sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Mangá: Ultramanic, de Wataru Yoshizumi.


Depois de uns meses sem resenhas de mangá, vim tirar essas teias de aranha da seção com uma das minhas compras recentes - apesar de não ser de forma alguma um mangá recente! - que eu queria muito e me agradou demais, e aproveitar para falar a respeito de uma autora que não recebe um terço da atenção que é devida a ela nos círculos de mangá, sobretudo brasileiros (porque vocês sabem, Se Não É Shounen Não Presta).

Senhoras e senhores, é dia de comentar Ultramanic, de Wataru Yoshizumi!


quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Handa-kun 11 e 12 [final] - Não É Minha Culpa Que Eu Sou Super Popular


Ok, demoramos, demoramos bastante. Eu não negarei, tá? Era pra eu ter postado isso há uns 5 meses, especialmente porque eu queria muito comentar esses episódios assim que assisti, mas não estava com ânimo ou tempo para assistir novamente os anteriores e escrever sobre, e os comentários ficaram guardados.

Handa-kun terminou. E não, não foi tão incrível quanto um Barakamon [resenha], e nem tão ruim quanto os fãs de Barakamon pregam a bem da verdade. Como série de comédia shounen, foi mediana ou até boa. Mas os últimos episódios em especial foram excelentes, e eu acabei reconsiderando a série inteira e... não é que foi até bem divertido? Eu recomendo e espero que vocês também curtam a série!

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Estudos de japonês, parte 3! (+ Mini-sorteio!)

Gif do anime Mawaru Penguindrum.

Olá, gente!

Faz alguns meses que eu não venho trazer atualizações na tag de língua japonesa, certo? Eu consegui a proeza de perder a prova do JLPT, mas o bom é que eu desencanei tanto de avaliações de nível que comecei a estudar com jogos e mangá, e no fim das contas estou estudando melhor agora. Ironias, né. Enfim, nesse tempo eu acabei descobrindo alguns canais do YouTube excelentes com aulas de japonês, então vim compartilhá-los com vocês!

Além disso... estou fazendo uma limpa nas minhas coisas, e tenho algumas revistas usadas bilingues (Inglês-Japonês) ou trilingues (Inglês-Português-Japonês) que talvez interessem aos estudantes de japonês. Portanto, resolvi fazer uma espécie de mini-sorteio. São poucas revistas e nenhuma de mangá, mas de graça até injeção na testa, né? Basta comentar com "Eu quero as revistas japonesas!" e deixar um email de contato aí na descrição. ^_^ (Não é obrigatório nos seguir nas redes sociais mas é bem vindo!)

Bem... vamos então aos canais de língua japonesa!

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Apenas algumas atualizações!

Enquanto eu tento lidar com outros projetos, precisava também atualizar um pouco o blog, né?

Recentemente publiquei 3 videos no canal do YouTube do blog (que recomendo você que ainda não segue a seguir!): um sobre organizadores; um sobre revistas shoujo japonesas (já que deletei o anterior e fiz um melhor); e uma resenha de mangás da autora Mayumi Yokoyama. Ademais, provavelmente publicarei até o fim da semana outra resenha de outra autora (mistério, mistério!) em video que espero que vocês curtam. *^_^* (Fazer videos acaba sendo menos custoso que escrever e eu tenho estado com pouco tempo, então não me xinguem muito aqueles que não gostam e aguardem outros posts, Gratos A Direção.)


sábado, 18 de fevereiro de 2017

Handa-kun 8 a 10 - Handa odeia sapos, stalkers e pantsu shots também!


Uau. Pensaram que esses comentários nunca iriam vir a existir, certo? Eu realmente não tenho desculpa; naquela época o bicho do Mystic Messenger [resenha] me mordeu violentamente e passou a consumir 100% do meu tempo livre, e depois eu meio que desisti de Handa-kun porque o anime já tinha terminado e os posts não. No geral, a série me divertiu mas não achei nada de especial. Espero que ninguém tenha se sentido triste com minha desistência temporária da série de posts e vamos aos comentários desses 3 episódios!

Já adianto que não gostei tanto dos episódios 8 e 9 como gostei do 10, e isso porque eu gostei dos episódios 8 e 9. Handa-kun inegavelmente foi melhorando, mas nunca deixando de ser uma série de comédia que faz o que se propõe: diverte.

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

"Eu assisto anime e sou melhor que o outro que assiste anime" - um rant.


E depois de ter feito o post sobre Yuri On Ice!!! e não ser linchada, eu voltei aqui com uma outra polêmica porque aparentemente estou louca por arranjar treta na Internet. Ok, é só que eu por estar um pouco distanciada do fandom finalmente consegui encontrar uma forma de encorajar aqueles que se sentem coagidos por uma coisa que não devia ser coercitiva: o discurso do "eu vi mais anime que você então eu sou melhor". Também por causa do video recente do That Japanese Man Yuta, sobre gente que é tão weeaboo quanto qualquer weeaboo mas insiste que não é. E aí eu lembrei desse assunto que eu queria falar há tempos.

Vai parecer shade, indiretinha, tal. Eu prometo que não é, porque eu não tenho me aproximado da blogosfera há uns 3 meses. É apenas um pensamento que eu tenho entalado desde muito antes de ter um blog de anime, e eu queria compartilhar porque eu não aguento o quanto as pessoas andam diariamente mais quantitativas e menos qualitativas (e a Internet é essa grande batedeira de ideias, principalmente ideias estúpidas) e queria lembrar que ainda existem opiniões contrárias, aguente firme.

Moda: Agejo (アゲ嬢)


 Olá! Tudo bem? Como estão?~

Uma das minhas obsessões de 2016 (que foi um ano de milhares de obsessões japonesas aleatórias na minha vida) foi: Host Clubs. Eu poderia fazer um post só sobre eles facilmente com o tanto de coisas que aprendi nesses tempos, mas pra não desviar muito dos assuntos desse blog, resolvi fazer um post sobre uma das coisas mais importantes que aprendi: estilo agejo. Você sabe do que se trata agejo?