - e honestamente, se esse excesso de flashbacks nos últimos episódios tem me irritado, eu imagino o quão irritado estaria o Rei, ainda se sentindo excluído de tudo isso...? - e o levam a confrontar os demais garotos do clube sobre a situação do Rin; Afinal, se eles pareciam tão amigos naquelas fotos, o que poderia ter acontecido entre eles para gerar essa rivalidade desagradável? Ah, aquele momento sessão da tarde! E é aí que o Haruka explica em maiores detalhes o que aconteceu entre eles após ganharem a competição, e a partida do Rin; Como o Rin tinha se tornado competitivo, deu ragequit na natação, coisas e tal (traduzindo: mais flashbzzzz) ...
... e qual era o motivo, no fim? É essa a pergunta que o Rei faz. E o espectador comum faz. E os garotos olham solenemente, e o Haruka olha solenemente, e ele responde que... não sabe.
E é isso. Dez episódios depois, descobrimos que o motivo da rivalidade em torno da qual gira a história é o seguinte: "não sei". Aí o Haruka começa a dar uma explicação poética sobre sentimentos. Literalmente, eu nem sei. Insira aqui uma crítica sobre a era do esvaziamento, a crise na indústria dos animes, ships ruins obrigatórios, ou todos os anteriores.

What is love / baby don't hurt me / don't hurt me / no more

O Rei fica revoltado - obrigada por representar, Rei! - e decide então ir atrás do Rin pra resolver essa viadagem toda; Porque né, 3 episódios de downer amorosa já deu.
"E de que jeito? Com uma competição de nado? Promovendo DR? Arranjando um quarto?" 


E com um momento lindo encerra-se um episódio no máximo mediano. 

Quanto ao momento de encontro entre o Rei e o Rin, eu esperava isso, de verdade; Eu só não esperava isso com musiquinha-dubstep-de-batalha de fundo, olhares de confrontação, e com o Rei indo ativamente atrás do Rin. Na verdade, isso me deixa feliz porque me faz pensar que o Rei ainda pode ter alguma relevância - porque sério, quem ligou pra ele depois do episódio da sunga-borboleta? - e o Rin tem agora em quem descontar todo o seu recalque, o que é lindo. 

'bora pro fight, amigos. A comunidade agradece.

Nenhum comentário:

Postar um comentário